Connect with us
XXX Leaderborder
Federal Leaderborder

Cultura do DJ de buzu desafia a legislação

Phouse Staff

Publicado em

05/04/2013 - 7:46

Duas leis, uma municipal e outra estadual, proíbem a utilização de aparelhos sonoros no modo alto-falante em ônibus coletivos da capital e nos  intermunicipais.  Apesar disso, A TARDE flagrou, em três trajetos diferentes, duas ocorrências de passageiros desrespeitando a legislação. A cena não é incomum.

Cobradores e motoristas das linhas onde as irregularidades foram constatadas ( Lapa – Sete de Abril;  Lapa – Vale dos Lagos; Paripe – Lapa) contam que em pelo menos quatro dos cinco trajetos diários que realizam é possível notar a presença dos chamados “DJs de buzu”.

A Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador), órgão responsável por multar as empresas da capital que permitam os descumprimentos da lei nos veículos, contabilizou desde a sanção da lei municipal, em maio de 2012,  apenas 12 ocorrências de multas.

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), que fiscaliza o transporte intermunicipal (além de ônibus, lanchas, ferryboats, catamarãs, barcas e similares), até o momento não fez registro de algum caso.

Segundo as assessorias de comunicação da Agerba e Transalvador, o número insignificante de registros se dá por conta da omissão em fazer as denúncias de motoristas e cobradores, responsáveis diretos por manter a ordem dentro dos coletivos.

De acordo com a legislação tanto estadual quanto municipal, caso o passageiro se recuse a desligar o aparelho de som após a advertência do cobrador ou o motorista, pode ser solicitada intervenção policial.

Caso o problema não seja resolvido por nenhum dos responsáveis, o passageiro incomodado com o barulho deve registrar queixa contra a empresa de ônibus, com algum fiscal da Transalvador ou da Agerba que estejam nas estações de ônibus.

Embora a lei atribua a função de repreender o infrator ao cobrador e motorista, os profissionais temem pela segurança no momento da advertência.

Incômodo – “Em todas às vezes que pedi para o passageiro reduzir o volume ou desligar o som, fui tratado com grosseria. Vivemos em uma cidade violenta, prefiro não interferir nesses casos para não causar uma briga dentro do ônibus”, disse o cobrador Gilson Reis dos Santos, que trabalha na linha Lapa – Sete de Abril.

Todos os dias, a estudante Vanessa Guerreiro, 27, moradora do bairro de Nazaré, utiliza o tempo que dura o percusso entre a Estação da Lapa e a Avenida Paralela para estudar. No entanto, frequentemente ela tem sua leitura interrompida pelo barulho  de aparelhos de som no interior dos ônibus.

Barulho – O barulho que tanto incomoda Vanessa vem do celular de passageiros como o auxiliar de serviços gerais João Paulo Santos, 21, que utiliza o alto falante do aparelho para escutar um pagode romântico no volume mais alto.
Questionado sobre o motivo pelo qual não utiliza um fone de ouvido, o jovem é taxativo: “Não incomodo, estou colaborando para a diversão dos outros passageiros. A música é ótima”.

Com um aparelho de som portátil em mãos, Geraldo Moreira, 44, faz as vezes de DJ do ônibus que sai da Estação Pirajá, por volta das 18h de quarta-feira. No repertório, músicas de uma rádio evangélica.

“Acho uma falta de respeito esse tipo de comportamento, pois estamos em um ambiente público. Não atrapalha só a mim, mas as outras pessoas também”, diz Vanessa.

Educação – De acordo com o deputado estadual Carlos Geilson (PTN), autor do projeto de lei que obriga os passageiros de ônibus coletivos intermunicipais a usar fones de ouvido em aparelhos sonoros, o objetivo principal do decreto é criar no cidadão o hábito de respeitar a individualidade em ambientes públicos.

“É uma lei de caráter mais educativo do que punitivo. As pessoas precisam utilizar o bom senso no dia a dia e se sensibilizar de que é preciso respeitar o próximo. A lei veio para esclarecer que a utilização de som alto em um ambiente público, como o ônibus, é um abuso”, disse.

Para o deputado, com a aprovação da lei, motoristas e cobradores terão respaldo para solicitar ao passageiro que não utilize os aparelhos durante a viagem. “Agora, eles podem argumentar que é não se trata de um simples pedido, mas se de uma lei, que deve ser cumprida com rigor”, afirmou.

Fonte: A Tarde

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Notícia

Na elegância, Bhaskar remixa música de Silva e Anitta

O remix conserva a beleza de “Fica Tudo Bem” enquanto a torna dançante

Phouse Staff

Publicado há

Fica Tudo Bem
Foto: Reprodução/Facebook

“Fica Tudo Bem”, dueto de Silva com Anitta lançado em junho pela Sony, ganhou hoje um remix do Bhaskar, via Austro Music.

Na elegância, o DJ e produtor brasileiro conservou a vibe de bossa nova da canção original, aproveitando para colocar uma batida 4×4 bem marcada. Assim, o remix de “Fica Tudo Bem” é belo, calmo e dançante ao mesmo tempo.

