Connect with us
XXX Leaderborder
Banner Sundance Leaderborder
Federal Leaderborder

Notícia

Diplo lançará em breve novo projeto com Sia e Labrinth, diz jornal

Phouse Staff

Publicado em

16/04/2018 - 15:45
DJs doação Las Vegas
Primeira música do LSD pode ser lançada ainda em abril

O jornal britânico The Sun trouxe ontem (15) a informação de que Diplo está trabalhando em um novo supergrupo com os cantores/compositores Sia e Labrinth. Segundo a reportagem, eles devem lançar sua primeira música ainda neste mês de abril, sob o nome de LSD.

“O Labrinth está passando muito tempo nos Estados Unidos. Através de seus contatos no meio musical, ele conheceu a Sia, que mora em Nova Iorque, e o Diplo, que mora em Los Angeles. Eles já vêm trabalhando em músicas há um bom tempo”, teria dito uma fonte próxima ao cantor britânico para o Sun. “Formar um projeto paralelo não é algo estranho a eles. São amigos curtindo e fazendo o que eles fazem de melhor. Além disso, os três combinados possuem 16 milhões de seguidores nas redes sociais, o que faz deles um sonho para qualquer selo musical.”

+ Diplo lança clipe com rapper Lil Xan

+ David Guetta lança novo clipe com os vocais de Sia

Em março, o Diplo já havia marcado os dois colegas em uma publicação no Instagram que leva a foto de uma fita cassete com “LSD” escrito na capa. Entretanto, não se sabia se se tratava de um novo projeto paralelo entre os três ou de apenas uma colaboração pontual em uma música. O Sun parece ter matado a charada — até porque, as letras “L”, “S” e “D” correspondem às iniciais dos três artistas.

Que tipo de sonoridade será que o LSD vai nos apresentar? Só o tempo dirá. Mas conhecendo a qualidade dos três nomes — e sobretudo o talento de Diplo na produção de pérolas da dance music —, deve vir coisa boa por aí.

💣 @siamusic @labrinth

A post shared by diplo (@diplo) on

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Notícia

Escute 10 top lançamentos da última sexta

Novas de Garrix, YVES V, Sultan + Shepard remixando Fatboy Slim e vários brasileiros

Phouse Staff

Publicado há

Lançamentos
Foto: Screenshot

Além das já mencionadas inéditas de Hardwell, Bhaskar, FTampa, Make U Sweat com Royal Inc., Sofi Tukker com Pabllo Vittar, Mariah Carrey (que sampleou o Porter Robinson) e do remix do SELVA pro clássico “Rap da Felicidade”, a última sexta ainda teve vários outros lançamentos topzeira. Confira os dez selecionados da vez:

Martin Garrix se uniu a Justin Mylo para o lançamento do single “Burn Out”, que chega pela sua STMPD RCRDS. Com os vocais de Dewain Whitmore, a música vem numa pegada bem pop e com um clipe super divertido gravado em um lavanderia — com direito a jabazão do Axe.

“Music Rescues Me” é o novo hino trance de Paul van Dyk com Plumb. Escrita em colaboração com Johnny McDaid, do Snow Patrol, ela tem grande significado para Paul. “Music Rescues Me” também intitula o novo álbum dele, previsto para 12 de outubro pela VANDIT Records.

“Gangster Trippin”, clássico do Fatboy Slim de 1998, ganhou um remix à altura do duo canadense Sultan + Shepard. Saindo pela Armada Music, a música preservou parte da vibe original, mas a tornou mais contemporânea, com potencial de fazer o som voltar a bombar como o hit de 20 anos atrás.

Acompanhando os lançamentos da Armada, o Lost Frequencies liberou “Like I Love You”. Bem pop e radiofônica, a canção foi tocada pelo DJ na última edição do Electric Zoo.

Em collab com a DJ mexicana Mariana BO, o YVES V pintou com a matadora “Durga”, que chegou pelo selo do KSHMR, Dharma Worlwide. O single é uma mistura incrível de big room com psytrance e o toque étnico da música indiana — além do toque especial de violino, um dos trunfos de Mariana.

Já o DJ holandês San Holo se juntou ao inglês Duskus para lançar “forever free”. Via bitbird, a track de mais de seis minutos é bastante distorcida, levemente experimental e bastante emocionante. A música é a segunda do debut de San Holo, album1, previsto para esta sexta, 21.

Enquanto isso, o Cat Dealers apareceu com “Keep On Lovin”’, seu novo trampo com o vocalista brasileiro Le Dib, que atualmente mora em Los Angeles. Lançado pela Sony Music Brasil, o som traz o duo mais melódico e melancólico que o usual, e tem tudo para se marcar como uma das melhores músicas dos Dealers até hoje.

Da união do Dubdogz com o duo mineiro Clubbers saiu “Bass (Hold On)”, mais um lançamento da Spinnin’ Records. Com um começo suave guiado por acordes de violão, a música não demora a engrenar e trazer aquilo que seu nome sugere. Depois, momentos melódicos de piano house seguem fazendo o contraponto com o peso do grave.

Por sua vez, “BUM” é a primeira collab entre os amigos de longa data Beowülf e Repow. Sensual e também com uma pegada folclórica, a track traz a voz de Emy Perez (que já trampou com o carioca em “Plomo” e “Gypsy”), em meio a uma batida contagiante e um riff de sax loopado.

Por fim, Nato Medrado, que tem experimentado com diferentes vertentes nos últimos tempos, investiu em mais uma nova faceta ao produzir “Conmigo”. Com uma melodia doce e letra em espanhol, Nato surpreende em uma bela canção com forte apelo pop, em que os sintetizadores e os beats do produtor aparecem desta vez como coadjuvantes.

+ CLIQUE AQUI para relembrar os lançamentos da semana anterior

Continue Lendo

Notícia

Daft Punk e The Weeknd são processados por plágio em “Starboy”

Cantora somali-americana exige cinco milhões de dólares em direitos autorais

Phouse Staff

Publicado há

Starboy
Foto: Reprodução

Mais uma treta por plágio na cena eletrônica. A cantora e compositora Yasminah resolveu processar ninguém menos que Daft Punk e The Weeknd por suposto plágio na produção do sucesso “Starboy”. Segundo o TMZ, a artista está exigindo cinco milhões de dólares em direitos autorais, alegando que eles utilizaram uma música sua sem autorização.

Para a musicista, “Starboy” usa a melodia, o gancho, o tempo e a estrutura de palmas de “Hooyo”, canção lançada por ela em 2009. A briga entre a somali-americana e os astros não é de hoje. Os atritos já vinham desde a época do lançamento do hit, em 2016, quando dois de seus produtores ameaçaram abrir processos judiciais. Agora, enfim, a artista e seus advogados resolveram ir à justiça.

Compare as duas músicas abaixo:

LEIA TAMBÉM:

Mestre da house music acusa Kanye West de plágio

Daft Punk e The Weeknd ultrapassam a barreira do bilhão no YouTube

Novo livro sobre o Daft Punk está à venda pela Amazon

Continue Lendo

Notícia

Chilli Beans e MOB somam forças em novo cruzeiro de música eletrônica

Projeto funde as propostas do Navio Chilli Beans e do MOB Festival

Flávio Lerner

Publicado há

Chilli MOB Cruise
Arte: Chilli MOB Cruise/Divulgação

Duas grandes marcas acostumadas a tocar cruzeiros temáticos estão com uma grande novidade. A Chilli Beans, que nos últimos anos realizou seis edições de seu chamado Navio Chilli Beans [antes Chilli Beans Fashion Cruise, que reunia a indústria da moda para uma espécie de conferência em alto mar, com direito a muita música], soma forças com a MOB, produtora dos irmãos Kiki e Juba Jacomino, que já realizou mais de 15 cruzeiros temáticos em dez anos — incluindo o MOB Festival, que percorria a costa brasileira com grandes DJs.

Assim como nas edições passadas do cruzeiro da Chilli Beans, o rolê será a bordo do Costa Favolosa, navio com capacidade para quatro mil pessoas, que sai de Santos e passa por Balneário Camboriú ou Búzios [ainda a ser definido], entre os dias 20 e 23 de março de 2019. Em contato com a Phouse, Juba explica que o contrato assinado prevê cinco edições, mas que a ideia é que continue por muito mais tempo.

+ Cruzeiro que une moda e música eletrônica retorna em 2018 com Vintage Culture

“Com a crise econômica e o dólar atingindo patamares altíssimos, tivemos que colocar o MOB Festival em pausa em 2014, até que neste ano nos unimos para um novo projeto que mesclaria a essência do MOB com a do navio Chilli Beans, trazendo sobre uma mesma plataforma o melhor destes dois cruzeiros”, diz. Assim, o Chilli MOB Cruise vai reunir a proposta de mesclar arte, moda e música com a forte pegada clubber do MOB Festival.

“A produção no navio será completamente diferente, vai ser muito maior. Outra novidade, que nenhum dos dois projetos tinham, é a presença de dois palcos funcionando ao mesmo tempo”, continua Juba, referindo-se ao MOB Stage e o Chilli Stage. O primeiro será focado em uma pegada eletrônica mais mainstream: Vintage Culture, Chemical Surf, Cat DealersGabriel Boni, KVSH, Bhaskar, Dubdogz, Dashdot, Bruno Be, JØRD, Doozie, Radiomatik, RDT, Barja, Rodrigo Vieira, Junior_C e os gringos Croatia Squad [Suíça] e Ashibah [Dinamarca] são os nomes já confirmados. Segundo o empresário, mais duas atrações internacionais e “duas ou três” nacionais ainda serão anunciadas.

+ Brasileiras no ADE: empresárias são confirmadas como speakers na conferência

Já o Chilli Stage vai ser mais eclético e alternativo. A programação, que ainda não tem muitas atrações fechadas, inclui nomes de música brasileira, pop e também uma festa eletrônica, juntando a galera dos coletivos underground de São Paulo. Os DJs L_cio e Tessuto — este, inclusive, é curador da festa — já estão confirmados.

Logo, ao menos dois grandes públicos são esperados: os frequentadores do Navio Chilli Beans terão a partir de 2019 uma versão tunada e mais musical do seu evento, enquanto os fãs de música eletrônica também vão se sentir em casa. Ainda assim, Juba revela que há negociações para resgatar o MOB Festival, possivelmente em dois ou três anos.

+ KSHMR no Laroc: diretor esclarece campanha para contratação do DJ

“Existe esse desejo de voltar com o festival, mas não tem previsão. Talvez volte de forma repaginada, até com outro nome, inclusive com parceria de um selo internacional bem grande. Assim, a gente vai tentar levar as coisas pra dois extremos diferentes: o Chilli MOB como uma parte mais comercial, e, quando o MOB Festival voltar, será numa linha não restritiva, mas menos mainstream”, conclui.

As programações das partes de moda e arte do Chilli MOB Festival ainda não foram reveladas. Os ingressos começam a ser vendidos a partir das 10h desta quarta-feira, 19, através do site oficial. E é bom ficar esperto: de acordo com o Juba, o primeiro lote [a partir de R$ 1.290,00 mais taxas] deve se esgotar rapidinho.

Flávio Lerner é editor da Phouse.

Continue Lendo

Publicidade

XXXperience 300×250
Federal Music 300×250
Sundance (300×250)

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Translate »
Sundance Pop Up