Revolution Day DJ Amargo

Dyro x Seth Troxler: mais uma briga entre o mainstream e o underground

A eterna e inútil disputa entre underground e mainstream ganhou mais um capítulo nesta semana. E mais uma vez ela partiu do DJ e produtor americano Seth Troxler. No ano passado, Troxler já havia se manifestado contra a EDM com críticas duríssimas ao sueco Avicii, que recebeu à época o apoio de muitos nomes importantes da cena, como Laidback Luke.

Desta vez, Troxler gravou um vídeo ironizando as atrações e a música do mainstage durante o Tomorrowland, justamente enquanto Dyro se apresentava. O americano aparece na gravação fazendo piadas e criticamente duramente a música do holandês, dizendo inclusive que era “um estupro para os ouvidos”.

Dyro não perdeu tempo para responder seu crítico. No Facebook, ele se manifestou ironicamente em relação ao vídeo, repostando com a legenda: “Não sabia que eu era tão legal para ter Seth Troxler odiando minha música, obrigado pelos elogios! Da próximas vez que você estiver por perto vou tocar alguns loops da Vengeance para você”. 

O chefe da WOLV recebeu apoio imediato de vários colegas. O primeiro foi Zedd, que enviou a Dyro uma mensagem de apoio dizendo para ignorar as críticas, porque alguns precisam destilar seu ódio para se sentirem melhores. Depois, foi a vez do grande parceiro Hardwell se manifestar, também fazendo pouco caso de Troxler, dizendo que sua atitude era vergonhosa e sugerindo que Dyro desse algumas aulas de produção ao americano.

Nas redes sociais, a reação também foi totalmente favorável a Dyro. Muitas pessoas apontaram a infelicidade e ignorância de Troxler ao escolher o holandês como alvo, uma vez que dentro da EDM Dyro é um dos produtores mais talentosos e originais da atualidade. De forma geral, o público que acompanha a música eletrônica já está bastante cansado de atitudes como esta e este rompante completamente despropositado de Seth Troxler pegou muito mal com a enorme maioria.

A evidente necessidade de nomes como Troxler de aparecer na mídia por meio de bizarrices como esta levanta muitas perguntas interessantes. Se Troxler acha tão legal fazer parte da cena Underground, por que tantas tentativas de chamar atenção e estar sob os holofotes? Se a música de Dyro é tão ruim como o americano diz, por que perder tempo fazendo críticas inúteis?

Não é compreensível que Troxler e vários outros produtores do Underground percam tanto de seu tempo e energia fazendo palhaçadas e críticas desconexas ao Mainstream, se este é tão desprezível quanto eles alegam.  A única coisa que podemos imaginar é que eles buscam por meio destas atitudes a exposição que sua música não consegue lhes dar.

O discurso e as atitudes deste bando estão completamente desalinhados e seus xiliques parecem cada vez mais uma desesperada tentativa de ganhar atenção. Nada bom para uma turma que se orgulha de seu trabalho justamente onde poucos veem e onde diz-se que a música fala por si.

SIGA A PHOUSE:
INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | SPOTIFY

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS