tao-nightclub-after-dark

Clubs em Buenos Aires são ordenados a fecharem as portas

Mais uma medida proibitiva foi tomada na capital da Argentina, por conta da morte de 6 pessoas suspeitas de terem consumido drogas ilícitas, no dia 15 de abril, no festival Time Warp. Desta vez, o juiz municipal Roberto Andrés Gallardo exigiu que todos os clubs da cidade encerrassem suas atividades.

A medida foi determinada na sexta-feira (29), visando suspender todas as atividades comerciais que envolvam dança (música eletrônica), seja com música ao vivo ou gravada, até que o governo apresente um plano para controlar a venda de drogas ilícitas em festas desse estilo.

De acordo com a publicação Reuters, os donos de clubs locais prometem ignorar a ordem, uma vez que as mortes ocorreram em um festival, não em um club. “É como fechar uma loja de vegetal porque você encontrou intoxicação alimentar no açougue”, destaca o presidente da Câmara de Buenos Aires, Jorge Becco, que acha a decisão inconstitucional, e que adianta que a proibição de Gallardo não será acatada.

Conforme noticiamos recentemente, o prefeito da capital argentina, Horacio Rodríguez Larreta, já havia proibido os festivais de música eletrônica de serem realizados em seu território.

SIGA A PHOUSE:
INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | SPOTIFY

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS