* Com a colaboração de Rafael Araujo
** Edição e revisão: Flávio Lerner

Na AIMEC, o ano de 2018 foi marcado pela realização do DJ Coach, projeto realizado em parceria com a QG Agency, voltado para DJs do Paraná e de Santa Catarina que precisavam de apenas um empurrãozinho para alavancar suas carreiras.

O evento transcorreu praticamente durante o ano todo — do Dia Internacional do DJ (09 de março) ao último 14 de janeiro. Foram 250 inscrições, das quais 20 DJs foram classificados para a segunda fase. Desses 20, dez passaram para as outras nove fases restantes, depois de submeterem seus video sets. A agenda desses dez selecionados foi apertada durante o ano. Mês a mês, eles realizaram diversas atividades, workshops exclusivos, oficinas de discotecagem e gigs em baladas. O DJ Coach contou com diversos encontros nas sedes da AIMEC de Curitiba, Joinville, Floripa e Balneário Camboriú — cada um abordando um tema específico, como conceito artístico, performance, live PA, marketing, mix e mastering.

Coaches consagrados do mercado participaram do evento durante o ano, como Kaká Franco (D.Agency), Paulo Pires (Move), o recentemente falecido Richard Weber (Dance Paradise), Gromma (D-Edge Agency), Thiago Dea (Zooe), Haustuff (Radiola Records), Alan Medeiros (Alataj), Ariel Merísio (QG Agency), Igor Rodrigues (Apex), Cleverton Antunes (AIMEC Joinville), Emmanuel Schimidt (AIMEC BC), San Schwartz (Green Valley), Claudio Ferreira (B-Vision), Paulo Bueno (Estúdio Click) e Drunky Daniels (AIMEC Curitiba). Eu também participei, representando a Phouse.

Ao final, o grande vencedor do DJ Coach 2018 foi o DJ catarinense Caio Leonardo Tagliari, o Caiotr, que apresentou o melhor aproveitamento em todos os encontros e atividades que lhe foram passadas. Com isso, o garoto faturou um contrato de um ano com a QG Agency e mais: um kit da Native Instruments com uma Maschine MK3 e um Komplete 11; um controlador DJ 202 da Roland; um headphone da Edifier; um curso de Produção Musical Avançada na AIMEC; roupas da loja Fabrício Peçanha (FP Music Store); um novo pacote de identidade visual por ADR Design; fotos com o Zooe (Thiago Dia) e uma consultoria em RP com a NZPR.

Passada essa imersão intensiva no universo da música eletrônica, trocamos uma ideia com o Caiotr, para saber mais sobre o seu aprendizado.

Como foi a experiência de ter participado do DJ Coach?

Foi uma oportunidade muito foda que pude ter, não é qualquer um que tem a chance de passar um ano todo participando de algo que está ali para te ensinar tudo o que você precisa para ser um DJ de sucesso. Existem cursos de produção musical, de mixagem, marketing, masterização, mas aposto que você nunca viu um curso completo com tudo que você precisa para ter uma carreira de sucesso como DJ/produtor.

A cada etapa, um aspecto diferente foi abordado ao lado de pessoas que estão envolvidas na cena e vivendo de música, compartilhando todo o aprendizado que obtiveram em suas carreiras ali com você. Isso tudo não tem preço que pague, e eu sou muito grato por ter adquirido essa experiência ao lado dos coaches, do pessoal da QG Agency e da AIMEC, e também dos DJs que passaram no junto comigo por todas as etapas.

Marketing, music business, produção, gerenciamento de carreira… Qual o tema do DJ Coach que mais agregou para sua carreira?

Tudo o que englobou a produção musical e a importância dela para meu desenvolvimento foi o ponto que mais me acrescentou no decorrer desse ano. Isso porque era algo que eu dava importância menor até entrar no programa. Pelo fato de morar numa cidade pequena, não tive a oportunidade de fazer um curso presencial de produção, nem estar diariamente com algum produtor trocando ideias e aprendizados.

A única experiência que tinha era com os cursos online e os momentos em que passei produzindo e praticando o que aprendi neles — o que fez com que eu tivesse um pouco de vergonha em mostrar publicamente minhas produções. Com o resultado positivo ao final do DJ Coach, tornei pública minha primeira track autoral, já disponível em todas as plataformas digitais, e agora serve de motivação para participar do curso de Produção Musical Avançada que ganhei para cursar na AIMEC de Curitiba.

Qual foi o sentimento que rolou ao saber que você foi o selecionado?

Fiquei orgulhoso pelo esforço que tive para estar participando todos esses meses desse projeto. Eu moro em Curitibanos, uma cidade que fica bem no centro de Santa Catarina, então fica em evidência que, além do esforço que tive no decorrer dos encontros, eu tive que passar o ano viajando para poder participar. Realmente não esperava que esse resultado seria positivo para mim. Os outros artistas também tinham muito potencial.

Acho que isso mostra que você não precisa estar numa capital onde a cena é muito mais desenvolvida para ser suficientemente bom e estar entre os melhores. Com certeza valeu a pena ter me esforçado a fazer tudo o que fiz — desde a primeira fase, em que tive que apenas gravar um set e enviar, até a última, em que me fui até Balneário Camboriú para participar de um workshop com os coaches da AIMEC, e depois fazer minha estréia no Taj Bar.

Qual o impacto que o DJ Coach teve para você, e o que muda na sua carreira daqui pra frente?

A conquista de vencedor desse projeto, somada ao aprendizado que tive no ano passado, foi o maior passo que dei desde que comecei a tocar — e isso me deixou motivado para iniciar 2019 a todo vapor. Os próximos passos agora serão poder usufruir dos prêmios que ganhei e trabalhar cem por cento focado em cima deles e de minhas produções. Isso sem deixar de lado meus projetos com a Sintoniza Lab, label que fundei há mais de um ano ao lado dos meus amigos aqui da região, e também continuar alimentando minha coluna no portal de notícias da Somma News, que dá espaço aos núcleos e selos do Sul. Este ano vai ser muito foda, e eu tô super animado para continuar lançando minhas tracks e trabalhar minha imagem ao lado da QG Agency.

* Luckas Wagg é CEO da Phouse.

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Low Disco – Confession

Curte os lançamentos da Phouse Tracks? Então ouça “Confession”, do Low Disco,…

Conheça um pouco sobre cada artista da 1ª Levels de 2019

Ryan Elliot, Ratier, Apoena, Tarik e Lucas Matos formam o time para o final de abril

Com 3 brasileiros, Flow & Zeo lança EP de remixes

“Live for Life” foi remixada por Coppola, Mumbaata e Uncloak

Alphabeat lança releitura eletrônica de clássico de Ed Motta

Remix de “Tarde Demais” também foi lançado pela label nesta sexta

Renascimento: após sair da Steyoyoke, BLANCAh celebra nova fase em selo britânico

Prestes a lançar EP pela Renaissance, a brasileira fará sua estreia no Reino Unido, ao lado de Solomun

Eric Prydz anuncia novo live audiovisual: VOID

Artista promove mais um projeto inédito para seu show no Creamfields Steel Yard

Eric Prydz fora do Ultra: DJ cancela shows em Miami

Artista pediu desculpas aos fãs e justificou sua ausência por problemas médicos

Warung Day Festival promete novidades em sua estrutura

Palco principal, áreas VIP, áreas de descanso… Veja o que muda no WDF 2019

Em grande fase, Club Vibe traz artistas renomados a Curitiba

Nomes como Marc Houle, Recondite e The Black Madonna estão escalados para as próximas aberturas

Supergrupo de Diplo lança seu primeiro álbum

“Labrinth, Sia & Diplo present… LSD” chegou nesta sexta, via LLC/Columbia