Assédio sexual

Pesquisa: 70% das mulheres britânicas temem sofrer assédio em festivais

Universidade investigou a percepção de segurança nos festivais do Reino Unido

O cenário internacional com relação ao assédio sexual não parece ser muito diferente do nosso quando o assunto envolve festivais de música. Um novo estudo da Universidade de Durham, na Inglaterra, sobre segurança dentro dos eventos, apontou que cerca de 70% das mulheres que frequentam festivais no Reino Unido têm medo de sofrer algum tipo de violência ou assédio sexual.

A pesquisa entrevistou 258 pessoas, sendo dois terços do sexo feminino. A investigação descobriu que 70% delas se preocupam com violência sexual, enquanto 69% têm medo do assédio. A amostra levantou ainda que 30% das mulheres afirmaram já ter sofrido algum tipo de assédio, com 10% alegando ter ocorrido dentro de um festival de música na região.

+ Estudo revela índice alarmante de assédio sexual em festivais no Reino Unido

Quanto ao público masculino, apenas 5% afirmaram já ter sofrido assédio sexual, e 1% citou agressão sexual. Ainda assim, 53% dos homens alegam também temer assédio, e 56% revelam ter medo de agressão sexual.

O estudo vem para investigar se as pessoas se sentem seguras em festivais britânicos, e o levantamento considera também preocupações com outras atividades criminosas, como roubo e violência física. Nesse caso, 64% das pessoas disseram se preocupar com roubo, enquanto 53% temem por violência física.

+ Festivais no Reino Unido fazem campanha contra assédio sexual

Já havíamos citado aqui na Phouse a pesquisa da instituição YouGov, que descobriu que um em cada cinco frequentadores do festival sofre assédio ou agressão sexual. Diante do cenário, várias iniciativas já surgiram para combater o problema no Reino Unido.

Neste ano a Festival Republic, da Live Nation, fez uma parceria com a Safe Gigs for Women para promover um ambiente de trabalho seguro para mulheres que trabalham nos festivais. Outras ações também foram promovidas nos festivais Kendal Calling e Latitude, que ofereceram centros de ajuda em casos de agressão sexual dentro dos eventos.

LEIA TAMBÉM:

Projeto europeu vai trabalhar com clubes para combater a violência sexual

AFEM lança serviço de apoio a vítimas de abuso sexual na indústria da música eletrônica

Denúncias de abuso sexual no meio artístico unem mulheres do mundo todo

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS