DJs sustentaveis

Como DJs podem ser sustentáveis? Confira 5 dicas

A Magnetic Magazine produziu uma lista de hábitos que DJs podem adotar para reduzir seus impactos no meio ambiente

Âme na última edição do DGTL São Paulo. Festival é pioneiro no quesito sustentabilidade em festivais de música eletrônica. Foto: Jorge Alexandre/Divulgação

A recente onda de manifestações e organização de militância em prol da causa ambiental em todo o mundo (especialmente na Europa) inspirou o jornalista Ryan Middleton, da Magnetic Mag, a produzir uma lista com cinco hábitos que profissionais da cena eletrônica podem adotar para reduzir seus impactos ao meio ambiente.

“Há muito que os DJs podem fazer para mitigar o impacto das mudanças climáticas. Seria difícil ser completamente neutro em termos de clima, mas existem maneiras de ser muito melhor para o meio ambiente”, afirma Ryan. O tema também será alvo de discussões durante o ADE Green 2019, conforme noticiamos recentemente.

Confira abaixo as dicas do jornalista para DJs serem sustentáveis, com tradução da Phouse:

1. Pare com os voos privativos

Isso pode parecer uma migalhice e só se aplica a um número seleto de DJs, mas alguns sacrifícios devem ser feitos. Em vez de usar jatos particulares para fazer bonito no Instagram, use voos comerciais, como o resto de nós. A maioria dos DJs voa comercial porque não está produzindo seis dígitos por show, mas a ideia de que você precisa de um jato particular o tempo todo é ridícula.

Podemos entender se eventualmente isso for necessário em um momento de crise, mas passar o verão em um jato particular para um pouco mais de conforto e espaço é insano. Você não está apenas gastando dinheiro, mas também prejudicando o meio ambiente. Isso pode ser de cinco a dez vezes mais poluente por pessoa, dependendo do modelo do avião.

2. Compense as emissões de carbono dos seus voos

Se você é um DJ em turnê, haverá a necessidade de pegar voos para o seu show. Embora você não deva voar em avião particular, viajar pelo mundo em um barco não seria nada prático com outros compromissos e restrições de tempo. Voos comerciais são melhores do que privados, mas ainda são ruins para o meio ambiente. Dada a necessidade disso para muitas carreiras, existem maneiras de compensar as emissões do voo.

Há programas em que é possível compensar suas emissões de carbono dos voos (e de outras atividades) criando parques eólicos na Índia ou cozinha movida a energia solar no Chade. Você pode estar prejudicando o ambiente com sua viagem, mas pelo menos pode ajudar outras pessoas a se moverem na direção certa.

3. Remova o plástico do backstage

Os artistas têm controle sobre o que desejam em seus camarins. Quanto maior o seu nome, mais eles podem solicitar. Se você vai fazer um set em um bar local, podem não te oferecer uma grande variedade de antemão na cozinha. No entanto, para aqueles que viajam e tocam em grandes eventos, a eliminação do plástico dos backstages deve ser importante.

Certifique-se de que todos os itens recebidos possam ser reciclados ou compostados. A água é fundamental, portanto, inclua uma garrafa de água reutilizável que possa ser recarregada. Evite recipientes de plástico para alimentos e certifique-se de que o local entende que você está falando sério sobre isso.

4. Coma menos carne na estrada

Mais e mais DJs estão se tornando veganos e vivendo estilos de vida mais saudáveis ​​enquanto viajam. Comida limpa na estrada lhe dará mais energia para tocar e viajar. Em alguns países, não há muito o que você pode fazer para evitar a carne e, às vezes, não há tempo para comer algo diferente de um hambúrguer rápido.

No entanto, se houver uma oportunidade ao sair para jantar ou quando alguém lhe oferece, coma menos carne na estrada. Está bem documentado o dano que o consumo de carne pode causar ao meio ambiente, desde a produção e processamento de animais até a terra que deve ser desmatada (veja a Amazônia) para vacas, porcos e outros animais poderem pastar. Comer menos carne (não eliminá-la) em todo o mundo ajudará a diminuir seu rastro de carbono.

5. Faça produtos sustentáveis

A venda de mercadorias é (ou deveria ser) uma parte essencial do fluxo de receita de qualquer DJ. As roupas não aparecem apenas magicamente. Requerem a colheita de materiais, o envio e a criação de vários cortes e estilos. Isso tudo polui e emite carbono na atmosfera. Muitas roupas baratas são muito descartáveis, criando assim um rastro ainda maior quando substituídas após um tempo.

Alguns músicos lançam roupas baratas para tentar manter os preços baixos e maximizar a receita, mas isso é ruim para os clientes e o meio ambiente. Fazer roupas com materiais recicláveis ​​é possível e não é muito caro. Há uma tonelada de empresas como Upcycle, Rumpl, Sunski ou Elle Evans, além de grandes marcas, como Adidas e Patagonia, com linhas de roupas feitas de garrafas de plástico recicladas ou através de recursos sustentáveis. Pode custar um pouco mais e exigir mais planejamento, mas vale a pena.

LEIA TAMBÉM:

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PHOUSE MUSIC
SPOTLIGHT