Connect with us
Banner Sundance Leaderborder
EOL Full Leader

Notícia

Confira 10 dicas para o sucesso baseadas na carreira de Skrillex

Phouse Staff

Publicado em

19/07/2017 - 18:06

Sonny Moore está no caminho da música há muitos anos. Atualmente ele é conhecido como Skrillex, e aclamado mundialmente pelo seu trabalho, mas já foi vocalista da banda From First To Last e lançou trabalhos solo como Sonnysound, para então iniciar sua trajetória atual, bem como paralelos como o Jack Ü e o Dog Blood.

+ Projeto paralelo de Skrillex e Boys Noize anuncia novas músicas

Diante de tanta versatilidade, o youtuber Evan Carmichael listou e interpretou dez regras que Skrillex seguiu no seu caminho de sucesso. Os 10 itens listados no vídeo são:

Cultive o seu próprio lance

Independentemente da moda ou do que você considera o suprassumo da produção musical, faça o seu próprio som sempre, se divirta com a música que você cria e isso vai agregar pessoas ao redor do seu trabalho.

Expresse energia

Fazendo seu próprio material de maneira sincera, você começa a cultivar e expressar uma energia própria, e segundo Skrillex, esse é o tipo de artista que se procura na indústria: alguém que é apaixonado pelo que faz, e isso se destaca.

Não tenho meda de falhar

Parece clichê, mas no final das contas seus fãs mais fiéis são aqueles que apreciam o fato de você explorar o máximo de possibilidades possíveis em relação ao seu talento e a suas habilidades, então faça sem medo.

Force os limites

Não se acanhe em mudar o que normalmente seria uma regra. No vídeo, Skrillex fala de seu single com Justin Bieber, o qual não segue a fórmula tradicional de uma música pop.

Dê um salto

Se você tiver certeza de que certa ação pode ser um grande salto em sua carreira, dê esse salto; em algum momento, ele é necessário.

Ignore os haters

Definitivamente, ignore comentários baseados puramente em ódio ou falta de compreensão sobre o seu trabalho. Ao invés disso, procure sempre aquele artista que esbarrou na sua música, deixou um comentário, e para sua surpresa tem um som que você acha demais.

Tenha foco

Para fazer algo grandioso você precisa dedicar muito tempo nesse ofício. Então se o seu lance é fazer música, tenha o foco de fazer o máximo possível, pois isso te coloca no caminho mais acertado.

Seja um estimulador

Utilize o conhecimento que você vai acumular na sua caminhada para estimular outras pessoas, afinal, líderes não têm seguidores, eles criam outros líderes.

Trabalhe MUITO

Trabalhe muito porque você quer alcançar quaisquer objetivos, e porque você ama fazer música, certo?

Se divirta com seus erros

Ao longo do caminho vai haver tropeços e talvez até umas gafes, mas não encare isso de forma negativa. Se você se divertir com a situação, a parte ruim se dissipa.

Confira o vídeo na íntegra:

Ao final, também rolam umas dicas bônus: a) se motive com o sucesso; b) preste atenção no feedback; e c) faça o que te faz feliz.

+ Skrillex faz aparição especial no Coachella

+ “Eu odeio as grandes gravadoras”; Diplo fala sobre o porquê da pausa com o Jack Ü

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Conhecimento

5 artistas para ficar de olho na #XXX22

Festival rola neste sábado, em Itu

Phouse Staff

Publicado há

XXX22
Olho nele: o DJ britânico Eli Brown é sensação no cenário tech house. Foto: Reprodução

A XXXPERIENCE está vindo com tudo neste sábado, 22, em Itu–SP. Com seu lineup de mais de 50 atrações, fica até difícil escolher quem assistir. Pensando nisso, a Phouse preparou uma listinha com cinco nomes não tão conhecidos, mas que podem surpreender no final de semana.

Eli Brown

Se a sua vibe é um tech house de qualidade, um cara para sua lista é o produtor e DJ inglês Eli Brown. Trazendo a influência do drum’n’bass, o trabalho do britânico começou a ganhar mais destaque quando assinou com alguns dos maiores selos do momento, como Relief, Toolroom, Repopulate Mars, ViVA e Of Unsound Mind. Um som muito popular dele é “Tech This Out”.

Flashmob

Outro que promete sacudir Itu esse ano é o Flashmob. Pela Hot Creations, o DJ italiano teve sua track “The Lone Brazilian” (“O brasileiro solitário”) no topo das paradas do Beatport por quase três meses.

