E-music milionária: os três maiores “gastões” do mercado EDM nos Estados Unidos

Desde que a Eletronic Dance Music desembarcou e explodiu nos Estados Unidos, um verdadeiro impacto financeiro atingiu a música eletrônica, com a criação de megafestivais, lançamento de diversos hits e a consagração de DJs.

E claro, na terra do Tio Sam, não demoraria muito para que as grandes empresas percebessem a mina de ouro que a divisão mais popular da e-music poderia se tornar. O investimento de alguns conglomerados estadunidenses, hoje, ultrapassa milhões de dólares e envolvem patrocínios de eventos e produtores musicais. Não seria nenhuma ofensa à história musical americana se comparássemos o ‘boom’ econômico ao que acontece no mercado do hip hop ou do rock.

Para mensurar o gasto, a Billboard Magazine colocou na prancheta os números das três maiores investidoras no mercado da EDM. Confira quem sãos os “gastões” da atualidade:

ANHEUSER-BUSCH – U$ 35 MILHÕES +

O conglomerado de cerveja apoia a franquia Electric Daisy Carnival (EDC) e o SFX Festival, além de ter acordos com Steve Aoki, Diplo e Tiesto.

7UP

A marca de refrigerante estampa os rostos de Martin Garrix e Tiesto em seus comerciais e até nas latas do produto, além de patrocinar eventos como o Ultra Music Festival e o EDC, e um dos programas de rádio sobre música eletrônica mais importantes do mundo, o Pete Tong’s Evolution.

T-MOBILE

A provedora exclusiva de telefonia celular do SFX Festival também tem acordos com os DJs Zedd, Above & Beyond e o “festival multicolorido” Life in Color.

MAIS LIDAS DA SEMANA