Alok presents Scorsi Shake the Hands

Apadrinhado por Alok, Scorsi é o 1º brasileiro a lançar EP pela Spinnin’

“Alok Presents Scorsi” foi lançado nesta segunda-feira pelo aclamado selo holandês

Scorsi vem numa crescente significativa em sua carreira. Depois de um 2017 com alguns marcos importantes — que incluem lançamentos por Universal e Sony Music e apoio de big names mundiais —, o produtor começou 2018 com o pé direito, ao ter seu primeiro lançamento pela Spinnin’ Records: um remix para “Make Me Wanna”, faixa do Selva e do Zerky. E hoje, alcança um segundo passo pelo mesmo selo, com o EP Alok Presents Scorsi.

Apesar de diversos outros brasileiros já terem também faixas assinadas pela Spinnin’, Scorsi agora é o primeiro artista brasileiro a lançar um EP pela label holandesa. São quatro faixas que mostram o amadurecimento do artista e sua versatilidade na música eletrônica, sendo duas autorais e mais dois remixes para o Alok.

+ Confira os vencedores do concurso de remixes de “So Simple”, do Scorsi

O EP leva esse nome porque foram os remixes feitos para o astro goiano que abriram o seu caminho até a Spinnin’. Em contato com a Phouse, o produtor revelou a origem do projeto: “Cara, eu ainda não sei explicar por completo como esse EP nasceu [risos]. A história começou quando o Alan Brunheroto me mandou uma mensagem em nome do Alok, pedindo remixes para ‘Love is A Temple’ e ‘Hear Me Now’. Passam alguns meses, eu acordo e tenho as partes da ‘Big Jet Plane’ e um contrato de EP no meu inbox, vindo da Spinnin’, aprovando a nossa ideia. Foi tudo muito rápido”.

O paulistano também explica que quis mostrar toda sua versatilidade no novo disco. Pra isso, explorou quatro cantos completamente opostos nesse release, indo de 110 a 150bpm — mantendo sempre, evidentemente, sua assinatura sonora, com destaque para o bass.

Nas faixas autorais, “Crossover” e “Tumbah”, explorou sintetizadores rasgados e graves pesados em uma pegada dançante de bass house, além de adicionar vocais inesperados na segunda. Já nos remixes de “Big Jet Plane” e “Love Is a Temple”, manteve as melodias das originais de Alok, porém as transportando a contextos diferentes, passando pelo future bass e pelo moombahton. “Eu considero um EP bem verdadeiro, e que mostra bem o que passa na minha cabeça musicalmente. É uma bagunça, mas bem feita e de coração [risos]”, acrescentou.

Procurado pela Phouse, o Alok também deu seu depoimento: “Extremamente feliz em fazer parte disso. O Scorsi é um artista completo e em quem acredito muito. Estou sempre buscando novos talentos, e assim que me deparei com o som dele e li o conteúdo hilário das mídias sociais, vi que tinha um diferencial. Esse EP é apenas o começo, ele tem muito a mostrar!”.

LEIA TAMBÉM:

Scorsi lança vídeo para “So Simple”, uma de suas faixas favoritas

Bass house: Scorsi lança faixa com ZUUL

Depois de bombar no Spotify, faixa de Alok com Mathieu Koss ganha videoclipe

Alok lança música oficial da campanha da Budweiser para o Tomorrowland

20 artistas do mainstream nacional para ficar de olho em 2018

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS