Connect with us

Notícia

Xô, dependência de Facebook! Sam Feldt cria plataforma para artistas e fãs

Phouse Staff

Publicado há

Fangage
DJ holandês se inspirou na dificuldade cada vez maior para conseguir atingir seus fãs na rede de Mark Zuckerberg

Saiu no Business Insider: o DJ e produtor holandês Sam Feldt lançou uma plataforma para estreitar os laços dos artistas com seus fãs, dependendo menos das redes sociais tradicionais.

Tudo começou depois que Feldt se deu conta das dificuldades de sua base de fãs em seguir suas postagens no pequeno império de mídias sociais de Mark Zuckerberg, que inclui Facebook, Instagram e Whatsapp.

O artista percebeu que, devido ao algoritmo do Facebook, seus posts não chegavam a todos os seus fãs, e para isso ele teria que desembolsar muito dinheiro em campanhas de publicidade pagas. Hoje, é essencial que o artista conheça o seu público para se comunicar melhor com ele e criar uma relação real de trocas positivas para ambos, e foi pensando nisso que Sam criou o Fangage.

+ Facebook se mexe para ter sistema que remunere direitos autorais em vídeos

Através da plataforma, o artista tem uma página para si, em que pode colocar todos seus trabalhos, sejam eles músicas novas, merchandising, podcasts, entre outras mídias. Os fãs acessam a página e, para liberar o que o artista está oferecendo, se cadastram no site e deixam algum contato pessoal importante, como e-mail ou número de telefone. Desta forma, o artista pode montar um mailing para informar diretamente os fãs que querem saber das novidades, lançando promoções ou ofertas exclusivas pra galera.

+ Soundcloud aceita resgate de 170 milhões de dólares e respira

Dentro do Fangage, você também pode ter acesso a dados demográficos da base de fãs, como a nacionalidade, ajudando o artista a compreender melhor seu público e direcionar sua comunicação. Hoje, o serviço já é utilizado por nomes como Oliver Heldens, Dannic e Laidback Luke.

+ Dopping virtual: como a compra de plays prejudica o mercado da música

Feldt fundou a plataforma junto dos empresários Jasper Schrijver e Nick Velten, e no futuro eles pretendem ampliar o negócio para todo e qualquer influenciador digital que tenha interesse em criar uma relação mais sólida com seus seguidores. A partir dali, também podem surgir oportunidades com marcas que se interessem por este ou aquele artista, pois o Fangage proporciona uma análise mais real da extensão que o trabalho de cada um tem.

+ Novo app do Spotify ajuda artistas a colher dados sobre os seus ouvintes

“Aí está o triângulo. O influenciador reforça sua relação com os fãs, os fãs ganham uma experiência fantástica, e a marca atrai novos consumidores. É uma situação em que todos ganham e tornada possível através do Fangage”, disse o DJ para a Business Insider, ao falar sobre sua parceria com uma loja de móveis em Cingapura onde promoveu uma audição exclusiva de seu novo álbum para alguns fãs.

+ Sony fecha acordo para liberar bootlegs às plataformas de streaming

Para expandir a empresa, os sócios agora correm atrás de financiamento, e por isso atualmente negociam com investidores chineses para levar a plataforma para o país.

Você pode conferir mais informações na reportagem do Business Insider.

Deixe um comentário

Notícia

Assista ao set do testpilot, projeto de techno do deadmau5, a bordo do Holy Ship!

Phouse Staff

Publicado há

testpilot
O set foi gravado e upado na íntegra no YouTube

O set mais recente do projeto techneiro do deadmau5, o testpilot, foi gravado e está disponível na íntegra no YouTube.

A discotecagem rolou a bordo do Holy Ship!, um dos maiores festivais de música eletrônica em alto mar, cuja última edição rolou entre os dias 06 e 13 de janeiro, nas águas do Oceano Atlântico.

Já o testpilot foi inaugurado por mau5 no aclamado festival de techno Movement, de Detroit, em 2017. Na ocasião, como sofreu com o mau tempo, o Rato chegou a regravar aquele seu primeiro set para a BBC Radio 01. Agora, você pode conferir mais um set do projeto paralelo de Joel Zimmerman:

+ CLIQUE AQUI para ler mais sobre techno

Deixe um comentário

Continue Lendo

Notícia

Com novo single, Claptone anuncia seu segundo álbum de estúdio

Phouse Staff

Publicado há

Claptone
Escute “In The Night”, o primeiro single do novo LP do conceituado produtor alemão

O DJ e produtor alemão Claptone lançou ontem o single “In The Night”, pela Different Recordings. Com a voz de Ben Duffy, a faixa fará parte de um novo álbum, chamado Fantast, previsto para 08 de junho.

O segundo LP de sua carreira — sucessor de Charmer, de 2015 — conta com participações em todas as 13 faixas, e inclue nomes como Kele Okereke, da banda inglesa Bloc Party, Zola Blood, Clap Your Hands Say Yeah e Blaenavon, entre outros.

O single lançado é um pedaço mais pop de um álbum que pretende ir mais a fundo e explorar outras sensações para além da pista de dança, como disse Claptone via assessoria de imprensa:

“Nos últimos dois anos eu tive o enorme prazer de trabalhar nesse álbum como um contraponto da vida caótica de viagens como DJ, para me perder enquanto fazia música, cair de cabeça mesmo e criar meu próprio reino de beleza. […] Encontrei belos momentos em meio ao verde, à mata, embaixo da lua, e eu quero compartilhar isso com vocês”.

O artista, que trouxe recentemente seu palco “Masquerade” em edição da Kaballah no Green Valley, também está se preparando para uma turnê nos Estados Unidos, que começa no dia 2 de fevereiro e vai até 7 de abril.

Confira a tracklist de Fantast:

  1. Birdsong (feat. Zola Blood)
  2. In The Night (feat. Ben Duffy)
  3. Under The Moon (feat. Nathan Nicholson)
  4. Stay The Night (feat. Tender)
  5. Stronger (feat. Ben Duffy)
  6. Bad Thing (feat. Jones)
  7. Wildside (feat. Matt Simons)
  8. Abyss Of Love (feat. Nathan Nicholson)
  9. La Esperanza (feat. Katie Stelmanis)
  10. A Waiting Game (feat. Nathan Nicholson)
  11. Cruising (So They Say) (feat. Kele)
  12. Animal (feat. Clap Your Hands Say Yeah)
  13. Alone (feat. Blaenavon)

Deixe um comentário

Continue Lendo

Notícia

Documentário com Carl Cox e Martin Garrix será disponibilizado no Netflix

Phouse Staff

Publicado há

What We Started
“What We Started” chega aos cinemas em março, e três meses depois entra no catálogo da empresa

Depois de uma première no Los Angeles Film Festival em junho, o documentário What We Started — que tem Carl Cox e Martin Garrix como protagonistas — será lançado comercialmente no dia 23 de março, em algumas salas de cinema selecionadas.

Para quem não tem a sorte de poder ver o filme nos cinemas da sua região, a boa notícia é que um tempinho depois ele também ficará disponível no catálogo do Netflix, a partir de junho. Assim, é provável que também figure na programação do Netflix Brasil — a Phouse entrou em contato com a empresa para apurar a informação, mas não teve resposta até este momento.

Dirigido e produzido por Bert Marcus e Cyrus Saidi, a obra conta uma versão da história da música eletrônica, enganchando o legado de Cox com a insurreição de Garrix. Nomes como Moby, Steve Angello, David Guetta, Paul Oakenfold, Seth Troxler e Richie Hawtin também dão seus depoimentos.

Relembre o trailer:

LEIA TAMBÉM:

Teaser de documentário tem Garrix, Guetta, Angello, Troxler e Oakenfold

Documentário mostra o cenário da música eletrônica na China

Filme que mostra o início do techno na Alemanha é disponibilizado no YouTube

Em minidoc, Darude conta a história de um dos maiores hits da música eletrônica

Por favor, alguém traga este filme e estes DJs iranianos para o Brasil

Deixe um comentário

Continue Lendo

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse