Connect with us

Notícia

Estudo revela que músicos são bastante propensos a ansiedade e depressão

Phouse Staff

Publicado há

Depressão

A Help Musicians UK, organização não governamental voltada a músicos, publicou recentemente um estudo sobre a saúde mental da profissão. A pesquisa, que em sua primeira fase teve 2.211 artistas voluntários, mostrou que 71% já sofreram algum ataque de pânico ou altos níveis de ansiedade, enquanto 68,5% já experimentaram sintomas de depressão.

Os voluntários responderam a um questionário online, ainda em 2016, que revelou uma maioria de músicos trabalhando com música pop (768), rock (694), música clássica (689), alternativo (676) e, em quinto lugar, a música eletrônica (431). Diversos outros estilos, como rap/hip hop (222) e jazz (298) também foram contemplados.

Além de dados objetivos, foram coletadas informações sobre a dificuldade ou facilidade de procurar ajuda. O diferencial aqui, no entanto, talvez seja a compreensão dos porquês de esses músicos apresentarem tantos sintomas de depressão e ansiedade.

+ EXCLUSIVO: FTampa homenageia Chester com remix e fala sobre depressão

Nessa primeira fase, o estudo destaca quatro pontos: as condições muitas vezes precárias de trabalho (pouco retorno financeiro, exaustão e falta de perspectiva); falta de reconhecimento; impacto da carreira no corpo; e, no caso das mulheres, ter que lidar com machismo e até mesmo assédio sexual — como foi visto em matéria da Phouse da semana passada.

+ O DJ de techno Ben Pearce é mais um músico a revelar a gravidade da depressão

Ainda houve uma segunda fase, realizada neste mês de outubro, que buscou apurar como os músicos no Reino Unido se sentem em relação ao trabalho. Essa fase constituiu um estudo piloto, com apenas 26 participantes, mas com a conclusão de que:

– O relacionamento dos músicos com o próprio trabalho ajuda a definir como eles se enxergam enquanto pessoas;

– As pessoas na indústria musical precisam acreditar em si mesmas e no seu trabalho, mas a imprevisibilidade do trabalho pode fazê-las questionar a si mesmas;

– Músicos podem ser altamente autocríticos, e atuam em um ambiente de constante feedback;

– Uma carreira musical é normalmente precária e imprevisível;

– Muitos músicos precisam manter um emprego paralelo ou outros freelances para pagar as contas, o que gera sobrecarga e exaustão;

– Pode ser difícil para os músicos admitir insegurança, por causa da competitividade do mercado;

– Família e amigos têm um importante papel de apoio, mas por outro lado podem levar os músicos a sentimentos de culpa;

– O ambiente de trabalho dos músicos pode ser antissocial e hostil, com casos de abuso sexual, assédio, bullying e coerção;

+ Denúncias de abuso sexual no meio artístico unem mulheres do mundo todo

+ Para alertar sobre depressão, viúva de Chester Bennington compartilha vídeo com últimas cenas do artista

Para tentar reverter esse quadro, a pesquisa sugere três áreas-chave: educação, um código de ética e um serviço especial de suporte psicológico para os músicos. Você pode conferir o estudo completo no Music Minds Matter.

Deixe um comentário

Notícia

Ultra anuncia segundo ano da RESISTANCE na Cidade do México

Phouse Staff

Publicado há

RESISTANCE México
Label de techno volta ao país em maio

A RESISTANCE, label de techno do Ultra, já tem data para voltar ao México, depois de debutar no país em 2017. O evento rola em três dias — 25, 26 e 27 de maio —, no Club de Golf Teotihuacán, na Cidade do México.

Ainda não foram anunciados nomes para o lineup, mas sempre há uma grande expectativa, pois a RESISTANCE costuma fechar com nomes do naipe de Seth Troxler, Carl Cox, Dubfire, Art Department e Sasha e John Digweed.

No ano passado, durante dois dias de outubro, a edição na capital mexicana foi no Foro Pegaso, trazendo Seth Troxler, The Martinez Brothers, Richie Hawtin, Dubfire, Danny Tenaglia, Matador e Paco Osuna, entre outros.

LEIA TAMBÉM:

Ultra Miami libera primeira fase do lineup do seu palco underground

Ultra Music Festival bate recordes de público ao redor do mundo

Ultra Miami revela primeira fase do lineup para edição de 20 anos

Tiësto, Hardwell, Digweed e outros falam sobre o marcante ano de 2003

Premiação da cena EDM terá sua segunda edição no México

Deixe um comentário

Continue Lendo

Notícia

Confira a mais nova versão do cubo de deadmau5 em ação

Phouse Staff

Publicado há

cube 0.5
Ainda mais compacta, a versão 0.5 do “Cube” foi debutada em festival nos EUA

deadmau5 sempre está em busca de novos formatos para seu famoso “Cube”, que além da primeira versão já ganhou outras roupagens nas edições 2.0, 2.1 e a 2.2 — que já era uma versão compacta da 2.1.

Agora, o produtor canadense concebeu a versão 0.5, que foi apresentada ao vivo no Belly Up Festival, em Aspen, nos Estados Unidos. A novidade é que esse cubo é extremamente reduzido e possui a mesma qualidade gráfica dos outros, tornando o setup ainda mais compacto.

+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre o deadmau5

Sempre naquele tom zoeiro, o deadmau5 questionou no Twitter: “Por que a gente não construiu essa versão em primeiro lugar?”. Em outra série de fotos do novo modelo, disse que “cabe legal no meu porão”.

Em vídeo da apresentação em Aspen, ele toca a versão orquestrada de seu clássico “Strobe”, à qual ele já havia dado uma palinha em dezembro.

LEIA TAMBÉM:

Assista ao set do testpilot, projeto de techno do deadmau5, a bordo do Holy Ship!

deadmau5 promete um projeto épico com orquestra para o futuro

deadmau5 lança uma nova e mais compacta versão de seu famoso cubo

Deixe um comentário

Continue Lendo

Notícia

Avicii investe em startup sueca de café gelado

Phouse Staff

Publicado há

Café
Saiba mais sobre a MODE Cold Brew, que atraiu a atenção do produtor sueco

Avicii está em uma nova empreitada, desta vez fora do mercado musical. Pelo Twitter, ele anunciou no domingo que fez um investimento na primeira empresa sueca a produzir café expresso gelado — a MODE Cold Brew.

Segundo a própria startup, a MODE produz uma bebida com mais cafeína do que um energético, porém menos amarga e ácida, sendo menos irritante para o estômago, a garganta e a boca. Seu processo de produção também é diferente: ao invés de trabalhar uma infusão do café em altas temperaturas para depois resfriá-lo, o produto já é feito em temperaturas baixas, o que garantiria menos acidez e amargor.

Além disso, existe uma preocupação socioambiental por parte da empresa, que em parceria com o Solvatten Safe Water Project, garante acesso à água de qualidade às famílias que vivem no plantio do café.

Para a imprensa, Avicci falou sobre o novo investimento: “No estúdio, eu sempre contei com drinks energéticos, até que descobri o café expresso gelado. Quando a MODE Cold Brew estava fazendo seu lançamento na Suécia, me pareceu natural fazer parte daquilo. Ao tomar meu primeiro gole, eu sabia que era a escolha certa!”.

+ Avicii vira o ano com novo videoclipe

Pelo lado musical, depois de um 2017 marcado por um retorno aos lançamentos com o EP Avīci (01), o sueco começou 2018 com a coprodução de “GHOST” — canção do grupo de indie pop HUMAN, lançada pela Universal Music.

LEIA TAMBÉM:

Avicii lança EP de remixes para single com Rita Ora

“True Stories”, o doc do Avicii, deve chegar em breve no Netflix

Avicii participa da criação de novo game musical para o PS4

Escute o EP de remixes de “Without You”, do Avicii

Avicii fala sobre novos lançamentos e uma possível volta aos palcos

Deixe um comentário

Continue Lendo

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse