Olá pessoal!  Eu sou a Di Falconi, é  com muito prazer que venho escrever na nossa coluna de moda, e trazer algumas idéias de composição para inspirar sem pecar. Para começar eu trouxe com um look alternativo e delicado ao mesmo tempo. Expondo feminilidade com um toque de estilo. Esse é um look super fácil de compor, um oxford, saia plissada, blusinha de mangas 3/4, chapéu vermelho  e um cinto para dar continuidade e equilibrar o look. Óculos ao estilo gatinho para trazer um ar retrô. Procure peças semelhantes em seu closet e arrisque a produção. Quanto mais brincamos com as peças mais entendemos e melhor exploramos nossos looks diários, que acabam muitas vezes entrando na monotonia. Aproveite! Aposte sempre em chapéis, eles dão outro ar a sua composição. São detalhes que juntos fazem a diferença, uma maquiagem no tom do seu look e um acessório equilibrando a idéia dão o destaque que espera!

tumblr_inline_mnt2f3p78D1qz4rgp

 

Falando em acessórios e em óculos ao estilo gatinho, não pense que a moda acabou, diante os desfiles internacionais de 2014, Tom Ford preserva o formato gatinho, só que agora com um ar mais moderno.

tumblr_inline_mnt4pt7nGY1qz4rgp

Gostaram? Beijos! E até a próxima!

por Di Falconi

Quem é Di Falconi?

Desde muito nova Di Falconi apresentava um gosto fora do comum pela música. Dedicada, a música se fazia presente na dança, no canto e por toda extensão da arte. A jovem expressou a música por sete anos na dança. Mais tarde se fixou no violão e no canto, com sua banda de reggae, onde compunha suas próprias letras. Mas a música instrumentada ainda necessitava um toque eletrônico.
Chegou na excelência da junção de suas paixões artisticas com a música eletrônica. Sem nunca ter passado por uma festa, balada ou qualquer outra do gênero, aos 14 anos se forma na AIMEC (Academia Internacional de Música Eletrônica). Sua ingenuidade a vislumbrou. Veio a mostrar seu profissionalismo com o passar dos anos. Aprimorou seus conhecimentos, e veio a ganhar respeito na cena com sua residência mensao no Yankee em 2011. Em 2012 se torna residente do Soviet. Ambas casas de renome em Curitiba, sua cidade natal.
Desabrochou, e nessa transição de menina-mulher e muita música, ela conquista seu público por onde passa. Extrovertimento é o que dita suas apresentações acompanhado de um set energizante e completamente dançante. Seu carisma e humildade sensibiliza a quem conhece.
Com a essência da música vibrando em si, a gata ainda conclui seu curso de produção musical em 2010. Seu trabalho é continuo, e no que diz respeito a musicalidade podemos esperar novos projetos que contam também com seu tour internacional.

Confira também uma entrevista que realizamos com a Di Falconi antes de ser nossa colunista.

 

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

365 em 1: DJ brasileiro vem lançando um set por dia em 2019

Conheça o curitibano Alexbolis, que considera pleitear recorde mundial no Guinness

5 motivos para aprender música

Cinco grandes benefícios que aprender um instrumento pode te trazer

Consistência e reconhecimento: Rods Novaes fala sobre a trajetória da Not For Us

Com mais de 220 lançamentos, gravadora brasileira está no mercado há oito anos

DGTL São Paulo contrastou lineup impecável com serviço amador

Festival teria tudo para ser um dos rolês do ano se não fosse tão mal organizado

Coração no passado, cabeça no futuro; Elekfantz confirma novo álbum

Dupla fala sobre o último single e entrega detalhes do segundo disco de estúdio

“Rave protesto” de 2018 vira filme longa-metragem

“Raving Riot” será lançado no Beat Festival em junho; dez dias depois, ODD recebe showcase do Bassiani