Esta não é a primeira vez que o Bhaskar remixa uma música do Silva — basta lembrar do remix de “Infinito Particular”, que alçou o produtor a outro patamar em sua carreira.

LEIA TAMBÉM:

Conquistando a Ásia: DJs brasileiros falam sobre o novo polo da música eletrônica

Escute o remix de Nato Medrado para “Memories of You”, do Bhaskar

Bhaskar e MOJJO remixam faixa de Lost Frequencies com James Blunt

Música eletrônica + rap brasileiro: ouça a collab entre Bhaskar e 3030

Assista aos primeiros episódios de “Extended”, nova série do Bhaskar

Continue Lendo

Notícia

Comunidade eletrônica presta homenagens a Aretha Franklin

David Guetta, Bruno Martini, DJ Marky, Meme e vários outros se manifestaram nas redes

Phouse Staff

Publicado há

Aretha Franklin
Foto: Reprodução

Lenda do soul e uma das vozes mais icônicas de todos os tempos, Aretha Franklin faleceu ontem, 16 de agosto, aos 76 anos. A cantora e compositora americana sofria de um câncer no pâncreas e morreu em casa, em Detroit. Vários artistas em todo o mundo prestaram homenagens nas mídias sociais para expressar suas condolências, e a Billboard garimpou alguns nomes da cena eletrônica que também lamentaram sua morte.

David Guetta dedicou algumas palavras de tributo a Aretha no Instagram. “Aretha Franklin foi provavelmente a minha artista feminina favorita, e ela se foi. Ela escreveu seu nome com letras douradas e sua música vai ficar conosco para sempre. Obrigado por me inspirar desde os meus anos de infância e por toda a minha vida #RIPArethaFranklin”, escreveu.

“Nunca haverá outra #QueenofSoul conhecida não apenas por sua voz inacreditável. #Aretha foi uma ativista sem igual, usando sua fama para chamar a atenção para muitas causas na comunidade negra e além dela”, lembrou Tommie Sunshine.

Várias labels também publicaram mensagens no Twitter. “Descanse em paz, rainha do soul Aretha Franklin. Uma das maiores vocalistas de todos os tempos… Sua música vai viver para sempre”, postou a Defected Records.

A Phouse ainda foi um pouco além e deu uma olhada em comentários de DJs brasileiros. O DJ Meme, grande fã de soul, deixou a seguinte mensagem: “Desde sua primeira aparição, Aretha Franklin definiu o padrão no qual cada cantora de soul feminino seria medida, e isso permanecerá para sempre! Salve a RAINHA DO SOUL. Seu legado viverá em nossos corações. ♥”

Since her firts appearence, Aretha Franklin set the bar upon which every female soul singer would be measured, and that will remains forever ! Hail the QUEEN OF SOUL. Your legacy will live in our hearts.♥️

Posted by Marcello Meme Mansur on Thursday, August 16, 2018

“Descanse em paz Queen 👑 Aretha Franklin. Todos nós vamos sentir sua falta aqui”, complementou Bruno Martini. Já o curitibano Gromma publicou uma faixa do Foorplan (projeto de Robert Hood), que sampleia Aretha Franklin, e brincou: “A melhor homenagem foi do Robert Hood anos atrás. Nem ousem fazer bootlegs bagaceiros!”. Enquanto isso, o DJ paulistano Leonardo Ruas fez uma playlist no Spotify só com músicas da cantora (confira abaixo).

Rest In Peace Queen 👑 Aretha Franklin. We all gonna miss you here.

A post shared by Bruno Martini (@brunomartinimusic) on

A melhor homenagem foi do Robert Hood anos atrás. Nem ousem fazer bootlegs bagaceiros! rssssssAretha Franklin + Robert Hood = ❤️ R.I.P

Posted by João Paulo Gromma on Thursday, August 16, 2018

Veja mais manifestações:

❤️ #arethafranklin

A post shared by DJ Marky (@djmarkym) on

Playlist do DJ Leonardo Ruas

Continue Lendo

Notícia

“We Go Together” é o novo single do ILLUSIONIZE

Faixa foi lançada nesta sexta-feira, via Armada Music

Phouse Staff

Publicado há

ILLUSIONIZE
Foto: Reprodução

Depois de pintar recentemente com “Down”, um dos DJs mais queridos da cena nacional, ILLUSIONIZE, lançou hoje seu novo single, “We Go Together”. Com a voz de Alex Joseph, a faixa é mais leve e melódica do que de o produtor costuma fazer, mas o característico baixo gordo e pegado está ali, como não poderia deixar de ser.

Diferentemente de “Down”, entretanto, “We Go Together” foi lançada pela Armada Music (com quem o artista fechou em outubro), e não fará parte do novo álbum do ILLUSIONIZE, que deve chegar pela Elevation em fevereiro, para celebrar seus dez anos como DJ.

+ CLIQUE AQUI para ler o que o ILLUSIONIZE nos contou sobre seu novo álbum

Continue Lendo

Publicidade

Federal Music 300×250
TM Festival (300×250)
XXXperience 300×250

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Translate »
TM Festival Pop UP