Conheça a Coral, nova agência de bookings do cenário eletrônico independente

Fundada em maio, a agência já vinha sendo gestada organicamente no Brasil
* Edição e revisão: Flávio Lerner

Cores vibrantes, comunicação irreverente, posicionamento criativo e, acima de tudo, um trabalho sério desenvolvido para que artistas brasileiros compartilhem e disseminem sua arte em diferentes lugares do mundo. Essa é a Coral, uma agência de bookings que surgiu através da mente criativa de entusiastas da música eletrônica nacional.

Não apenas seguindo o movimento crescente do cenário eletrônico brasileiro — principalmente o independente —, a Coral ganhou vida oficialmente em maio para fazer parte mais ativamente dessa evolução que acontece de forma bastante acelerada.

Mas se a plataforma foi formalizada nos últimos meses, a sua construção já vem de tempos atrás. À frente da comunicação da Coral, Caio Taborda (também conhecido como Caio T), um dos integrantes do núcleo Gop Tun, explicou à Phouse que informalmente, a agência começava a tomar forma já em 2017: “Naquele ano, a Gop Tun estruturou internamente uma área de logística e bookings para cuidar não só das nossas datas (Gop Tun DJs), mas também das turnês internacionais dos artistas que passavam pelos nossos eventos”.

Coral
Os Gop Tun DJs, Caio T e Gui Scott. Foto: Divulgação

Nos últimos anos, o núcleo foi responsável por organizar de forma independente inúmeras turnês para artistas como Helena Hauff, John Talabot, Gerd Janson, Anthony Parasole, Palms Trax, Young Marco, Efdemin, Antal, entre muitos outros que se apresentaram nos eventos da Gop ou no Dekmantel São Paulo.

Com o passar do tempo, o número de artistas foi aumentando e novas conexões foram feitas a partir do Dekmantel, principalmente com outras festas, clubs e agências do mercado. Nesse período, Caio lembra que percebeu um amadurecimento da cena independente e uma procura e aceitação muito grande do mercado pelos artistas que eram trazidos ao Brasil. Foi então que novos parceiros começaram a aparecer, como Warung, Caos, TribalTech e outras festas independentes.

“Fizemos a Helena Hauff em Belo Horizonte com o pessoal da 101Ø, Palms Trax com o pessoal da Alter Disco em Curitiba e Antal com a Selvagem e o Parasole com a Køde, ambas no Rio. Então nos pareceu um caminho mais sensato profissionalizar isso através de uma agência que pudesse apresentar ao mercado nossos valores e approach”, continuou.

LEIA TAMBÉM:

No ano passado, a ideia amadureceu quando Yuri Zero, que na época agenciava alguns dos artistas locais da cena, aceitou o convite de somar forças com a equipe da Gop e realmente dar vida à ideia. Com a união dos entusiastas, a Coral nasceu apresentando um roster de artistas nacionais que de certa forma mostrava para o mundo parte da cena artística alternativa e independente brasileira. 

Hoje, fazem parte do time de artistas Bárbara Boeing, Carrot Green, Forró Red Light, Gop Tun DJs, Gui Scott, Mari Boaventura, Millos Kaiser (ex-Selvagem), Nascii, Ney Faustini, Tessuto, Trepanado (Selvagem) e TYV.

Já a equipe é formada pelos quatro sócios: Yuri Zero (booker e procedimentos internos), Carolina Rezende (logística e corporativo), Caio Taborda (comunicação) e Fernando Nascii (bookings e turnês internacionais), além de Julia Faria (bookings nacionais).

* Marllon Gauche é colaborador da Phouse.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.
ADVERTISEMENT