Connect with us
Green Valley Dez. Full
Banner Sundance Leaderborder

Entrevista

DJ Aninha inaugura bar e centro cultural em Balneário Camboriú

LIT Bar vai abrigar ONG, feiras colaborativas, exposições, workshops e outras produções culturais

Phouse Staff

Publicado em

21/11/2018 - 14:45
LIT Bar
Foto: Luxlab Studio/Divulgação
* Por Irena de Almeida
* Edição e revisão: Flávio Lerner

DJ, produtora, proprietária de selo e sócia de label, com mais de 15 anos de uma carreira sólida, Aninha é uma das mais prestigiadas e reconhecidas artistas femininas no cenário da música eletrônica brasileira. Agora, ela embarca numa jornada completamente diferente: ao lado da München Art Lab, se tornou sócia num centro cultural que abre suas portas nesta quinta-feira, dia 22, em Balneário Camboriú.

O LIT Bar é um palco para projetos musicais diversos, uma ONG, feirinhas colaborativas, uma produtora cultural, exposições, workshops e tudo o que a imaginação, aliada ao pensamento coletivo, puder desenvolver. Mas o que leva uma artista de um cenário tão específico a se aventurar por outros estilos? E o que o LIT vai trazer, exatamente? Deixamos para ela mesma responder, em novo papo especial com a Phouse.

LIT Bar
Aninha e as sócias de LIT Bar. Foto: München Art Lab/Divulgação

Você possui uma carreira sólida no mercado, e agora associou seu nome e suas ideias a um projeto que abrange outros estilos musicais e até uma ONG. Que sentimentos te levaram a fazer parte do LIT? Como foi esse encontro com a München Art Lab ?

Conheci a turma da München através de uma parceria que fizemos com nossa antiga agência de DJs, a 24bit. Descobrimos que tínhamos amigos em comum e ficamos cada vez mais próximos. O que mais nos conectou foi nossa primeira experiência com o Solo Doc [documentário sobre a carreira de Aninha, que está em processo de produção].

Sabe conexão de outras vidas? Pois então, essa é uma delas e não sabemos explicar ao certo, apenas sentimos. Numa dessa viagens com o documentário, trocamos sonhos, e um deles era de abrir um bar em Balneário Camboriú. Um mês depois já estávamos iniciando as obras do LIT. Loucura né? A vida é assim e amamos!

Por que empreender na noite num projeto que abrange além do cenário eletrônico? E por que Balneário Camboriú?

Sempre tive vontade de abrir um bar, e quando imaginava a cidade, sempre vinha Balneário Camboriú na cabeça. Apesar de ser um polo da música eletrônica, a cidade é extremamente carente de outros movimentos culturais. Por isso, a ideia de fazer noites com diferentes estilos musicais, feirinhas durante o dia, sarais, exposições, parcerias…

+ Aninha fala sobre a carreira e anuncia nova residência

O que o público da noite pode esperar do LIT?

O LIT trará a diversidade musical para Balneário Camboriú. As noites serão divididas em samba, rock, pop, jazz, R&B e é claro, não poderíamos esquecer da música eletrônica, que já faz parte da cultura regional. Já estamos desenhando algumas noite temáticas, feirinhas durante o dia, sinuca pra galera, enfim… Queremos que as pessoas se sintam à vontade lá dentro, que seja sua sala de estar pra reunir os amigos, beber, comer e se divertir.

O LIT receberá eventos especiais ao estilo Boiler Room, numa parceria com o Alataj. Como surgiu essa parceria e qual será o formato dos eventos?

O Alan [Medeiros] nos procurou, apresentou o projeto do streaming e curtimos a ideia de fazer aqui no bar. A München Art Lab fará a parte da transmissão, enquanto o Alataj, a curadoria musical.

+ Any Mello lança EP com remixes de Aninha e Victor Enzo

Como funcionará a ONG Clube da Luta, projeto que também integra o LIT?

A ONG Clube da Luta fará o trabalho de inclusão social através da música. Vamos ter vários instrumentos e buscaremos colaboradores pra ensinar as crianças a tocar. Estamos em fase de planejamento disso, correndo atrás dos parceiros, e uma das formas de arrecadar fundos será com as feirinhas e eventos beneficentes que criaremos.

Você também está envolvida num projeto muito bacana com jovens deficientes visuais. Como funcionará esse outro braço do LIT?

A campanha para ajudar os meninos da ADVIR (Associação dos Deficientes Visuais De Itajaí e Região) surgiu através de uma visita que fizemos lá para gravar o Solo Doc. Foi tão intensa a experiência que resolvemos arrecadar os aparelhos para os meninos que querem muito ser DJs. Algumas pessoas se comoveram com o vídeo que compartilhamos nas redes sociais e nos ajudaram.

Já temos dois conjuntos de equipamentos para doar a eles. Recebi também o convite de duas escolas legais no Brasil (Yellow e DJ Ban) para que os meninos fizessem o curso completo e gratuito com eles, mas por questões de logística preferimos fazer tudo no LIT. Vamos dar o suporte que necessitam e tornar esse sonho deles realidade.

