Connect with us
Banner Sundance Leaderborder
EOL Full Leader

Notícia

Depois de ofender mulheres da dance music, Dua Lipa não reconhece erro

Phouse Staff

Publicado em

25/07/2018 - 19:40
Dua Lipa
Foto: Reprodução
Diversos fãs de música eletrônica, sobretudo mulheres, criticaram afirmação equivocada da cantora

Depois de tocar no Organ of Harmony, novo palco do Tomorrowland, Dua Lipa conseguiu deixar a mulherada da cena eletrônica pistola ao afirmar em suas redes que foi a primeira artista do sexo feminino a se apresentar no festival. Naturalmente, por não chegar nem perto de ter sido a primeira, seu post pegou muito mal, recebendo muitas críticas — sobretudo de DJs mulheres que já tocaram no festival e se sentiram de alguma forma diminuídas pela declaração, como Alison Wonderland e REZZ.

Dua Lipa

“Primeira artista internacional mulher a tocar no Tomorrowland”. Post original foi apagado. Foto: Reprodução/EDM Tunes

Isso foi no final de semana, logo após o seu show. Vendo que pegou mal, a cantora apagou o Tweet, mas editou o post no Instagram, trocando a palavra “artista” por “cantora”. Depois de uns dias de silêncio, Dua voltou a se manifestar no Twitter — e em vez de pedir desculpas pelas “fake news”, ela apenas atacou os “haters” que a teriam atacado supostamente por ser mulher, não demonstrando arrependimento pela afirmação anterior. Confira os tweets:

Quando o ódio é fraco… só me resta rir

Toda mulher na indústria que eu vejo se destacar é erguida para depois ser derrubada. Se nos preocuparmos com “guerreiros dos teclados” que nos atacam porque a bola não está com eles, não estaríamos indo bem como nós estamos

Eu louvo a todas as mulheres que estão aí destruindo, porque as pessoas vão te odiar sem razão… Mas nós estamos bem!

Todas as mulheres, ponto final. Algumas pessoas são animais e precisam de um tempo pra refletir, porque tudo o que fizemos foi respirar e eles já estavam no nosso pescoço!! Tchauuuuu

LEIA TAMBÉM:

“One Kiss”, de Calvin Harris e Dua Lipa, ganha videoclipe

Com a colaboração de Dua Lipa, Calvin Harris volta às pistas de dança

Austro Music lança coletânea de house e techno produzidos por mulheres

Denúncias de abuso sexual no meio artístico unem mulheres do mundo todo

Tomorrowland 2018: assista a dezenas de sets do primeiro final de semana

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Notícia

Martin Garrix lidera o Top 100 da DJ Mag pelo 3º ano seguido

Avicii, Swedish House Mafia e subida de trio brasileiro também são destaque

Phouse Staff

Publicado há

Top 100 DJ Mag 2018
Foto: Reprodução

Assim como em 2017 e 2016, Martin Garrix foi o DJ mais votado no Top 100 da DJ Mag. A segunda posição ficou novamente com Dimitri Vegas & Like Mike, enquanto Hardwell e Armin van Buuren inverteram suas posições, em terceiro e quarto lugar, respectivamente.

Avicii foi bastante homenageado na votação, subindo da 28ª para a 15ª posição, enquanto o Swedish House Mafia reapareceu no ranking, em 63º.

Outro destaque foi a subida do trio brasileiro que bombou em 2017: Alok subiu do 19º ao 13º lugar, Vintage Culture foi do 31º ao 19º, e os Cat Dealers, que debutaram na lista no ano passado, no 74º lugar, subiram para o 48º.

Confira o Top 100:

1. Martin Garrix
2. Dimitri Vegas & Like Mike
3. Hardwell
4. Armin van Buuren
5. David Guetta
6. Tiësto
7. Don Diablo
8. Afrojack
9. Oliver Heldens
10. Marshmello
11. Steve Aoki
12. R3hab
13. Alok
14. W&W
15. Avicii
16. DVBBS
17. Lost Frequencies
18. KSHMR
19. Vintage Culture
20. Eric Prydz
21. Skrillex
22. Fedde Le Grand
23. Ummet Ozcan
24. DJ Snake
25. Quintino
26. VINAI
27. NERVO
28. Headhunterz
29. Angerfist
30. Bassjackers
31. The Chainsmokers
32. Kygo
33. Timmy Trumpet
34. Vini Vici
35. Wolfpack
36. Alan Walker
37. Blasterjaxx
38. Danny Avila
39. Kura
40. Calvin Harris
41. Axwell /\ Ingrosso
42. Diplo
43. Nicky Romero
44. Zedd
45. Alesso
46. Tujamo
47. Yellow Claw
48. Cat Dealers
49. ATB
50. Diego Miranda
51. Above & Beyond
52. Jeffrey Sutorius (ex-Dash Berlin)
53. Carl Cox
54. Martin Jensen
55. Paul van Dyk
56. Will Sparks
57. Claptone
58. Steve Angello
59. deadmau5
60. Robin Schulz
61. Richie Hawtin
62. Florian Picasso
63. Swedish House Mafia
64. Jay Hardway
65. Miss K8
66. Mike Williams
67. Andrew Rayel
68. Mariana Bo
69. Radical Redemption
70. Brennan Hart
71. Swanky Tunes
72. MATTN
73. Carta
74. Aly & Fila 
75. Ferry Corsten
76. Da Tweekaz
77. Breathe Carolina
78. Deniz Koyu (KO:YU)
79. Adam Beyer
80. Daddy’s Groove
81. Mosimann
82. Tchami
83. Nghtmre
84. DJ L
85. Wildstylez
86. Marco Carola
87. Cedric Gervais
88. MaRLo
89. Deorro
90. Andy C
91. Solomun
92. Lucas & Steve
93. Markus Schulz
94. Bobina
95. Paul Kalkbrenner
96. Alison Wonderland
97. Nina Kraviz
98. Rave Republic 
99. Carl Nunes
100. SLANDER

LEIA TAMBÉM:

Pelo segundo ano consecutivo, Top 100 da DJ Mag tem três brasileiros

Ao elogiar novo ranking da Billboard, Tiësto alfineta Top 100 da DJ Mag

Green Valley é eleito o melhor club do mundo em lista da DJ Mag

A quem importa o ranking da DJ Mag?

Editorial: É hora de rever nossa posição sobre o Top 100 da DJ Mag

Continue Lendo

Notícia

Com Alternative Kasual, Lowderz e Enkode, Bhaskar lança “Lovin’ You”

Produtor explica como surgiu a collab e fala sobre seu papel na faixa

Phouse Staff

Publicado há

Lovin' You
Foto: Divulgação

Nessa sexta-feira, 19, Bhaskar reapareceu com mais uma collab — desta vez fugindo um pouco da sua proposta mais recente de casar seus beats com artistas brasileiros de outras vertentes, retornando à sua sonoridade mais clássica.

Pela Austro Music, o produtor lançou “Lovin’ You”, resultado da parceria com dois nomes em ascensão no cenário nacional: o brasiliense Alternative Kasual e o duo carioca Lowderz. Além deles, o DJ, produtor, multi-instrumentista, cantor e compositor mineiro Enkode emprestou sua voz à canção.

Em contato com a Phouse, Bhaskar explicou como escolhe com quem produzir: “Geralmente eu miro em artistas com quem tenho sincronia e admiração. Sempre curti o trabalho do Alternative Kasual e o do Lowderz, e o Enkode eu conheci através desta música. Mas sou muito cabeça aberta pra receber ideias de artistas. Se a proposta, letra ou melodia mexerem comigo, eu entro na collab!”.

O artista também falou sobre seu papel na faixa. “Eu recebi ela com o arranjo já bem encaminhado. Senti que precisávamos alterar algumas partes do vocal e o drop — em que coloquei um bass bem parecido com o da ‘Infinito Particular’. Então entrei nesses pontos”, concluiu.

  

LEIA TAMBÉM:

Bhaskar colabora com Hungria Hip Hop em “Abraço Forte”

Na elegância, Bhaskar remixa música de Silva e Anitta

Bhaskar e MOJJO remixam faixa de Lost Frequencies com James Blunt

Música eletrônica + rap brasileiro: ouça a collab entre Bhaskar e 3030

Assista aos primeiros episódios de “Extended”, nova série do Bhaskar 

Continue Lendo

Brand Channel

Alphabeat lança homenagem a hit country e primeiro remix da GR6

Kiko Franco (foto), Double Z e G Dom remixam “Amar Amei”, enquanto Dudu Linhares e Lipe Forbes trazem “Cotton Eye Joe”

Alphabeat Records

Publicado há

Kiko Franco e Woak
Kiko Franco. Foto: Divulgação

Os os dois lançamentos de hoje da Alphabeat Records trazem propostas e pegadas bem diferentes entre si. Dudu Linhares e Lipe Forbes vêm com “Cotton Eye Joe”, enquanto Kiko Franco, Double Z e G Dom pintam com um remix para “Amar Amei”, do MC Don Juan.

“Cotton Eye Joe” é uma homenagem à banda sueca Rednex, que em 1994 emplacou o hit country de mesmo nome. Amigos desde a infância, Lipe Forbes e Dudu Linhares se juntaram mais uma vez no estúdio, e a música acabou vindo meio por acaso.

Em uma de suas jams, quando estavam produzindo uma track, surgiu a ideia de homenagear “Cotton Eye Joe”, que marcou a infância dos dois produtores. Ao colocar o vocal da música original para tocar por cima da base em que estavam trabalhando, tiveram uma surpresa — as músicas encaixaram como uma luva.

   

Do outro lado, Kiko Franco se uniu com o duo Double Z e com o jovem produtor paulista G Dom para fazer o remix oficial de “Amar Amei”, faixa de sucesso do MC Don Juan, lançada no ano passado. Com isso, os três projetos emplacaram o primeiro remix autorizado pela GR6, famoso selo/produtora de funk brasileiro.

O remix já tem sido tocado pelo Brasil todo, presente já há um tempinho em sets de grandes artistas da música eletrônica nacional.

    

+ CLIQUE AQUI para conferir mais conteúdo da Alphabeat Records

Continue Lendo

Publicidade

Brazillian Bass 300×250
Sundance (300×250)

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Translate »
EOL Festival pop up