Connect with us
Green Valley Dez. Full
Banner Sundance Leaderborder

Notícia

“A EDM tem sido triste e lenta. Não tem nada em comum com o que eu amo fazer”, diz Calvin Harris

O produtor respondeu a diversas perguntas dos fãs no Twitter

Phouse Staff

Publicado em

13/11/2018 - 12:50
Calvin Harris
Foto: Reprodução

Além dos hits de costume, Calvin Harris tem dado umas declarações bem interessantes nos últimos meses, como quando ele brincou (?) que estava velho demais pra sair em turnês. Agora, o escocês tirou um tempinho nessa última segunda-feira, 12, pra responder umas perguntas de uns fãs no Twitter, e voltou com falas marcantes e o bom e velho autodeboche.

Como numa espécie de coletiva de imprensa informal, Harris respondeu diversos comentários e questionamentos feitos a ele pela rede social, e deu algumas dicas bem valiosas sobre seus planos futuros, curiosidades sobre o seu passado e, principalmente, a defesa de que tem feito house music, e que a EDM dos últimos anos não o seduz justamente por ter se distanciado do estilo. 

Confira os tuítes na íntegra, com tradução da Phouse:

Fã: “Volte a fazer dance music!!!”; Calvin: “As últimas três faixas foram dance music, senhor”. 
Fã: “Você vai voltar pra EDM em algum momento?”; Calvin: “A EDM tem sido músicas tristes e lentas nos últimos anos. Não tem nada em comum com o som que eu amo fazer. A EDM de 2010–2014 era mais influenciada por house. De qualquer forma, estou fora da bolha e fazendo grandes faixas, com cantores fantásticos, que soam como house music para mim…”.
Fã: “Nós deveríamos ser gratos pelo fato de que o Calvin Harris tem ocupado o chart britânico por 25% do ano com canções HOUSE. Bendito seja.” Calvin: “Obrigado por notar!!! 14 semanas no número 1 com duas faixas de house e o melhor pacote de remixes do ano #vocêtambémconsegue”.
Fã: “Você pensa em voltar a tocar teclado com uma banda ao vivo? O LCD [Soundsystem] te inspirou lá no começo?” Calvin: “Nem pensar, eu tenho 34 anos agora. Sim, basicamente eu tentei ser como o LCD e o Mylo e acabei ficando pior que os dois, mas melhorei com o tempo”.
Fã: “Alguma chance de termos um álbum de house?”; Calvin: “Eu diria que é improvável, tenho tido uma capacidade de concentração muito baixa ultimamente”.
Fã: “Isso significa que os últimos três singles não vão fazer parte de um álbum ou significa que o álbum vai trazer outros estilos musicais?”; Calvin: “Honestamente eu não sei de nada, apenas tenho lançado as músicas assim que as termino, haha”.
Fã: “A house music faz você se sentir mais próximo a alguma força espiritual? É o que eu sinto quando a ouço”; Calvin: “Certeiro! Amei!”.
Fã: “Você planeja voltar a tocar em festivais algum dia?”; Calvin: “Com certeza. Eu vinha apenas ansiando por um tempo no estúdio… Tinha algumas coisas que eu realmente precisava fazer (o Funk Wav, por exemplo)”.
Fã: “Você estudou música ou é um autodidata?”; Calvin: “Aprendi por ouvir muita música. Sempre senti a teoria musical como uma tentativa de se explicar algo mágico que costuma acontecer por acidente, e que acaba tirando a alma daquilo. Mas eu também sou meio burro, então é provavelmente um pouco por isso também”.

LEIA TAMBÉM:

O peso de KSHMR, a voz de Calvin Harris, o retorno de Darude… Ouça o Top 10 do feriado

Calvin Harris produz faixa de rap; escute “Chalice”, do Donae’O

Calvin Harris bate recorde de sucessos no Reino Unido

Calvin Harris e Sam Smith homenageiam subcultura LGBT em novo clipe

Calvin Harris afirma que não fará mais turnês: “Estou muito velho”

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL
[fbcomments]

Notícia

Sevenn lança single pela Armada Music

“Lollypop” acrescenta mais um selo gigante na discografia dos irmãos americanos

Phouse Staff

Publicado há

Sevenn Lollypop
Foto: Divulgação

Depois de assinar por selos importantes, como Universal Music, Spinnin’ Records e a Musical Freedom, de Tiësto, o duo Sevenn adicionou mais uma label gigante à sua discografia: a holandesa Armada Music, de Armin van Buuren.

O som dos irmãos, entretanto, segue a mesma identidade já conhecida dentro da bass house, sem nenhuma influência do trance, como o vínculo à Armada poderia sugerir. “Lollypop” traz graves salientes, batidas marcantes e um vocal sexy, e está desde ontem (06) disponível em todas as plataformas.

  

+ CLIQUE AQUI para ler mais sobre o Sevenn

Continue Lendo

Notícia

Com Samantha Machado, Liu lança seu primeiro videoclipe

O vídeo de “Nave Espacial” mistura fantasia, realidade e animação

Phouse Staff

Publicado há

Nave Espacial
Foto: Divulgação

Liu lançou nessa sexta-feira (06) “Nave Espacial”, faixa que já era bastante aguardada pelos fãs, já que vinha presente no seu set há algum tempinho. A canção é resultado da parceria com a cantora paulistana Samantha Machado (que tem se notabilizado em canções com projetos de trance, como Chapeleiro e Mandragora), responsável pela composição da letra.

Pra deixar o lançamento ainda mais especial, a música saiu com videoclipe — o primeiro na carreira do Liu, que já saiu atuando em diversas cenas diferentes. Dirigido por Murilo Ribeiro, da Pixel2 Filmes, o clipe foi gravado na região do Parque Estadual de Vila Velha, em Curitiba, e mistura fantasia, realidade (em cenas dos shows do DJ) e animação (criada pela agência Raspa Língua).

 

“A experiência de gravar meu primeiro videoclipe foi surreal. Eu participei de todos os processos e acho que consegui colocar minha identidade ao lado de excelentes profissionais. Espero que vocês curtam, compartilhem e embarcam nessa nave junto comigo!”, declarou Liu, através de sua assessoria de imprensa.

“A letra tomou conta quando decidi escrever um romance entre uma princesa da Terra e um príncipe celeste, ou seja, um amor separado entre dois mundos”, complementa Samantha. “A canção levou um ano até ficar pronta, e eu contei com as ideias do meu marido Sandrão RZO, que também é músico e um aficionado pela galáxia e seus mistérios.”

+ CLIQUE AQUI para ler mais sobre o Liu

Continue Lendo

Brand Channel

Escute os três novos sons da Alphabeat

Anna de Ferran com BWAXX, Juliana Barbosa com Rozzen e parceria entre Joe Kinni, Dot Larissa e Igor Vianna

Alphabeat Records

Publicado há

Alphabeat
Anna de Ferran. Foto: Divulgação

Sextou já sabe, né? Mais um dia de lançamentos pela Alphabeat. Bóra conferir os novos singles:

Começamos com “So Glad”, collab entre a cantora, compositora e DJ Anna de Ferran em parceria com o trio BWAXX. Os artistas se juntaram para trazer aqui um synth pop com toque de house, em que a melodia é o carro-chefe.

Anna é conhecida como a filha mais velha do ex-corredor e campeão de Indy Gil de Ferran, que hoje é diretor esportivo da McLaren. Já o BWAXX é o novo projeto dos produtores paulistanos Gabriel Mielnik, Gaspar Pini e Hid Miguel.

 

A cantora e compositora paranaense Juliana Barbosa se juntou ao duo Rozzen — formado pelos também paranaenses Lucas Stiw e Renan Chesk — para nos trazer “Reality”, single com forte pegada pop e drop grovvado, que diz respeito à busca pelo verdadeiro eu.

  

Por fim, Joe Kinni somou forças com a DJ Dot Larissa e o jovem cantor Igor Vianna em “Sereia”, uma track tropical com timbres orgânicos, versos rápidos e melodias leves, que fazem o corpo sentir como se os pés estivessem na areia.

  

+ CLIQUE AQUI para conferir mais conteúdo da Alphabeat Records

Continue Lendo

Publicidade

Green Valley – 300×250
Brazillian Bass 300×250
Sundance (300×250)

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse