4 aspectos do RMC que fazem desta conferência uma experiência imperdível

O encontro da música eletrônica e entretenimento ao vivo da América do Sul é uma experiência imperdível para quem deseja ser parte deste mercado. Nos três dias de conferência — 15, 16 e 17 de fevereiro — o Rio Music Conference reafirma-se como um ponto alto no desenvolvimento do cenário, na geração de conhecimento e no fomento da indústria. Serão mais de 100 atividades da conferência, entre painéis, workshops, speed coachings e ambientes de convivência. Entre vários pontos positivos sobre esta experiência, citamos:

Temas abrangentes

Por ser o principal encontro do tipo na América do Sul, o RMC não engloba apenas a esfera artística do mercado. Os temas são relevantes para diversas áreas. Os debates e insights podem ser sobre mercado, tecnologia, empreendedorismo, cultura como negócio, tendências como moda e design, área pública e outras questões. Em seu lado mais técnico, o RMC recebe também marcas pioneiras de equipamentos para apresentar suas novas tecnologias em produção musical e discotecagem.

Entre os temas propostos já confirmados, o painel Backstage recebe profissionais menos expostos, mas não menos importantes para um evento de sucesso: os bastidores. A plataforma Women’s Music Event, focada em criar um spotlight para o trabalho feminino na música, também será apresentada na conferência. Empreendedores e artistas que buscam meios criativos para o desenvolvimento de suas carreiras não podem perder os painéis Criando Soluções, Do It Yourself e Música é o Nosso Negócio. A websérie Vinyl Sessions, que cultua os discos de vinil, fará edição especial presencial no RMC com o DJ Julio Torres. Outros profissionais da área técnica, como os fotógrafos, poderão discutir sua profissão no painel Vídeo, Foto e Design.

Interatividade e contatos

O RMC é o principal ponto de convergência de toda a cadeia produtiva da música eletrônica. Então os mais diversos profissionais da área estarão presentes e abertos às suas ideias. Artistas, jornalistas, promoters, empresários, instrutores, publicitários, VJs, fotógrafos são algumas das figuras que comparecem à conferência. Com tamanha conexão dentro desta complexa indústria, você tem a chance de firmar diálogos e parcerias com outros colegas do mercado que possuem objetivos e valores em comum com você. Nunca foi tão fácil sugerir uma “collab”, promover ideias ou apresentar seu projeto.

Rodadas de negócios

Os speed coachings funcionam como “roletas” de negócios onde o foco principal é você. Alguns dos principais profissionais do mercado te receberão para conversas individuais, prontos para compartilhar sua experiência e conhecimento. Você pode pedir dicas, conselhos de carreira, mostrar sua música ou projeto e conversar sobre seus objetivos. É uma atividade extremamente produtiva tanto para aspirantes quanto profissionais. Além disso, os speed coachings carregam consigo certo divertimento, pois é uma ágil rodada em uma mesma sala com todos os coaches e o seu tempo é cronometrado.

Visão ampla do mercado, para além da América do Sul

Convidados internacionais marcam igual presença no RMC, o que torna a troca de conhecimento entre seus participantes ainda mais extensa. Mark Lawrence, da AFEM (Association for Electronic Music), será um dos palestrantes presentes; Hans Hess e Lawrence Malice do club londrino EGG; Roland Leesker, do renomado selo Get Physical, junta-se à empresária francesa Jessica Ibgui e à produtora americana Kristen Agee no painel “Publicitários que Comandam Labels; Detalhes sobre como um profissional pode usar sua imagem pública para atrair as pessoas para o seu trabalho na era digital serão abordados no painel “A Importância da Imagem, Cor e Design”. Mais convidados serão confirmados em breve.

Confira aqui o restante dos painéis confirmados no Rio Music Conference.
As inscrições para o RMC estão disponíveis neste link.

Deixe um comentário