+ Austro Music lança coletânea de house e techno produzidos por mulheres

Como você enxerga o formato coletivo do LIT, com diversos projetos acontecendo ao mesmo tempo?

Uma linda loucura (risos)! Somos um coletivo cheio de energia, criatividade e amor pelo que fazemos. Seria impossível ficarmos na engessados pela trivialidade do business.

Com entrada franca, a inauguração do LIT Bar acontece nesta quinta-feira (22), a partir das 19h, com as DJs Aninha e Antonela Giampietro no comando da noite. Situado na rua 2550, número 475, o bar ficará aberto de quinta a domingo, das 19h às 02h.

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL
[fbcomments]

Notícia

Sevenn lança single pela Armada Music

“Lollypop” acrescenta mais um selo gigante na discografia dos irmãos americanos

Phouse Staff

Publicado há

Sevenn Lollypop
Foto: Divulgação

Depois de assinar por selos importantes, como Universal Music, Spinnin’ Records e a Musical Freedom, de Tiësto, o duo Sevenn adicionou mais uma label gigante à sua discografia: a holandesa Armada Music, de Armin van Buuren.

O som dos irmãos, entretanto, segue a mesma identidade já conhecida dentro da bass house, sem nenhuma influência do trance, como o vínculo à Armada poderia sugerir. “Lollypop” traz graves salientes, batidas marcantes e um vocal sexy, e está desde ontem (06) disponível em todas as plataformas.

  

+ CLIQUE AQUI para ler mais sobre o Sevenn

Continue Lendo

Notícia

Com Samantha Machado, Liu lança seu primeiro videoclipe

O vídeo de “Nave Espacial” mistura fantasia, realidade e animação

Phouse Staff

Publicado há

Nave Espacial
Foto: Divulgação

Liu lançou nessa sexta-feira (06) “Nave Espacial”, faixa que já era bastante aguardada pelos fãs, já que vinha presente no seu set há algum tempinho. A canção é resultado da parceria com a cantora paulistana Samantha Machado (que tem se notabilizado em canções com projetos de trance, como Chapeleiro e Mandragora), responsável pela composição da letra.

Pra deixar o lançamento ainda mais especial, a música saiu com videoclipe — o primeiro na carreira do Liu, que já saiu atuando em diversas cenas diferentes. Dirigido por Murilo Ribeiro, da Pixel2 Filmes, o clipe foi gravado na região do Parque Estadual de Vila Velha, em Curitiba, e mistura fantasia, realidade (em cenas dos shows do DJ) e animação (criada pela agência Raspa Língua).

 

“A experiência de gravar meu primeiro videoclipe foi surreal. Eu participei de todos os processos e acho que consegui colocar minha identidade ao lado de excelentes profissionais. Espero que vocês curtam, compartilhem e embarcam nessa nave junto comigo!”, declarou Liu, através de sua assessoria de imprensa.

“A letra tomou conta quando decidi escrever um romance entre uma princesa da Terra e um príncipe celeste, ou seja, um amor separado entre dois mundos”, complementa Samantha. “A canção levou um ano até ficar pronta, e eu contei com as ideias do meu marido Sandrão RZO, que também é músico e um aficionado pela galáxia e seus mistérios.”

+ CLIQUE AQUI para ler mais sobre o Liu

Continue Lendo

Brand Channel

Escute os três novos sons da Alphabeat

Anna de Ferran com BWAXX, Juliana Barbosa com Rozzen e parceria entre Joe Kinni, Dot Larissa e Igor Vianna

Alphabeat Records

Publicado há

Alphabeat
Anna de Ferran. Foto: Divulgação

Sextou já sabe, né? Mais um dia de lançamentos pela Alphabeat. Bóra conferir os novos singles:

Começamos com “So Glad”, collab entre a cantora, compositora e DJ Anna de Ferran em parceria com o trio BWAXX. Os artistas se juntaram para trazer aqui um synth pop com toque de house, em que a melodia é o carro-chefe.

Anna é conhecida como a filha mais velha do ex-corredor e campeão de Indy Gil de Ferran, que hoje é diretor esportivo da McLaren. Já o BWAXX é o novo projeto dos produtores paulistanos Gabriel Mielnik, Gaspar Pini e Hid Miguel.

 

A cantora e compositora paranaense Juliana Barbosa se juntou ao duo Rozzen — formado pelos também paranaenses Lucas Stiw e Renan Chesk — para nos trazer “Reality”, single com forte pegada pop e drop grovvado, que diz respeito à busca pelo verdadeiro eu.

  

Por fim, Joe Kinni somou forças com a DJ Dot Larissa e o jovem cantor Igor Vianna em “Sereia”, uma track tropical com timbres orgânicos, versos rápidos e melodias leves, que fazem o corpo sentir como se os pés estivessem na areia.

  

+ CLIQUE AQUI para conferir mais conteúdo da Alphabeat Records

Continue Lendo

Publicidade

Sundance (300×250)
Brazillian Bass 300×250
Green Valley – 300×250

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse