[vc_row][vc_column width="2/3"][vc_empty_space height="20px"]

Manager do Swedish House Mafia lança curso de negócios solidário

[vc_empty_space height="20px"][vc_empty_space height="20px"]
Amy Thomson
[vc_empty_space height="20px"]
Lucro será revertido a instituições beneficentes de saúde mental

Mais conhecida pelo trabalho à frente do Swedish House Mafia, Amy Thomson é uma das managers mais famosas e bem-sucedidas do mercado de música. Entre outros nomes que já contaram com seu trabalho, estão DJ SnakeKanye West e Gorillaz. E agora ela decidiu contar os seus segredos de sucesso em um curso profissionalizante voltado à industria da música. Chamado “Mind Your Own Business” (literalmente “cuide do seus próprio negócio”, mas expressão que é normalmente utilizada como “cuide da sua própria vida”), será direcionado aos jovens que buscam seguir a carreira no mercado musical, e terá seus lucros revertidos à caridade.

Ministrado em Londres a partir de 22 de outubro, o Mind Your Own Business trará uma série intensiva de cinco dias de aulas e debates conduzidos pela própria Thomson, abrangendo áreas como branding, marketing, captação de royalties e muito mais. A intenção é ajudar os profissionais a lidarem com particularidades do setor que os cursos tradicionais não oferecem.

+ Manager do Swedish House Mafia diz que set no Ultra não será repostado

Cada dia vai resultar em um workshop em que os alunos terão a chance de falar e mostrar a especialistas o que eles sabem. Segundo a Billboard, a adesão surpreendeu Amy, com o número de inscrições chegando a 300% do limite de 200 vagas. Thomson promete rever todas as aplicações e selecionar as mentes mais brilhantes, assim como realizar outras edições no futuro.

“Eu sempre quis fazer isso”, diz a manager. “Não o fiz antes porque entendia que as pessoas pensariam que eu seria arrogante em achar que eu posso ensinar como funciona esse negócio, mas eu estou trabalhando nele há 20 anos, e eu acho que é a hora.”

Thomson ainda prometeu doar todos os lucros para instituições voltadas ao tratamento da saúde mental — tema que ganhou muita força no meio da cena eletrônica após a morte de Avicii. As inscrições custam “apenas” 995 libras — quase cinco mil reais.

[vc_empty_space][/vc_column][vc_column width="1/3"][vc_widget_sidebar sidebar_id="sidebar-1"][/vc_column][/vc_row]