Chris Lake

Chris Lake no Brasil: Soldera indica 5 faixas inesquecíveis do DJ britânico

Chris Lake vai tocar em cinco cidades entre 19 e 23 de junho

Foto: Rukes/Reprodução

* Por Paloma Duarte
* Edição e revisão: Flávio Lerner

“Pessoa ou coisa intensamente admirada, que é objeto de veneração.” Assim o Google classifica a palavra “ídolo” — significado bastante pertinente à trajetória de Chris Lake aqui no Brasil. Não à toa, ele está retornando ao país na semana que vem para sua primeira tour do ano em território tupiniquim. Sua última passada por aqui foi em setembro de 2018, quando tocou no Kaballah Green Valley, no Air Rooftop e na Só Track Boa.

Indicado ao Grammy em 2012, o artista britânico se tornou um ídolo nacional ao ter seus hits de oito dígitos no Spotify tocados em praticamente todas as pistas de house e tech house do país, por artistas de todos os níveis na “Escala Richter” da música eletrônica brasileira. Não é diferente com o paulista Soldera, que em parceria com a label de Belém, Savage (que chega ao Estado de São Paulo pela primeira vez), está trazendo o Chris Lake para sua Pistinha, um sunset na área externa do extinto Anzuclub, na próxima quinta, 20, onde também tocam Glen, Koradize, Malive e, claro, o anfitrião.

Por isso, convidamos o DJ brasileiro para para dividir com a gente suas seis faixas preferidas do artista britânico. Confira sua seleção comentada abaixo, enquanto aguarda a tour do produtor, que desta vez passa por Air Rooftop (São Paulo, 19/06), Pistinha (Itu, 20/06), Marina da Glória (Rio de Janeiro, 21/06), Green Valley (Camboriú, 22/06) e Park.Art (Pinhais, 23/06).

O DJ brasileiro Soldera. Foto: Divulgação

1 – Release

Essa é muito boa. Selecionando agora as tracks para a Phouse, ouvi ela de novo e me deu até um choque. É de 2007, quando eu comprei meu primeiro setup de CDJ 200. Na época eu tinha a dupla com o Rodolfo Pieri [M.M.A], a gente treinava muito, essa música estava em todos os sets, inclusive no primeiro que eu gravei na vida.

2 – To The Point

“To The Point” veio numa época em que eu ja tocava profissionalmente. Ela fazia parte dos sets. Me deu até vontade de mandar email pra ele pedindo pra eu remixar uma dessas.

3 – La Tromba

Tocava em 2009, nas Summer Sessions e afins. Na época eu tocava uns minimal tech, como a galera chamava, e ela sempre entrava nos sets. Um clássico.

4 – Turn off the Lights

Essa foi de quando eu redescobri o Chris Lake, depois de uma época em que ele estava puxando para a EDM. Eu descobri que essa música era dele há poucos meses, pois ela estava muito bombada.

5 – Stay With Me

É a última dele. Além deu ter adorado, vai também ficar marcada pela apresentação dele na Pistinha. Essa música é o carimbo do Chris Lake na Pistinha, e é uma track muito boa.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS