Retrospectiva: Confira o que rolou no cenário da música eletrônica em 2016

2016 foi um ano indescritível para o cenário da música eletrônica mundial. Nesse ano, houveram inúmeros lançamentos, novidades e polêmicas, que podem ser relembradas neste review completo. Confira!

Em 2016, a SFX declarou falência; Zedd ameaçou se mudar para a Alemanha caso Donald J. Trump fosse eleito presidente; Skrillex se tornou o artista de música eletrônica mais premiado pelo Grammy; Hardwelll ficou fora do Tomorrowland Brasil; fãs criaram uma petição pedindo para que Barack Obama mudasse o hino dos EUA para ‘Sandstorm’, de Darude; Diplo ameaçou ficar na Índia até 2018 caso seu candidato à presidência americana perdesse a eleição – o candidato era Bernie Sanders -; a SFX Entertainment colocou a Beatport à venda; o show do Jack Ü no Lollapalooza Brasil teve remix de Wesley Safadão e de MC João, e presença do MC Bin Laden; Diplo trocou seu nome no Twitter para “Wesley Safadão”; Wesley Safadão também trocou seu nome no Twitter: “Diplo Safadão”; a Spinnin’ Records foi considerada o melhor selo de dance music do mundo; o DJ e produtor Avicii se aposentou dos palcos; o SoundCloud lançou seu próprio serviço de assinatura; uma mãe se enganou e ateou fogo na pulseira do Tomorrowland da filha por achar que ela fosse macumba; toca-discos Technics SL-1200GAE foram vendidos em 30 minutos a cerca de 16 mil reais cada; uma pesquisa revelou que festivais de música eletrônica são capazes de reduzir o estresse; teve a segunda edição do Tomorrowland Brasil; Calvin Harris lançou mais uma música com Rihanna; Calvin Harris se envolveu em um acidente de trânsito; o Ultra Brasil teve licença negada pelo IphanAlok assinou contrato de 3 anos com a Spinnin’ Records; o Spotify ultrapassou o YouTube e se tornou o maior serviço de streaming do mundo; um DJ brasileiro enganou um ladrão para recuperar seu laptop roubado; Hardwell tocou a música-tema do Pokémon no Ultra Europe; houveram vários boatos sobre o retorno do Swedish House Mafia; o fundador da Lollapalooza disse não suportar a música eletrônica atual; Porter Robinson e Madeon lançaram música juntos; um telhado caiu em fãs no show do Steve Aoki; a Netflix lançou um filme sobre música eletrônica chamado “XOXO: A vida é uma festa”; o brasileiro FTampa recebeu convite de Britney Spears para remixar uma música; Carl Cox se despediu de sua residência na Space Ibiza; o cantor Luan Santana lançou música com Steve Aoki; o Ultra Brasil foi interditado pela Prefeitura do Rio de Janeiro; o Ultra Brasil felizmente foi realizado na cidade carioca; Alok foi eleito o #25 DJ do mundo pela DJ Mag; FTampa se tornou o primeiro brasileiro a se apresentar no mainstage da Tomorrowland Bélgica; Martin Garrix foi eleito o DJ mais popular do mundo pela DJ Mag; Martin Garrix lançou um EP intitulado “Seven”; Volt & State disse adeus ao projeto; o Boiler Room anunciou o fim de sua sala de chat por conta de haters; mais de 7,1 milhões de pessoas visitaram Ibiza em 2016; ficamos sabendo sobre o cancelamento do Tomorrowland Brasil 2017; recebemos a notícia sobre a vinda do Electric Zoo Festival ao Brasil em 2017; e Alok se tornou o primeiro artista brasileiro a entrar no top 50 Global do Spotify, com sua track ‘Hear Me Now’, com Bruno Martini.

Deixe um comentário

No Comments Yet

Comments are closed