Calvin Harris

“A EDM tem sido triste e lenta. Não tem nada em comum com o que eu amo fazer”, diz Calvin Harris

O produtor respondeu a diversas perguntas dos fãs no Twitter

Além dos hits de costume, Calvin Harris tem dado umas declarações bem interessantes nos últimos meses, como quando ele brincou (?) que estava velho demais pra sair em turnês. Agora, o escocês tirou um tempinho nessa última segunda-feira, 12, pra responder umas perguntas de uns fãs no Twitter, e voltou com falas marcantes e o bom e velho autodeboche.

Como numa espécie de coletiva de imprensa informal, Harris respondeu diversos comentários e questionamentos feitos a ele pela rede social, e deu algumas dicas bem valiosas sobre seus planos futuros, curiosidades sobre o seu passado e, principalmente, a defesa de que tem feito house music, e que a EDM dos últimos anos não o seduz justamente por ter se distanciado do estilo. 

Confira os tuítes na íntegra, com tradução da Phouse:

Fã: “Volte a fazer dance music!!!”; Calvin: “As últimas três faixas foram dance music, senhor”. 
Fã: “Você vai voltar pra EDM em algum momento?”; Calvin: “A EDM tem sido músicas tristes e lentas nos últimos anos. Não tem nada em comum com o som que eu amo fazer. A EDM de 2010–2014 era mais influenciada por house. De qualquer forma, estou fora da bolha e fazendo grandes faixas, com cantores fantásticos, que soam como house music para mim…”.
Fã: “Nós deveríamos ser gratos pelo fato de que o Calvin Harris tem ocupado o chart britânico por 25% do ano com canções HOUSE. Bendito seja.” Calvin: “Obrigado por notar!!! 14 semanas no número 1 com duas faixas de house e o melhor pacote de remixes do ano #vocêtambémconsegue”.
Fã: “Você pensa em voltar a tocar teclado com uma banda ao vivo? O LCD [Soundsystem] te inspirou lá no começo?” Calvin: “Nem pensar, eu tenho 34 anos agora. Sim, basicamente eu tentei ser como o LCD e o Mylo e acabei ficando pior que os dois, mas melhorei com o tempo”.
Fã: “Alguma chance de termos um álbum de house?”; Calvin: “Eu diria que é improvável, tenho tido uma capacidade de concentração muito baixa ultimamente”.
Fã: “Isso significa que os últimos três singles não vão fazer parte de um álbum ou significa que o álbum vai trazer outros estilos musicais?”; Calvin: “Honestamente eu não sei de nada, apenas tenho lançado as músicas assim que as termino, haha”.
Fã: “A house music faz você se sentir mais próximo a alguma força espiritual? É o que eu sinto quando a ouço”; Calvin: “Certeiro! Amei!”.
Fã: “Você planeja voltar a tocar em festivais algum dia?”; Calvin: “Com certeza. Eu vinha apenas ansiando por um tempo no estúdio… Tinha algumas coisas que eu realmente precisava fazer (o Funk Wav, por exemplo)”.
Fã: “Você estudou música ou é um autodidata?”; Calvin: “Aprendi por ouvir muita música. Sempre senti a teoria musical como uma tentativa de se explicar algo mágico que costuma acontecer por acidente, e que acaba tirando a alma daquilo. Mas eu também sou meio burro, então é provavelmente um pouco por isso também”.

LEIA TAMBÉM:

O peso de KSHMR, a voz de Calvin Harris, o retorno de Darude… Ouça o Top 10 do feriado

Calvin Harris produz faixa de rap; escute “Chalice”, do Donae’O

Calvin Harris bate recorde de sucessos no Reino Unido

Calvin Harris e Sam Smith homenageiam subcultura LGBT em novo clipe

Calvin Harris afirma que não fará mais turnês: “Estou muito velho”

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PHOUSE MUSIC
SPOTLIGHT