Connect with us

Notícia

Este mito enterrou uma garrafa de vodka para beber no Electric Zoo

Phouse Staff

Publicado há

O EDM Sauce descobriu um cidadão — que eles preferiram chamar apenas de “Alex”, pra manter seu anonimato — que conseguiu uma proeza aparentemente inédita. Três semanas antes do Electric Zoo, antes ainda da montagem dos palcos para o festival, o Alex foi até lá e, com toda calma do mundo, enterrou uma garrafa plástica, dessas para se fazer um shake pós-maromba, cheia de vodka. Quando foi frequentar o evento, apenas cavou no lugar certo e recuperou seu precioso tesouro — o que deve ter lhe economizado algo em torno de cem dólares.

Como qualquer um que já foi pra um festival na vida sabe, não é permitido entrar com bebidas nesses eventos, que querem que os frequentadores consumam apenas o que é vendido internamente — em geral, com preços bem inflacionados. Se viesse a ser pego, certamente o Alex poderia alegar que, tecnicamente, não entrou com bebida nenhuma no Electric Zoo, não é mesmo?

Imagens via EDM Sauce

Agora, duas perguntas que não querem calar: será que vodka guardada por três semanas embaixo da terra fica mais saborosa? E com tamanha malandragem e criatividade para contravenção, seria Alex brasileiro?

CONFIRA TAMBÉM:

Uma viagem ao reino do King Cobra: o que aconteceu de melhor no palco principal do Electric Zoo Brasil

Ultra Brasil divulga segunda fase do lineup para 2017

Moradores de Miami apresentam petição para retirar o Ultra da cidade

Com lineup quase fechado, Tribaltech Escape anuncia local e show inédito

Homem morre depois de se atirar contra o fogo no Burning Man

Deixe um comentário

Notícia

Documentário com Carl Cox e Martin Garrix será disponibilizado no Netflix

Phouse Staff

Publicado há

What We Started
“What We Started” chega aos cinemas em março, e três meses depois entra no catálogo da empresa

Depois de uma première no Los Angeles Film Festival em junho, o documentário What We Started — que tem Carl Cox e Martin Garrix como protagonistas — será lançado comercialmente no dia 23 de março, em algumas salas de cinema selecionadas.

Para quem não tem a sorte de poder ver o filme nos cinemas da sua região, a boa notícia é que um tempinho depois ele também ficará disponível no catálogo do Netflix, a partir de junho. Assim, é provável que também figure na programação do Netflix Brasil — a Phouse entrou em contato com a empresa para apurar a informação, mas não teve resposta até este momento.

Dirigido e produzido por Bert Marcus e Cyrus Saidi, a obra conta uma versão da história da música eletrônica, enganchando o legado de Cox com a insurreição de Garrix. Nomes como Moby, Steve Angello, David Guetta, Paul Oakenfold, Seth Troxler e Richie Hawtin também dão seus depoimentos.

Relembre o trailer:

LEIA TAMBÉM:

Teaser de documentário tem Garrix, Guetta, Angello, Troxler e Oakenfold

Documentário mostra o cenário da música eletrônica na China

Filme que mostra o início do techno na Alemanha é disponibilizado no YouTube

Em minidoc, Darude conta a história de um dos maiores hits da música eletrônica

Por favor, alguém traga este filme e estes DJs iranianos para o Brasil

Deixe um comentário

Continue Lendo

Notícia

Conheça a DDJ-1000, a mais nova controladora da Pioneer

Phouse Staff

Publicado há

Feito sob medida para atuar com o Rekordbox, o novo modelo é o que mais se assemelha a um kit de CDJs e mixer da empresa

A Pioneer anunciou para o final de janeiro a sua nova controladora, a DDJ-1000. O modelo possui o design e os atributos dos CDJs padrão em clubs ao redor do mundo, sendo um misto do layout já conhecido da série de controladoras DDJ com os padrões da linha CDJ e DJM. Assim, se trata da controladora da Pioneer mais similar a um par de CDJs com mixer.

Feita para casar com o software de discotecagem da Pioneer, o Rekordbox (cuja nova versão já está disponível para download), a controller tem como uma das principais novidades um display no centro dos jog wheels que traz os dados gerais da faixa — BPM, tempo, desenho da onda de som, posições de loop, hot cues etc. —, permitindo que o DJ se concentre mais diretamente no próprio jog. Além disso, o refinamento dos jogs e do magvel fader permite realizar scratchs mais precisos.

A DDJ-1000 possui quatro entradas para maior versatilidade, podendo ser conectada a CDJs, toca-discos ou um mixer, entre outras possibilidades. Na controladora também virão efeitos novos, como Enigma Jet, Mobius Saw, Mobius Triangle e Low Cut Echo, aumentando ainda mais o arsenal do DJ para conduzir a pista.

+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre tecnologia

O novo modelo deve entrar à venda na Europa ainda neste mês, por $1.466 (algo em torno de R$ 4.700). Você pode conferir o site oficial da Pioneer para mais informações.

LEIA TAMBÉM:

Pioneer DJ lança edição limitada de CDJ e mixer

Pioneer lança atualização do Rekordbox e anuncia controladora DDJ-XP1

Nova controladora MIDI do futuro? Conheça o OTO

Deixe um comentário

Continue Lendo

Phouse Tracks

ZUUL – Blow (Original Mix)

Phouse Staff

Publicado há

Hoje lançamos pela Phouse Tracks a música “Blow”, do DJ e produtor ZUUL. Segundo o artista, a música foi feita não apenas buscando fugir um pouco do som que se ouve normalmente nas pistas do Brasil, mas também transmitir muita energia na pista.

“Blow” está agora disponível para free download no Artist Union, no nosso SoundCloud e no Spotify.

ZUUL na verdade é Victor Oliveira, carioca de 20 anos, que produz há dois. Com lançamentos também por BOX OF CATS Braslive, esta é a segunda vez que o artista assina pelo selo da Phouse; em setembro de 2016, ZUUL lançou “Daleepaw”.

Siga e ouça também a nossa playlist de deep house e low BPM feita pelo Cat Dealers:

Deixe um comentário

Continue Lendo

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse