O que você faria se sua música parasse na frente de milhares de pessoas?

É a grande chance da sua vida. Você está tocando no palco principal daquele festival que sempre sonhou. O set foi construído sob medida, foram semanas de preparação. Na plateia, milhares de pessoas. Sua apresentação está sendo transmitida para o mundo. Você começa bem. Encaixa uma bela sequência de músicas e a galera na pista começa a ficar animada. Seu set é um sucesso. Todo mundo está adorando. Seu grande sonho está se realizando.

Então, a música para. Subitamente, do nada. A plateia não perdoa, é claro. Risadas e vaias são a reação natural de quem está na pista. Você passa as mãos pelo equipamento, mas não há o que fazer; o problema é técnico, não foi sua culpa. Mas é só você que eles estão vendo lá em cima. Você levanta a cabeça e encara seu público. E então, o que você faria?

A situação que acabamos de descrever não é tão inusitada quanto você poderia pensar. Todo fim de semana, dezenas de DJs ao redor do mundo são surpreendidos por falhas técnicas que causam um enorme constrangimento perante a plateia. Na grande maioria das vezes, os próprios DJs não tem culpa nenhuma e apenas são obrigados a ouvir as risadas sem ter o que fazer a respeito.

Os exemplos da vida real são inúmeros. O mais recente aconteceu com Alok, simplesmente o DJ mais popular do Brasil. Enquanto fazia uma performance no Villa Mix de Goiânia, com transmissão ao vivo pelo MultiShow, aconteceu uma falha técnica durante a sua apresentação. Ao perceber que algo estava errado, imediatamente o DJ parou o seu set, dando seguimento assim que recebeu um “Ok” pela técnica da sonorização. Mesmo assim a galera não perdoou, mas que culpa teve o DJ? Por mais modernos que sejam os equipamentos e por mais avançada que seja a tecnologia, ela sempre dá um jeito de nos pegar de surpresa. As vezes das maneiras mais inconvenientes.

Alok conta como lidou com a situação: “Na primeira música, houve um problema técnico e que já havia me deixado um pouco ansioso. Na segunda música o som do retorno parou. Isso me deixou sem referência pra saber de fato o que estava acontecendo. A primeira coisa que pensei foi ter oscilado o som da pista novamente. Aí decidi parar a música no momento pra retornar quando o som estivesse 100%. Quando recebi o sinal de que estava tudo normal, eu retornei a apresentação.”

Mesmo os grandes astros internacionais também passam por isso. Quem não se lembra do famigerado episódio de David Guetta no Recife? Quando devido a fortes chuvas o equipamento parou de funcionar e cortou a música da lenda francesa. Guetta foi simplesmente bombardeado pelos fãs brasileiros (ao menos os ignorantes) por seu um “DJ de pen drive”, como se fosse culpa do acessório usado por 90% dos DJs hoje em dia que a música tenha parado.

Nomes como TiëstoHardwell, Skrillex e Dimitri Vegas & Like Mike já viveram situações parecidas em suas apresentações ao vivo, também por causa de problemas técnicos. Algumas vezes, porém, não dá nem pra disfarçar: a culpa é mesmo do DJ. O astro pop Calvin Harris, por exemplo, certa vez ejetou o CD errado enquanto tocava em um club, fazendo o som parar. Neste vídeo você pode acompanhar alguns destes casos inusitados e ver como os artistas reagiram.

*Vídeo do Youtube, não é de autoria da Phouse.

A única certeza é que ninguém está a salvo. Dos DJs caseiros aos que tocam em grandes festivais, todos estão sujeitos a situações como esta. A única diferença (e que diferença!) é o tamanho da plateia… Pra nós, nada melhor que cabeça fria e muito bom humor, deixar o pessoal do evento resolver o problema e voltar a tocar assim que possível! Mas falar é fácil… por isso a gente quer saber: como você escaparia de uma cilada dessas?

Deixe um comentário