Fyre Festival

Saiu nesta quinta-feira, 11, em Nova Iorque, a sentença judicial contra Billy McFarland, o produtor de eventos de 26 anos que ficou famoso pelo fiasco do seu Fyre Festival em 2017. O empresário vai pegar seis anos de prisão, não apenas por este episódio, em que provocou um prejuízo de mais seis milhões de dólares a diversas pessoas, mas também por outras múltiplas fraudes cometidas.

Segundo a VICE, os advogados de McFarland tentaram liberá-lo da cadeia defendendo que ele foi diagnosticado recentemente com transtorno bipolar, que não o deixaria saber diferenciar o certo do errado.

A juíza Naomi Buchwald não comprou a ideia, e acabou aplicando a sentença, justificando que Billy sabia exatamente o que estava fazendo, e que se trata de um “fraudulento em série”. Ainda assim, a pena pode até ser considerada branda, já que ele corria o risco de pegar até 20 anos.

Ainda de acordo com a VICE, o americano disse sentir um profundo remorso. “Tenho vivido todos os dias da minha vida com o peso de saber que eu literalmente destruí as vidas de meus amigos e da minha família”, teria declarado.

LEIA TAMBÉM:

Produtor do Fyre Festival é denunciado por novos golpes

Fracasso de festival de música também inspira série documental

Festival com ingressos de até R$ 38 mil virá fiasco após organização desastrosa

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Vintage Culture rechaça boatos sobre tentativa de suicídio

Sócio da Privilège também desmentiu os rumores: “As pessoas são maldosas e acreditam em fake news”

365 em 1: DJ brasileiro vem lançando um set por dia em 2019

Conheça o curitibano Alexbolis, que considera pleitear recorde mundial no Guinness

Teles e Jorge Pyerre lançam single pela Alphabeat

“Grateful” é o resultado da collab entre os dois artistas

Celebrando os 20 anos da VANDIT, Paul van Dyk lança sublabel

VANDIT Next Generation será dedicada à promoção de novos artistas

Techno pesado: ouça “Old Norse”, novo EP do produtor brasileiro Spuri

EP saiu nesta segunda-feira (29), pela Prisma Techno

Eric Prydz remixa hit underground de 2018

“Breathe”, de CamelPhat e Cristoph, é reconstruída pelo boss da Pryda

PREMIÈRE: Em nova fase, Selva lança “Amanhecer”

Pe Lu fala sobre o primeiro lançamento do duo pela Universal Music

Time Warp anuncia nova edição em São Paulo

Segundo evento no Brasil fará parte da comemoração de 25 anos da label alemã

Novo EP de Ratier traz remixes de Ney Faustini e a.84

“Atacama” saiu nessa última sexta-feira, via D-EDGE Records

Confira o remix de A-Trak para o último single de Axwell

O DJ americano reformou “Nobody Else” com bastante classe