Strict Standards: Declaration of GFZapierTable::prepare_items() should be compatible with WP_List_Table::prepare_items() in /usr/share/nginx/html/wp-content/plugins/gravityformszapier v1.0/zapier.php on line 797

Deprecated: mysql_escape_string(): This function is deprecated; use mysql_real_escape_string() instead. in /usr/share/nginx/html/wp-content/themes/phouse17b/functions.php on line 60

Strict Standards: Non-static method GFZapier::get_base_path() should not be called statically in /usr/share/nginx/html/wp-content/plugins/gravityformszapier v1.0/zapier.php on line 58
Daft Punk na vida real - Como são os robôs do Daft Punk na vida real

Como são os robôs do Daft Punk na vida real

 Como são os robôs do Daft Punk na vida rea

Os dupla francesa que se esconde atrás  dos personagens robóticos do Daft Punk começaram 2014 a todo vapor, a maior prova disso aconteceu neste domingo (26),  no Grammy Awards 2014, onde a dupla conquistou 05 prêmios, desbancou Taylor Swift, deixando-a sem graça e ainda teve a honra de Pharell discursar por eles. Além disso, o Daft Punk liderou os assuntos mais comentados do Twitter e Facebook. Quer mais? Pois é! No entanto, o que existe por trás daquelas máscaras? A curiosidade dominou os fãs e a revista de música eletrônica Phouse vai mostrar para vocês quem são os robôs do Daft Punk na vida real.

Confira como são os robôs do Daft Punk na vida real:

Daft Punk sem Capacetes
Foto Atualizada

 

Quem sao os robôs do  daft punk vida real Quem sao os robôs do  daft punk vida real

Para reconhecê-los com capacete: Thomas Bangalter é o mais alto da dupla…

Quem sao os robôs do  daft punk vida real

LIÇÃO:
“SE UM DIA ALGUÉM TE CHAMAR DE LOUCO, SAIBA QUE VOCÊ ESTÁ NO CAMINHO CERTO”

——-
Longe dos holofotes do mundo das celebridades, os franceses Guy-Manuel de Homem-Christo e Thomas Bangalter, ambos de 39 anos, são amigos de longa data e gostam de trabalhar em segredo, escondendo os rostos com máscaras de robôs antes mesmo do lançamento do disco de estréia, “Homework” (1997). O nome ‘Daft Punk’ veio da crítica negativa de uma famosa revista inglesa especializada, que descreveu o som deles como “um bando de punks malucos”

CURTA A REVISTA PHOUSE NO FACEBOOK

Deixe um comentário

-->