Ataques com ácido: nova “moda” londrina chega na cena clubber

Na semana passada, doze pessoas ficaram feridas após um ataque no clube Mangle, em Londres — dessas doze, dez tiveram ferimentos leves, enquanto dois homens (os alvos do ataque) acabaram em uma situação “séria, mas estável”, de acordo com a NDTV.

Os bombeiros de Londres alegaram se tratar de um ataque com “uma substância ácida desconhecida”; cerca de seiscentas pessoas frequentavam a boate no momento que o ácido foi borrifado. A polícia não suspeita de terrorismo, mas de uma briga entre dois grupos que estavam na festa.

Segundo o portal, este foi mais um dos diversos ataques com substâncias ácidas que têm ocorridos em Londres com maior frequência. Desde 2010, mais de 1800 ocorrências já foram contabilizadas. Só no ano passado, foram 454 crimes do tipo — quase o dobro de 2015, que registrou 261. Acredita-se na hipótese de que gangues estão substituindo facas por ácido, por reduzir os riscos de ação judicial. Essa nova onda, contudo, acarreta em riscos bem maiores sobretudo em lugares fechados, como clubes, pelo fato de o ácido acabar comprometendo as pessoas ao redor dos alvos.

Faça parte da maior plataforma de música eletrônica do Brasil! Curta nossa página no Facebookinscreva-se em nossa newsletter.

Deixe um comentário

No Comments Yet

Comments are closed