Malik Mustache

Malik Mustache prepara-se para entrar em nova fase

Dupla revela à Phouse as grandes novidades que estão prestes a chegar

Em 2016, o Malik Mustache declarou à Mixmag Brasil: “estamos em constante mudança e evolução sonora, acreditamos que seria um erro nos rotular”. Três anos depois, a dupla está prestes a, mais uma vez, confirmar o que foi dito através de uma nova fase.

Em contato com a Phouse, Lekko Antoine e Márcio Neto responderam em conjunto algumas perguntas sobre o que o futuro próximo reserva ao “Malik Mustache 2.0”, como eles mesmos brincaram. E não é pouca coisa: além de um retorno a vertentes da house music que estão em alta, os caras assinaram contrato com a Liboo, sublabel da Universal Music Brasil, e nos revelaram o super nome israelense com quem têm faixa pra lançar em breve.

Antes de tudo isso, entretanto, gravaram um set com uma palinha do que vem pela frente, e devem lançar um EP recheado de IDs — collabs mais antigas com nomes brasileiros que acabaram nunca saindo oficialmente.

Você pode conferir mais detalhes na entrevista a seguir:

O que levou vocês a optarem por essa mudança de sonoridade? Foi por entenderem que a era do g-house já passou, e por desejarem manter-se em alta com as tendências do momento?

Então, a gente não optou fazer uma mudança sonora, mas sim voltar ao que o Malik era na época de 2013, 2014, em que esse som atual era o que prevalecia. Um grande exemplo é o nosso antigo single, “Rock U”, porém nessa nova etapa vamos trazer algo mais atual. Seria uma versão 2.0 do Malik Mustache, hahah!, deixando o g-house um pouco mais de lado! Fizemos isso não pra seguir tendência, mas porque a cena muda a todo momento, e gostaríamos de trabalhar esse nosso antigo som com a atualidade.

Há quanto tempo vocês já vinham pensando nessa transição? Foi algo decidido e bolado unicamente por vocês ou teve um trabalho de equipe de management por trás também?

A gente já estava pensando nisso já faz um tempo. Já tínhamos conversado sobre com a agência, na época a Division. Testamos varias músicas na pista, produzimos bastante coisa, mas colocar em prática em si foi logo quando a gente entrou na Box Talents, e começou a trabalhar tudo em conjunto junto com a [agência] Moon Production.

O novo set de vocês flerta com diversas vertentes da house, sons mais melódicos, outros mais secos… Afinal, qual será a principal linha a ser seguida?

Já temos algumas produções prontas. A primeira música do set, por exemplo, é o nosso próximo lançamento! Chama-se “After”, e vai sair pelo Universal Musical Brasil/Liboo no dia 26 de julho. Sobre a linha a ser seguida, não tem uma em específico, mas a junção de varias! Gostamos de fazer um mix nas nossas produções e usar uns vocais mais melódicos.

Então quer dizer que vocês vão focar em diversas linhas de house ao mesmo tempo?

Vamos focar no deep house e no tech house, mesclando bastantes sons secos, mais pista, e sons com vocais mais melódicos. Um exemplo disso é a própria “After”.

Nessa nova fase, imaginamos que vocês tenham também se reposicionado em relação a labels e artistas para collabs, certo? Poderiam nos citar alguns nomes?

Sim, a gente teve um reposicionamento entre collabs e novas gravadoras! No momento a Universal Music Brasil vai lançar todos os nossos sons, inclusive com as nossas collabs que serão nacionais e internacionais! A próxima será com o Skazi, que vai sair pela Universal do Brasil e pela Universal da Europa; vem muita novidade por aí!

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS