Opinião

De Moby e Jaar a Flying Lotus: ouça remixes para a trilha de Twin Peaks

Moby, Empire of the Sun, Nicolas Jaar, Flying Lotus, The KLF… Todos se inspiraram em e homenageiam a trilha sonora de um dos seriados mais cultuados de todos os tempos.

Twin Peaks, um dos seriados mais cultuados de todos os tempos, está de volta depois de 25 anos. A série de David Lynch, exibida entre 1991 e 1992, vem criando muita expectativa no universo da cultura pop desde 2014, quando uma terceira temporada foi anunciada duas décadas e meia depois do cancelamento pela televisão norte-americana.

Além da aura surrealista característica de Lynch, um dos elementos mais marcantes do seriado é a trilha sonora de Angelo Badalamenti — compositor presente em diversos outros trabalhos do cineasta. Com isso, as homenagens musicais também têm se feito presentes, com DJs e produtores mostrando toda a sua reverência pelo trabalho de Lynch e Badalamenti.

Na segunda-feira, o consagrado beatmaker Flying Lotus soltou um edit do tema principal de Twin Peaks — uma música que virou um marco, e, suspeito, ajudou a influenciar a geração de artistas da chillwave e do synth pop [“Country”, uma das melhores músicas do Empire of the Sun, parece ter se inspirado demais]. Lotus tinha tocado o edit na semana anterior, num festival em Seattle, que é justamente o Estado onde fica a fictícia cidade de Twin Peaks.

O tema principal da série também já havia sido sampleado por ninguém menos que The KLF, um dos expoentes do movimento acid house. “Build a Fire”, de 1991, faz uso da linha de baixo característica da música de Angelo Badalamenti. Fire Walk With Me?

Ainda melhor que o edit de Flying Lotus é o belíssimo remix que o produtor alemão Theatre of Delays fez de “Laura Palmer’s Theme”, outra das principais músicas que marcaram a série. Com uma pegada trip-hop, o remix foi publicado nessa quarta-feira.

“Laura Palmer’s Theme”, aliás, já havia sido homenageado por ninguém menos que Moby. Um dos seus maiores hits, “Go”, de 1991, leva o sample do tema — tema este que também, indiretamente, integra um “Essential Mix” de Nicolas Jaar. Um áudio com Angelo Badalamenti explicando ao piano como compôs a música abre o podcast de Jaar de 2013 para a BBC. E no WhoSampled, inclusive, consta que nossos amigos do Fatnotronic também teriam sampleado o tema de Laura Palmer — o duo nega, afirmando se tratar de uma coincidência. De fato, a intro de “Gueto de Gent” é muito parecida com a composição de Badalamenti. Inconsciente coletivo? Confira as três músicas em sequência:

Amigo de Lynch, Moby chegou a escrever em sua autobiografia que é muito fã da série, e que depois de assistir a um episódio, decidiu remixar “Go”: o “Woodtick Mix” é, portanto, mais uma referência a Twin Peaks. Mais recentemente, o produtor ainda deu uma declaração misteriosa, alegando que teve que assinar um termo de confidencialidade sobre a nova temporada.

Pra fechar, deixo vocês com esse cover do duo gaúcho The Rise and Fall of Ice-Pick Lobotomy [uma das atrações do Festival Kino Beat de 2015], também lançado na quarta-feira, do “Twin Peaks’s Theme”. “Nós adoramos Twin Peaks (com um lugar especial no coração para Angelo Badalamenti), então resolvemos prestar essa homenagem pouco antes do retorno!”, escreveu a banda.

A estreia da nova temporada de Twin Peaks rola neste domingo, 21, no Showtime.

LEIA TAMBÉM:

O Moby lançou um minidocumentário pra promover o seu livro autobiográfico

Volte no tempo e reviva raves históricas

“Que porra é essa de new beach?”; O Fatnotronic segue mostrando consistência em seu novo EP

Deixe um comentário