História da música eletrônica

Assista a uma reportagem de 1979 no estúdio de Giorgio Moroder

Imagens raras do pioneiro da música eletrônica gravando em “um estúdio que nem a NASA conseguiria igualar”.

Décadas antes de ser homenageado pelo Daft Punk ou de fazer pop farofa com a Britney Spears, Giovanni Giorgio Moroder foi um visionário-revolucionário-fodão que inventou a italo disco — a disco music feita com sintetizadores — e deixou gente como David Bowie e Brian Eno de cara, bem como um legado imensurável para a música eletrônica, tendo influenciado muito a criação da house music e do techno — o que ajuda a entender um pouco o porquê de ele ter sido homenageado no último álbum do Daft Punk.

Eis que o maravilhoso mundo da internet pode nos transportar de volta, por cerca de três minutos, ao estúdio de Moroder em 1979 [um “estúdio que nem a NASA conseguiria igualar”, segundo o repórter], quando ele estava trabalhando em seu clássico álbum E=MC².

Neste vídeo pinçado pela Wax Poetics, vemos um Giorgio Moroder jovem, com seu tradicional bigodón, dando as mortas de seu laboratório futurista e até mostrando como se usa um vocoder — dando uma palinha, inclusive, de uma versão de Baby Blue mais interessante que a original.

“Se há um limite para música computadorizada, Giorgio ainda não o encontrou, mas ele está procurando; procurando em lugares que só podem ser alcançados através de uma imaginação especial.”

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS