DJs paulistanas farão B2B inusitado em grandes festivais internacionais

Destaques do techno e do global bass, respectivamente, Cashu e BadSista vão tocar juntas no México e na Polônia
* Edição e revisão: Flávio Lerner

Um B2B inusitado, surgido despretensiosamente nas noites do underground paulistano, está ganhando destaque em outros países. As DJs Cashu e BadSista vão tocar juntas em dois festivais internacionais: no Sónar México, dia 05 de outubro, e no Unsound, que rola na Polônia, de 6 a 13 de outubro.

Em uma conversa por e-mail com Carol Schutzer, a Cashu, ela nos explicou como rolou o convite: “Nossa booker convidou a gente para tocar juntas no Sónar que acontece em outubro, no México. Quando o pessoal do Unsound viu a divulgação de lá, eles lançaram essa proposta de fazer o B2B, porque aparentemente eles estavam nos bookando separadamente através das agências”.

As duas já se apresentaram neste formato em edições das festas de São Paulo MAMBA NEGRA e da Namíbia, e recentemente tocaram juntas no Dark Mofo, um festival que aconteceu em junho na Tasmânia.

Mas como duas DJs de estilos aparentemente tão diferentes (Cashu é um dos expoentes do techno no Brasil, enquanto a BadSista se destaca no global bass) resolveram se juntar? “Lembro que foi bem espontâneo”, seguiu Cashu. “Acho que a primeira vez foi na festa da Euvira, a Namíbia. A gente tocava próxima uma da outra, e na hora decidimos nos juntar”, contou.

Logo depois, Cashu — que é uma das sócias da MAMBA NEGRA — resolveu oficializar a parceria. “Fechamos uma MAMBA na vilinha de galpões. Ambos os sets foram no ano passado, numa pegada mais funk/house. Já no Dark Mofo, a gente se encontrou numa pesquisa mais acelerada… Estávamos nessa onda e combinamos de fazer algo parecido para o Sónar e para o Unsound”, revelou à Phouse.

+ LEIA TAMBÉM: “Pedra Preta”, o 1º álbum do Teto Preto, é um grito de resistência

Ainda segundo a DJ, apesar de terem estilos distintos, elas conseguem encontrar um lugar comum juntas: “Isso que é o mais bacana de fazer B2B, explorar essa afinidade sonora com outra pessoa e fazer um set diferente do que fazemos sozinhas”. Lado a lado, elas unem altos BPMs, misturando “o lado funk, gabber e trance (BadSista) com breakbeat e techno (Cashu)”. 

“Quem estiver presente pode esperar um set bem frito e bate cabelo, só que com a cara latina e brasileira”, concluiu a artista. Até este momento, a dupla não tem outras datas confirmadas para o B2B.

* Marllon Gauche é colaborador da Phouse.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.
ADVERTISEMENT