Connect with us
Federal Leaderborder
Banner Sundance Leaderborder

Notícia

Armin, Kaskade e Laidback Luke refletem sobre a morte de Avicii

Phouse Staff

Publicado em

07/05/2018 - 16:26
Foto: Reprodução
Os artistas se manifestam sobre como evitar que casos como o do sueco se repitam

A morte de Avicii foi um choque no mundo todo, e segue dando o que falar — especialmente depois que a causa da morte foi revelada: suicídio, provavelmente por causa de um caso grave de depressão. Assim, além de lamentar e prestar suas homenagens, diversos expoentes da EDM têm se manifestado sobre o problema e feito alertas, a fim de evitar que tragédias como esta se repitam.

Armin van Buuren, em entrevista à Sirius XM, declarou que a morte de Avicii vem como “um sinal de alerta para todos nós”. “Todo DJ, não importa quão pequeno ou grande, lida com certa quantidade de insegurança. A pressão pode ser enorme. Todo artista é um perfeccionista. Nós lemos tudo o que é dito sobre nós. Essa é a verdade. Mas se você faz o seu melhor, aquilo é o melhor que você consegue entregar. Eu acho que o Tim não conseguia lidar com isso. Ele era sempre inseguro, e se você é tão inseguro que precisa de álcool para  se apresentar para o público, isso é terrível. Acho que cada um lida com isso de uma forma, e é triste que o Tim tenha passado por tantas dificuldades. Esse é o dia mais triste da história da dance music. E também acho que serve como um sinal de alerta para todos nós, sabe? Temos que nos levantar e não permitir que algo como isso aconteça de novo”, comentou.

Depois, Laidback Luke, que ajudou Avicii a se tornar conhecido no começo da carreira, soltou um vídeo em seu blog em tributo ao produtor. O artista compartilhou informações novas sobre seu passado com o, pediu para que os fãs mantenham o seu legado vivo para as próximas gerações e falou sobre a saúde mental no mundo artístico, dando dicas para lidar com estresse e ansiedade — sobretudo, a de nunca guardar seus problemas apenas para você mesmo, não ter medo de pedir ajuda a pessoas próximas e como ajudar a si mesmo e as outros.

Já o Kaskade chegou a soltar uma carta aberta na semana passada em seu site oficial, em tom similar ao de Luke. Nela, o artista confessa ter refletido muito, ao lado de amigos e colegas, sobre a morte de Avicii, e chegado à conclusão de que se cada um de nós passar a ser mais cuidadoso com as pessoas à nossa volta, podemos ajudá-las a encontrar saídas para problemas similares pelos quais passou o sueco. Confira a carta, em tradução livre pela Phouse:

“Na semana depois da morte do Tim, eu passei bastante tempo no meu estúdio, mas não exatamente para fazer música. Foi uma semana de conversas com todos que apareceram — DJs, produtores e profissionais da indústria. Escutei muitas histórias e tive a chance de contribuir com as minhas experiências. Fiquei sabendo que as taxas de suicídio aumentaram muito na última década, e isso me fez pensar: quantas pessoas que passam por nossas vidas diariamente, semanalmente ou mesmo uma única vez e que simplesmente precisam que olhemos PARA elas? Quantos deles precisam apenas ouvir que nós entendemos, que nós também temos problemas que sequer aparecem nos nossos Instagrams? O que podemos fazer de melhor?

Minha oportunidade de conversar com o Tim já era. Eu não sabia do que ele precisava, e provavelmente não teria como fornecer a ele, mesmo que soubesse. Mas ainda tenho a minha chance de ajudar amigos, conhecidos e familiares que estão lutando para sobreviver ao dia a dia porque eles estão em um combate mano a mano com ansiedade, depressão, ambos ou alguma combinação de problemas que simplesmente os deixam desamparados. E agora mesmo acho importante reconhecermos essas pessoas e talvez até admitirmos que nós somos essas pessoas. Eu consigo me identificar com o sentimento de que esta vida é barra demais e de que eu não sou bom o bastante. Você não?

Aos que estão se sentindo perdidos agora mesmo: sinto muito pelo seu desespero. Não consigo carregá-lo por você, nem consertá-lo. Mas posso deixá-lo saber que essas fotografias de perfeição que nós somos forçados a publicar nas plataformas online não são reais. São apenas uma pequena fração da realidade. Todo mundo por aqui já esteve perdido, está perdido ou estará perdido em algum momento neste planeta. Enquanto isso não muda em nada o fardo que você carrega, é importante que você reconheça que você não é menos do que ninguém. Você não é defeituoso e nem está quebrado. No seu pior, no seu período mais sombrio, você não está quebrado. Você ainda pode colocar seu rosto no sol, atingir os céus e dar um sorriso. E quando você fizer isso, enquanto você está aqui fazendo o seu melhor, mesmo que o seu melhor seja fingir um sorriso para o universo, é o suficiente.

Chegou o momento de sentirmos paixão pela bondade e pararmos de nos comparar com as mentiras que vemos online […]. Pedir ajuda, ganhar um abraço restaurador e deixar as lagrimas caírem quando for necessário. Ouça música que faz você chorar e rir. Seja corajoso o suficiente para compartilhar seus sentimentos com um amigo. Sinta o espectro por dentro de você, porque nós somos desenhados para sentir mais do que perfeição. Estamos aqui para lutar, perseverar e viver a cada dia que nos é dado. Mais importante, nós estamos aqui para crescer e nos tornarmos melhores, o que nem sempre vem imediatamente acompanhado por uma sensação de felicidade. Pode levar anos, mas fomos feitos para isso.

Eu não tenho a cura para a depressão, a ansiedade e as mazelas do mundo, mas se minhas reflexões recentes sobre o Tim me levaram a algum lugar, foi este: lutar como um louco para que as coisas reencontrem seu equilíbrio. Ajudar os outros em suas lutas. Saúdo a todos que perseveraram em suas batalhas para continuar neste mundo — eu sei que é exaustivo. Estou extremamente triste por todos os que perderam esse combate. Mas não vou deixar essa tristeza sem respostas. Comprometo-me a manter meus olhos abertos e a dar amor, bondade e compaixão aos que precisam, incluindo a mim.

Você fará o mesmo?”

LEIA TAMBÉM:

Executivo próximo a Avicii fala sobre novo álbum, segredo do sucesso e comportamento peculiar do artista

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Notícia

Celebrando seu 5º ano, edição de Halloween da PUMP traz Alok a Manaus

Festa ainda terá Vegas, Doozie, Bhaskar e Bárbara Labres

Phouse Staff

Publicado há

PUMP Black Party
Foto: Reprodução/Facebook

A festa PUMP já virou referência na região Norte — sobretudo sua edição de Halloween, a PUMP Black Party. Promovido por Alok, que tem parceria de longa data com a produção, o evento chega agora à sua sexta edição em Manaus. O rolê será no dia 1º de novembro, na Praia do Tropical Hotel, às margens do Rio Negro.

Em 2018, a PUMP Enterteinment está conquistando uma marca importante: cinco anos de agito no Norte e no Nordeste do Brasil. No dia 31 de agosto, Manaus recebeu ILLUSIONIZE e Chapeleiro pra celebrar em grande estilo, e agora as comemorações se estendem ao Dia das Bruxas. A lista de atrações traz grandes nomes do cenário nacional: Vegas, Doozie, Bhaskar e Bárbara Labres — além, é claro, do próprio Alok.


“Todo ano procuramos entregar para o público amazonense o que tem de melhor, seja em estrutura, som e lineup com grandes nomes. Essa é a fórmula de sucesso dos nossos eventos”, declarou Bernard Teixeira, CEO da empresa, por meio da assessoria de imprensa. 

Atualmente no segundo lote, os ingressos custam a partir de R$ 50,00, mais taxas. Ainda há opção “Premium” e o camarote “PUMP Diamond”, que traz open bar de vodka, whisky, água, cerveja e refrigerante até as 04h. Os tickets podem ser comprados nas lojas parceiras em Manaus e pelo Ingresso Fly.

LEIA TAMBÉM:

Conheça a PUMP Black Party, uma das maiores festas de Halloween do Brasil

Após grande edição em Manaus, PUMP Black Party desembarca no Pará

Boat party na floresta: um pouco do que foi a “Made in Amazônia”

Continue Lendo

Notícia

Assista ao videoclipe de “WOW”, de Tiësto

Mais um clipe em CGI apresentado pelo astro da EDM

Phouse Staff

Publicado há

I Like it Loud EP
Foto: Reprodução

Tiësto parece estar curtindo o conceito de aventuras em animações de computador. Foi o que vimos em “Jackie Chan”, e é o que temos agora no vídeo de “WOW” — single lançado no final de agosto.

Produzido por Shane Muller e animado por Bram Knol, o clipe lembra bastante um game repleto de ação, no qual um garoto invade sozinho uma espécie de fortaleza aérea e toca o terror. Confira:


+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre o Tiësto

Continue Lendo

Phouse Tracks

be The PANDA – Work Your Body (Original Mix)

Phouse Staff

Publicado há

be The PANDA

Tem estreia hoje na Phouse Tracks! “Work Your Body” é o primeiro lançamento do projeto be The PANDA. Na vibe do deep house, a faixa teve seu vocal retirado do sample pack “Sliced EDM Vocals”, da Freaky Loops.

A música está agora disponível para free download no Artist Union, no nosso SoundCloud e no Spotify.

Apaixonado por deep, tech house e techno, be The PANDA é o mais novo projeto do DJ e produtor Paulo Lucchesi. Criado há pouco mais de dois meses, o PANDA já passou por pistas de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e vem ganhando cada vez mais o público com seu carisma nos palcos. Buscando a excelência, o artista vem se aperfeiçoando com ênfase nos detalhes e grooves de suas produções.

Siga e ouça também a playlist com todos os nossos lançamentos:

+ CLIQUE AQUI para conferir mais lançamentos da Phouse Tracks

Continue Lendo

Publicidade

Sundance (300×250)
Federal Music 300×250

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Translate »
Sundance Pop Up