Binaryh Live

O Brasil é um lugar de onde saem talentos multifacetados. De uns anos pra cá, projetos como o Stekke vêm ganhando destaque e fazendo seu próprio caminho. Um nome que tem trilhado o mesmo caminho é o Binaryh, dupla formada em 2016 por Rene e Camila — assim mesmo, minimalista, sem sobrenomes, é como eles preferem ser conhecidos.

+ SP e o techno progressivo: o que representa a vinda de Cid Inc e Darin Epsilon

O duo traz produções na linha do “ethereal techno” (também conhecido como “techno melódico”, ou progressivo), basicamente composto por camadas graves densas e melodias embriagantes, e em menos de um ano conquistaram um espaço notável no cenário eletrônico. Grande parte dos seus lançamentos saem pelo selo alemão Steyoyoke Black, no qual o Binaryh apresenta números expressivos. Desde o primeiro release, “Boolean Logic”, já tiveram faixas tocadas por caras como D-Nox (“Parallels”), e “Encode”, lançada em junho, se tornou a recordista de vendas do selo até este momento — a dupla ocupa atualmente seis posições do Top 10 da label. No Brasil, assinaram recentemente um remix para “Ravina”, do Monobloq, pelo selo Nin92wo, de Alex Justino. O remix recebeu grande destaque, a ponto de ter conquistado os gigantes do techno  Maceo Plex, Joris Voorn e Nick Devon.

No selo alemão, o Binaryh também faz parte da Steyoyoke Family, grupo de artistas e colaboradores que vive em constante troca de informação, e que tem na brasileira BLANCAh um de seus expoentes. “A família Steyoyoke realmente existe. Os artistas que participam do trabalho têm contato bem próximo, apesar das fronteiras e dos oceanos de distância, e alguns deles passaram de colegas de selo para amigos de verdade. Trabalhamos juntos em diversos projetos, e a troca que temos é muito legal. Raramente um selo cria projetos que envolvam os artistas dessa maneira. É um prazer enorme fazer parte dessa família”, conta a Camila, que também revelou considerar a colega de Santa Catarina como madrinha da dupla. “A BLANCAh definitivamente é uma grande fonte de inspiração, não só como artista, mas como ser humano. Ela é uma pessoa iluminada, e se não fosse por ela, não estaríamos hoje no lugar em que estamos. Periodicamente nós fazemos a ponte São Paulo–Florianópolis, tanto pra matar as saudades quanto pra sentarmos em estúdio juntos. Temos uma troca muito boa de informação, energia, referências…”

Atualmente, Camila e Rene trabalham em um setup para o lançamento do seu live act, previsto ainda para este ano. O live trará não só as faixas já lançadas do grupo, mas também um espaço na apresentação para criar, tudo ao vivo e na hora. Para outubro, eles prometem Positive Negative, o seu terceiro EP de originais. “As tracks já foram testadas na pista, e todas as vezes que conferimos foi sucesso absoluto! Estamos muito ansiosos por esse lançamento, apostando alto mesmo. É uma fase muito especial da nossa carreira, em que o reconhecimento está vindo de todos os lados”, concluiu a produtora.

Castelan é colunista da Phouse.

 LEIA TAMBÉM:

Voa alto, passarinho; como o primeiro álbum da BLANCAh pode ser um divisor de águas pra cena eletrônica nacional

“Música enlatada não é nosso foco”; confira papo com Alex Justino

Uma chuva de hipocrisia quer tornar o funk crime de saúde pública

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Valesuchi detona Dekmantel por não incluir artistas latino-americanos; festival responde

DJ enxerga relação de caráter exploratório entre festival e artistas da América Latina

David Guetta e DJ Snake voltam a ultrapassar um bilhão de plays no YouTube

“Titanium” e “Taki Taki” entram para o seleto grupo de videoclipes

Primeiro single de Zedd em 2019 traz participação de Katy Perry

O humano Zedd e a robô Katy Perry vivem uma experiência científica no clipe de “365”

Celebrando 10 anos, Colours anuncia Joris Voorn

Festa gaúcha vai comemorar uma década em abril

Swedish House Mafia anuncia gig em Ibiza

Anúncio foi feito nos stories do Instagram

Paul van Dyk é indenizado por queda no ASOT de 2016

Processo tramitou por quase três anos na justiça holandesa

ILLUSIONIZE comenta as 10 faixas de seu novo álbum, “X”

Celebrando seus dez anos de estrada, o disco foi lançado digitalmente nesta sexta-feira

Com videoclipe, Anitta e Jetlag lançam oficialmente sua canção

Releitura para “Zé do Caroço”, de Leci Brandão, foi tocada de surpresa no Planeta Atlântida

Brasileiro estreia por selo expressivo do underground global

Hauy colabora em coletânea de inverno da All Day I Dream

Belo Horizonte ganha nova conferência de música eletrônica

Evento rola em tarde única no último dia de janeiro