Connect with us
Federal Leaderborder
Cat House Leaderborder
Burn Residency – Leaderborder
XXX Leaderborder

Notícia

Homem autista fala sobre como foi salvo pela música eletrônica

Phouse Staff

Publicado em

14/11/2017 - 12:28
Danny Eaton
Conheça a história de superação de Danny Eaton, que encontrou no trance um caminho para seguir em frente

Danny Eaton é um jovem da cidade de New Brighton, Inglaterra, com uma trajetória de superação através da música eletrônica. Quem traz essa história é uma reportagem do jornal Liverpool Echo, publicada na última sexta-feira.

Danny cresceu com dificuldades em sua vida social e sofria bullying pelo seu jeito de agir. Após ser diagnosticado com autismo, ele ficou sete meses tendo aulas sozinho no que a escola chamada de “Sala Verde”, até que seus pais o inscrevessem em uma escola especializada.

Apesar de passar por obstáculos em seu aprendizado formal, ele descobriu a música eletrônica e começou a comprar revistas sobre DJs e produção musical, e a partir daí colocou todo seu foco na ideia de construir uma carreira para si. Nesse caminho, Eaton também enfrentou dificuldades por não saber tocar nenhum instrumento, mas o Liverpool Community College reconheceu sua determinação e o aceitou no curso de tecnologia da música.

Depois de graduado, o rapaz começou a produzir uma variedade de estilos em seu home studio, mas uma depressão severa quase o fez desistir de tudo. Ele disse ao jornal: “Eu estava a ponto de romper, ia desistir da música de uma vez por todas”.

Depois de um hiato de dois anos, ele retomou as atividades em março, e, focando no trance, mais uma vez seu esforço foi reconhecido — uma de suas faixas foi tocada pelo DJ Solarstone no programa A State of Trance,  de Armin van Buuren. O objetivo do rapaz agora é ser assinado por alguma grande gravadora, e ele está determinado a alcançar esta meta como nunca.

A faixa de Danny Eaton é tocada no programa a partir da marca de 01h02min

“Através da força de vontade e guiado pelo desejo de chegar lá, consegui superar os obstáculos que estavam no meu caminho. Eu não vou parar enquanto não lançar minha música e não estiver assinado com os maiores selos possíveis”, concluiu.

Confira mais detalhes na matéria do Liverpool Echo e siga o Danny Eaton no Soundcloud.

LEIA TAMBÉM:

Estudo revela que músicos são bastante propensos a ansiedade e depressão

Confira o show completo do Linkin Park em tributo a Chester Bennington

Above & Beyond anuncia documentário para 2018

“Troen” é o segundo som do Leo Lauretti em sua nova roupagem trance

Linha do tempo: Veja o legado que o Anzuclub deixou à cena trance nacional

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Notícia

Após conquistar outras cidades, festa dos Cat Dealers chega em BH

Phouse Staff

Publicado há

Foto: Reprodução
Cat House invadirá a capital mineira no começo de agosto

No dia 04 de agosto, um sábado, o Clube Serra da Moeda, em Belo Horizonte, vai receber a primeira edição da Cat House, a festa autoral dos Cat Dealers, que já conquistou cidades como Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. Na beira da Lagoa dos Ingleses, o clube tem toda uma ambientação em meio à natureza, conforme destaca Otacílio Mesquita, da OTM Produções.

“Esta é primeira edição da Cat House em BH, e o local escolhido é especial, pois está em meio a natureza e à beira da Lagoa dos Ingleses, no Clube Serra da Moeda! O Cat Dealers está em um momento muito importante e tem uma legião de fãs na capital, e a festa deles vem no momento certo”, comentou.

Pra saber mais sobre as origens da Cat House e sobre o que esperar para a edição mineira, Pedrão e Lugui bateram um papo com a Phouse TV, falando sobre a festa. Confira no player abaixo!

Além da dupla carioca, estão escalados Beowülf, o duo Elekfantz, Gustavo MotaJØRD. Via Sympla, os ingressos já estão no segundo lote, a partir de R$ 110,00.

Confira também o video promocional do evento com destaque para o Clube Serra da Moeda:

LEIA TAMBÉM:

Cat Dealers revelam novos planos e curiosidades sobre parceria com Cleo Pires

Só Track Boa anuncia festival no gramado do Mineirão

Confira as primeiras atrações confirmadas para a #XXX22

Continue Lendo

Premiere

PREMIÈRE: Gezender, Moebiius – Samadhi (BLANCAh Remix)

Phouse Staff

Publicado há

BLANCAh Hernan Cattaneo
Foto: Reprodução
Faixa será lançada em EP pela Neurom Records

Hoje tem lançamento de faixa exclusivo aqui pela Phouse. Trata-se do remix de BLANCAh para “Samadhi”, collab entre os produtores brasileiros Gezender e Moebius. A faixa faz parte do EP Tantra, que será lançado oficialmente no próximo dia 26, pelo selo berlinense Neurom Records. Além da original e da produção da BLANCAh, o disco traz remixes dos projetos paulistanos TessutoTeto Preto.

“A BLANCAh é nossa amiga há muitos anos. Ela é de Florianópolis, de onde eu vim, e onde o Moebiius mora, e nosso trabalho tem muitas coisas em comum”, explicou Gezender à imprensa. “Eu mostrei a música para ela, que adorou e topou fazer o remix.” Em contato com a Phouse, a artista complementou: 

“Geralmente quando eu aceito fazer remixes para outros artistas, tenho uma tendência de colocar muito da minha identidade, a ponto de quase parecer outra música. No caso desse remix específico, foi diferente. Foi o trabalho mais generoso que eu fiz porque fiz pensando no Tiago Franco [Gezender]. Pelo carinho que eu tenho por ele, pelo fato de eu já conhecê-lo há um tempão, por conhecer um pouquinho do gosto musical dele, da cena que ele criou em Floripa…”, declarou a BLANCAh. “Então eu tentei usar os sintetizadores um pouco mais rasgadinhos, alguns momentos lembrando de leve um electro, pensando bastante nas lembranças que eu tinha dele. Eu não criei muitas viagens etéreas nele, fui mais específica e direto ao ponto.”

E apesar de o EP só chegar daqui a sete dias, é nesta noite de quinta que vai rolar a festa de lançamento do EP. O rolê é no Tokyo, em São Paulo, a partir das 23h. O lineup traz os autores de Samadhi e dois dos remixers do EP: BLANCAh e Tessuto.

“Convidamos dois dos artistas que fizeram remixes para a ‘Samadhi’, com sets que passeiam entre house, electro e techno”, complementa Gezender. “As influências japonesas presentes no Tokyo, onde acontece a festa, passeiam também pelas nossas produções, e o local escolhido pra este lançamento vem muito a calhar. Vai ter pista fervendo até as 6h da manhã!”

Você pode conferir mais informações na página do evento.

LEIA TAMBÉM:

BLANCAh lança EP “funcional” e revela novo álbum a caminho

DJ Marky leva sua festa Influences para novo espaço cultural em SP

Continue Lendo

Notícia

Reconhecimento gringo: DJs brasileiras vão tocar em importante noite de techno no ADE

Phouse Staff

Publicado há

ANNA e Eli Iwasa
ANNA e Eli Iwasa. Montagem: Phouse
Evento é produzido pelo selo Ipso, de Kölsch, e pelo selo holandês straf_werk

O DJ Kölsch e a label holandesa straf_werk estão no comando de uma das baladas mais esperadas do circuito do ADE neste ano. Chamada “straf_werk x Kölsch presents Ipso”, a festa traz uma grande novidade para os brasileiros: a presença das nossas DJs ANNA e Eli Iwasa no lineup, o que evidencia o crescimento da representatividade brasileira na cena internacional.

O Amsterdam Dance Event é a semana mais importante da dance music mundial, e já recebeu muitos artistas do Brasil. Porém, nossos DJs costumam tocar em festas de labels nacionais, como Warung e D-EDGE. Esta é a primeira vez que artistas brasileiros são chamados para um evento da Ipso (label de Kölsch) e da straf_werk no ADE — ANNA, entretanto, já tocou em noites do selo holandês em outros países.

“Senti uma alegria tremenda, e também bateu o sentimento de responsabilidade, a vontade de entregar um baita set. O straf_werk é um dos selos do grupo que também organiza o DGTL — onde toquei em 2017, na edição de SP —, e sou muito grata a todas pessoas envolvidas em fazer isto acontecer”, comentou Eli, em contato com a Phouse, sem deixar de destacar a evolução da cena brazuca no mundo. “A produção musical e a cena no Brasil amadureceram muito, e isso reflete no mercado internacional. Sempre tivemos grandes talentos por aqui, e naturalmente, os artistas nacionais começaram a ganhar mais e mais espaço, tanto na Europa quanto nos EUA”, acrescentou.

Não é a primeira vez que elas tocam na gringa, entretanto. Residente de Barcelona já há alguns anos, ANNA tem a maior parte de seu campo de atuação centralizado na Europa. Já a Eli acaba de voltar de mais uma temporada no continente, onde tocou em clubs importantes do techno mundial, como Egg, em Londres, Watergate, em Berlim, e na Pacha de Barcelona, em uma turnê de showcases do Warung — clube em que ela se tornou residente recentemente.

Além das duas e de um super set de Kölsch, a noite ainda conta com um grande time de astros do techno: Tiga, Recondite num B2B com Marcus Worgull, Denis Horvat e Bas Dobbelaer. A “Straf_Werk x Kölsch presents Ipso” está marcada para 19 de outubro, no Centro de Convenções De Kromhouthal, em Amsterdã. Os ingressos já estão disponíveis a partir de €27,50.

LEIA TAMBÉM:

Warung anuncia BLANCAh e Eli Iwasa como residentes

Continue Lendo

Publicidade

Winter Music 300×250
Cat House 300×250
Federal Music 300×250
XXXperience 300×250

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Translate »
Cat House Pop Up