Connect with us
Banner Sundance Leaderborder

Notícia

BoNA 2018: DJ Mag premia melhores DJs da América do Norte

Phouse Staff

Publicado em

06/06/2018 - 11:22
BoNA 2018
Foto: Reprodução
O prêmio de melhor DJ ficou com Claude VonStroke

A DJ Mag divulgou recentemente os ganhadores do prêmio Best of North America 2018 (Melhores da América do Norte), apelidado de BoNA 2018. O prêmio foi entregue nessa segunda-feira, 04, e colocou o DJ americano Claude VonStroke na primeira posição, desbancando Green Velvet, vencedor do ano passado. Além disso, o DJ emplacou também o prêmio para sua própria label, a Dirtybird.

O Best of North America existe desde 2017, e foi criado pela DJ Mag para oferecer uma opção alternativa de premiação para EUA e Canadá, formadores da segunda maior indústria de música eletrônica do mundo. Muitos DJs norte-americanos têm grande popularidade deste lado do globo, e merecem um reconhecimento que muitas vezes o Top 100 falha em oferecer.

+ RELEMBRE AQUI o posicionamento da Phouse sobre o Top 100 da DJ Mag

A premiação aparentemente é uma espécie de resposta às críticas cada vez maiores que o Top 100 tem sofrido nos últimos anos. Os ganhadores também são escolhidos por voto popular, mas esse voto é restrito a cinco opções por categoria, em nomes selecionados pela equipe da revista.

Segundo a DJ Mag o número de votos para 2018 quase dobrou. Este ano também foram inclusas na premiação as categorias de Melhor Festival e o Melhor “Boutique Festival” (Festival de Nicho).

Confira a lista dos ganhadores:

Melhor DJ – Claude VonStroke
DJ Revelação – REZZ
Melhor Produtor – Justin Martin
Produtor Revelação –  Moon Boots
Melhor Atuação ao Vivo – ODESZA
Melhor Label- Dirtybird
Label Revelação – Repopulate Mars
Melhor Clube do Nordeste – House of Yes
Melhor Clube do Oeste – Exchange, LA
Melhor Clube do Sul – Heart, Miami
Melhor Clube do Centro-Oeste – Sound Bar, Chicago
Melhor Clube do Norte – Coda, Toronto
Melhor Festival – Ultra Music Festival
Melhor Festival de Nicho – Desert Hearts
Melhor Álbum – Lane 8 – “Little By Little”
Melhor Faixa – Walker & Royce – “Take Me to Your Leader

LEIA TAMBÉM:

Electronic Music Awards terá segunda edição em 2018

Alok figura no primeiro Top 100 da Billboard Dance; confira o ranking completo

Confira os vencedores do 32º International Dance Music Awards

A quem importa o ranking da DJ Mag?

À rádio israelense, KSHMR expõe sua visão sobre o ranking da DJ Mag

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Notícia

Swedish House Mafia lança contagem regressiva em seu site

Cronômetro chegará no zero na manhã da próxima segunda-feira

Phouse Staff

Publicado há

Swedish House Mafia
Foto: Rukes/Reprodução

Parece que teremos big news em relação ao Swedish House Mafia antes do esperado. Depois de novos teasers, o trio relançou seu site oficial há poucas horas, trazendo apenas um cronômetro em contagem regressiva.

O tempo partiu de mais de 400 mil segundos, que equivalem a 111,11 horas, ou 4,6 dias. O cronômetro será zerado na segunda-feira, dia 22 de outubro, às 10h UTC — ou seja, às 07h no horário de Brasília. Ao clicar no timer, a landing page leva a uma página de cadastro da Patriot Management/Live Nation.

Foto: Screenshot

É muito provável que a contagem tenha a ver com um anúncio oficial da turnê do SHM, que começa em 2019. Já sabemos que a tour passará pelo México e muito provavelmente também pelo Brasil.

Enquanto fechamos esta matéria, o cronômetro está em 385.555 segundos. 385.554. 385.553. 385.552…

LEIA TAMBÉM:

Steve Angello revela um dos países da turnê do Swedish House Mafia

Swedish House Mafia pode vir ao Brasil em 2019

Falando sobre a volta do SHM, Ingrosso revela hiato de duo com Axwell

Steve Angello confirma turnê do Swedish House Mafia em 2019

Swedish House Mafia “de volta pra valer”

Continue Lendo

Notícia

Fashion e futurista, Holy Animal lança seu primeiro videoclipe

Com apenas dois meses, duo traz identidade marcante mesclando low bass, imagem e atitude

Phouse Staff

Publicado há

Holy Animal
Foto: Divulgação
* Por Felicio Marmo
** Edição e revisão: Flávio Lerner

A cena musical vira e mexe flerta com o mundo fashion, rendendo pedradas elegantes ou debochadas, mas sempre muito autênticas e fora da curva, como já vimos do vogue ao movimento electro-clash. Em 2018, novidades trendsetters parecem estar vindo do Sul do país. Seja por pura diversão ou com pretensão de alcançar grandes holofotes, o encontro dos catarinenses Hélio Matos (29) e Pamela Molinari (24) tem potencial.

Residente de Floripa, o duo Holy Animal surge no radar do low bass, unindo moda, artes visuais e basslines sujas com estética futurista, facilmente comparável ao duo sul-africano Die Antwoord. Hélio produz as bases, enquanto Pamela canta e contribui com sua atitude e seu estilo.

“Nosso foco desde o início sempre foi fazer com que o projeto tivesse uma ‘vibe fresh’, um ar artístico mais moderno — seja musicalmente ou visualmente. Queremos que as pessoas escutem nossa música, vejam nossas fotos, assistam nossos vídeos e sintam que tudo está dentro de uma atmosfera”, conta Pamela à Phouse.

“My Reality” é o primeiro videoclipe e segundo single do Holy Animal

Com apenas dois meses, o projeto teve seu primeiro single, “Sippin’ in Some Good Time”, lançado em agosto pela House Mag Play. O segundo som oficial, “My Reality”, saiu nesta segunda-feira, com direito a videoclipe debutado no famoso canal do YouTube O Problema é Grave.

Dirigido por Jhonathan Serrano, o vídeo foi todo gravado em São Paulo, e é um bom cartão de visitas da identidade sólida e estilosa do novo duo. Pamela ainda destaca que o Holy Animal teve a ajuda fundamental das marcas de roupa BALEMENTS (Itália) e MXDVS (Bélgica) para a gravação.

“A gente ouve com frequência que parecemos vir do futuro (risos)! É uma opinião praticamente unânime das pessoas que contam o que acham do nosso som”, acrescenta a cantora. Ex-professora de balé, Pamela também é modelo e desfilou na São Paulo Fashion Week deste ano.

* Felicio Marmo é redator da Phouse

Continue Lendo

Assista à cabulosa performance do DJ vencedor do DMC 2018

O campeonato mundial de DJs foi transmitido ao vivo pela primeira vez em 33 anos

Phouse Staff

Publicado há

DMC 2018

A cultura DJ vibrou em mais uma acirrada competição do DMC World Championship, que teve a grande final realizada em Londres no último dia 07. Neste ano, foi o DJ Skillz quem confirmou ser o DJ de performance mais sinistro do globo ao conquistar o título com muita perícia nos toca-discos.

A treta foi bonita. O francês ficou à frente com um ponto de vantagem do segundo lugar, o DJ Fummy, do Japão. Já o DJ Renao garoto que com apenas 12 anos levou a taça mundial na edição passada, pegou o terceiro lugar agora, e o troféu de World Supremacy ficou com outro zica que ainda vamos ouvir falar — o DJ K-Swizz, de 15 anos, da Nova Zelândia.

+ DJ de 12 anos vence o DMC e quebra recorde

Restrito aos convidados do evento desde sua fundação, em 1985, o DMC foi transmitido ao vivo pela primeira vez na história, e computou mais de 400 mil visualizações no mundo todo — o que confere que o turntablismo está mais vivo do que nunca.

Sentem, peguem a pipoca, e confiram o show à parte que o DJ Skillz deu na final, abusando de técnica, repertório e criatividade, trabalhando movimentos clássicos como backspin e transformer scratch, entre outros truques avançados no mixer.

 


Continue Lendo

Publicidade

Sundance (300×250)
Brazillian Bass 300×250

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Translate »