O veterano das pistas também lançou por selos como Get Physical, Defected, ESD Records, além de sua própria label, Flashmob Records. Explorando entre o techno e o tech house com um toque de bass, o Flashmob já ultrapassou 20 milhões de visualizações no YouTube com sucessos como “Need in Me”.

Eudi & Salata & Moraes

Agora, se você está pensando em dose tripla de techno, vale conferir o live inédito formado por Antonio Eudi, Andre Salata e Gabriel Moraes. A apresentação exclusiva dos brasileiros vai unir três promessas em uma única performance no palco Joy Stage

O paulistano Salata já emplacou produções pelas alemãs Get Physical e Noir Music, e vem conquistando grande sucesso — não apenas em suas apresentações, mas também como conceituado engenheiro de áudio e professor de produção musical. Relembre nossa entrevista com ele.

Também de SP, e com formação no curso de produção do professor Salata, Gabriel Moraes já assinou por selos como Dear Deer, KDB e Fresco Records, além de ter conquistado suporte de nomes do calibre de Solomun, Eric Prydz e ANNA.


Já o mineiro Eudi traz originalidade com intervenções de piano e synths, além de utilizar seus próprios vocais nas produções. Já faz um tempinho, mas também já entrevistamos o cara em sua própria casa, pela Phouse TV.

Franky Rizardo

Se você acompanha a Phouse regularmente, já deve ter lido sobre o  holandês Franky Rizardo. O cara coleciona sucessos na cena internacional e faz parte do circuito de festivais de verão europeu. Suas músicas já pintaram em sets de ícones como Steve Angello, Eric Prydz, Fedde Le Grand e Sebastian Ingrosso.  

Os sets dele costumam ser bem dinâmicos e cheios de energia, misturando várias vertentes de house, principalmente tech e deep, com muito groove. Mais recentemente, lançou um incrível “Sunset Mix” para “Struggle”, do DJ e produtor alemão Tinush.

Santti

E pra finalizar, não podemos esquecer do Santti. O talentoso produtor brasileiro — que também aparece volta e meia com novidades aqui na Phouse — toca nesta edição da XXX no Love Stage.

Além de produzir o hit “Sober”, com o Cat Dealers, Santti vem demonstrado grande potencial desde 2017. Outros lançamentos importantes do cara foram “Sunshine”, com Cat Dealers e LOthief, e “Céu Azul”, com o Vintage Culture. Em junho, comemorando a quinta posição alcançada no ranking de produtores brasileiros mais ouvidos do Spotify, chegou a sortear a guitarra usada nos hits com os Dealers.

LEIA TAMBÉM:

“O festival vai ficar muito mais interativo”; Erick Dias fala sobre a #XXX22

10 motivos para não perder a #XXX22

Confira o lineup completo da #XXX22

Revolução? XXXPERIENCE anuncia tema e primeiros detalhes da #XXX22

XXXPERIENCE: capital federal teve aperitivo para setembro

Continue Lendo

Análise

10 motivos para não perder a #XXX22

Festival rola em 22 de setembro, em Itu

Phouse Staff

Publicado há

#XXX22
Foto: Divulgação

Confirmada desde o finzinho de 2017, a edição principal de número 22 da XXXPERIENCE já está chegando à Arena Maeda, em Itu — e ela está fervendo com novidades, dando pinta de que será uma das mais impactantes até hoje.

Se há dez dias trouxemos em primeira mão o lineup completo, agora te mostramos dez motivos pra não perder o rolê:

1. A nova cenografia

Não espere lógica ou sentido nas criações. A cenografia inédita, assinada pela ArteFicial Design, é uma das grandes promessas para este ano. O tema “Nonsense Journey” chega em sua versão “2.2”, e a liberdade que ele permite é o que mais estimula a equipe de criativos — desde a ilustração inicial da campanha até o projeto arquitetônico de cada stage.

2. O novo formato

Com disposição circular dos palcos, sem privilegiar a “parada automática” em um “Mainstage”. Neste ano, os palcos terão porte semelhante: não há um principal.

3. O quinto palco

Nos últimos dez anos, o festival tem trabalhado com três ou quatro palcos. Agora, a produção convidou Soldera para trazer o espírito da #PistinhaMeuAmor, que marcou época no lendário e extinto Anzuclub. O lineup promete, e o ambiente mais ainda, visto que o quinto espaço ficará numa área super arborizada, cercada de verde.

4. Mais de 20 artistas inéditos na XXX

Se tem algo que não dá pra afirmar neste ano é que o lineup tá cheio de figurinhas repetidas. Em cada stage rolou uma atenção especial da curadoria no sentido de inovar: no techno, temos Len Faki pela primeira vez e o retorno de Guy Gerber depois de dez anos, além das estreias de Tessuto, Stroka e Feemarx. No Peace, os debuts ficam por conta de Flegma, Rising Dust, UnderCover, Dang3r vs BlazyStar Track, Digital-X e Zanon. No Joy, temos Patrice Bäumel e Franky Rizardo, dois nomes de altíssima relevância no cenário internacional na atualidade. Na Pistinha, destaque para os três gringos: Flashmob, Eli Brown e DJ Fronter. No Love, as estreias ficam por conta de Malaa, Bruno MartiniSantti, Nato Medrado e Skullwell.

5. 22 anos de amor e resistência

A mãe dos festivais brasileiros tem o desafio de continuar sexy perante os olhos do público teen, sem deixar de lado a galera que a acompanha desde o início. Manter-se ativo e relevante por mais de 20 anos no cenário brasileiro não é pra qualquer um.

6. Superdose de titãs do techno

Se liga na sequência da noite no #UnionStage powered by TNT Energy Drink: Len Faki, Dubfire, ANNA, Guy Gerber, Ben Klock e Renato Ratier — cada um com duas horas de set. O Union vem com tudo para ser um dos pontos altos desta edição.

7. A arte em evidência

Espere por esculturas e instalações iradas espalhadas pela Arena Maeda.

8. Nova praça de alimentação

O espaço vai ocupar a área que normalmente era destinada ao Love Stage, agora com mais espaço e novas opções gastronômicas.

9. Nova área de descanso

A produção da XXX preparou para esta edição um redário, que estará localizado entre os palcos Peace e Joy. Sim, redes!

10. Xô, chuvarada!

A ideia de a XXX ter mudado a data para setembro foi exatamente para fugir das tempestades que tradicionalmente afetavam o festival em novembro. A probabilidade de tempo seco e ensolarado agora é consideravelmente maior!

LEIA TAMBÉM:

Confira o lineup completo da #XXX22

Revolução? XXXPERIENCE anuncia tema e primeiros detalhes da #XXX22

XXXPERIENCE: capital federal teve aperitivo para setembro

Linha do tempo: Veja o legado que o Anzuclub deixou à cena trance nacional

No 21º ano, XXX cumpre o seu papel: trazer muita música boa em estilos variados

Continue Lendo

Notícia

Depois de um ano, Union retorna ao Green Valley pregando união

Phouse Staff

Publicado há

Union Green Valley
Foto: Diego Jarschel/Reprodução
Label representa a união de seis clubes de Santa Catarina

Em agosto de 2017, seis clubes de Santa Catarina somaram forças pra desenvolver um novo e ambicioso projeto pregando união, amizade e respeito em uma cena que muitas vezes é repleta de rivalidade e conflitos de ego. Assim, o Green Valley recebeu naquele mês a primeira festa da label Union – United by Music, formada em conjunto com El Fortin, Matahari, Field Club, Belvedere e The Garden.

Após um ano, depois de edições da Union no Matahari e El Fortin, o projeto retorna ao GV no próximo dia 18 para mais uma super noite com mais de 20 atrações — incluindo nomes como ILLUSIONIZE, Liu, Dashdot, Betoko e Infected Mushroom — divididas nos três palcos da casa: Main Stage, Underline_ e Lagoon.

Confira o lineup completo:

Main Stage:
Rafael Ferreira
Stereo Wave
Chemical Disco
Slow Motion
Dashdot
Maz
ILLUSIONIZE
Liu
Sevenn
Gustavo Koch

Underline_:
Colussi
Liquefied
Bernardo Ziembik
Betoko
San Schwartz

Lagoon:
Alex Glenn
K-DU
Dang3r
8THSIN
Infected Mushroom
Vermont
Tiago Rosa

Os ingressos estão disponíveis via Ingresso Nacional.

LEIA TAMBÉM:

Como foi a celebração do 3º prêmio de melhor club do mundo no Green Valley

EXCLUSIVO: ILLUSIONIZE lançará álbum para celebrar 10 anos de carreira

Green Valley é eleito o melhor club do mundo em lista da DJ Mag

Continue Lendo

Publicidade

Brazillian Bass 300×250
Sundance (300×250)

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Translate »
EOL Festival pop up