Dash Berlin
Frontman do Dash Berlin está impossibilitado de representar o projeto 

O DJ Jeffrey Sutorius, mais conhecido como o rosto do Dash Berlin, explicou nessa segunda-feira por que vinha dando um perdido nos seus compromissos ultimamente — e a notícia não é nada boa para os fãs. Sutorius rompeu com a Vanderkleij Agency e com Sebastiaan Molijn e Eelke Kalberg, os outros membros do grupo, que, segundo ele, registraram a marca “Dash Berlin”, deixando-o de fora. Isso significa que, neste momento, Jeffrey está legalmente impossibilitado de se apresentar como Dash Berlin, ou mesmo de usar as redes sociais do projeto.

Em comunicado, o DJ aponta que a relação entre ele e os colegas vinha se deteriorando já há alguns anos, até chegar num limite. Por participarem das produções musicais, Molijn e Kalberg são naturalmente considerados membros do Dash Berlin, mesmo sem participar das turnês. A dupla também era responsável pelo gerenciamento de carreira e booking do projeto. Sutorius agora afirma ter entrado com um processo judicial, por meio de seus advogados, para resolver a questão. Tecnicamente, portanto, o Dash Berlin hoje consiste nos dois produtores, sem a presença de seu membro mais famoso.

Recentemente, o cancelamento em cima da hora de duas apresentações do DJ (no A State of Trance 850, na Polônia, e no festival Spring Awakening, nos EUA) e o sumiço nas redes sociais levantaram especulações. A única informação levada ao público era de que Jeffrey estava com problemas de saúde —  o que agora foi justificado na carta como consequência do estresse em torno do imbróglio com os antigos parceiros.

Confira o comunicado de Sutorius enviado à imprensa, com tradução para o português pela Phouse:

Amsterdã, 18 de junho de 2018

Venho por meio desta informar que no final de maio cortei meus laços com a Vanderkleij Agency, com Sebastiaan Molijn e Eelke Kalberg (booker e management do Dash Berlin). A razão para terminar o relacionamento foi a má administração nos últimos anos e a negligência aos meus interesses. Recentemente, descobri que Molijn e Kalberg, juntamente com a Vanderkleij, registraram o ‘Dash Berlin’ em seu próprio nome. Eu não percebi que, assim, talvez não fosse possível que eu continuasse tocando usando esse nome. Pedi aos meus advogados que apresentassem esse assunto ao tribunal, para resolvermos o imbróglio. Tudo isso teve uma influência negativa na minha saúde, e então fui aconselhado a pegar leve. Eu preferiria anunciar isso através dos meus próprios canais de mídia social. No entanto, depois de terminar o relacionamento, meu acesso às contas foi bloqueado. Espero que tudo isso possa ser resolvido rapidamente e que eu possa continuar a me apresentar. Eu amo meus fãs e espero que eles compreendam a situação.

Jeffrey Sutorius (Dash Berlin)

Molijn, Kalberg e a Vanderkleij Agency não se manifestaram sobre o caso até este momento.

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Quarto round: Tomorrowland revela mais 15 nomes

De Alison Wonderland e Zeds Dead a Eric Prydz e Nina Kraviz

ANNA estreia na conceituada série Essential Mix; ouça!

Brasileira atinge um novo patamar com mix para a BBC Radio 1

GoFestivals oferece pacotes para o Ame Laroc Festival

Festival rola durante o Carnaval, entre as duas casas irmãs de Valinhos

Confira o lineup completo do DGTL São Paulo

21 atrações estão confirmadas para o dia 04 de maio

1º EP de brasileiro traz um dos vocais mais conceituados do underground global

Lançado pela Primata Records, “Avalo”, do paulista Yola, traz a voz da sul-africana Toshi

Grupo Alphabeat lança empresa de booking artístico

Saiba mais sobre a Alpha Talent Agency, spin-off da Alphabeat Records

O Epic mais “epic” de todos? Eric Prydz anuncia novo live para o Tomorrowland

Produtor afirma ter desenvolvido sua própria tecnologia para o projeto

Justice, Silk City e Mura Masa levam Grammy para casa

Artistas foram os nomes premiados pelo lado da dance music nessa edição

Remetendo à house clássica, Ornella Maggi lança primeira música

Som foi lançado pela Alphabeat Records

Alok confirma reedição de trio sem cordas em Salvador

A “Pipoca do Alok” vai agitar o sábado de Carnaval na capital baiana