Em entrevista, Zedd diz que não quer ser taxado como “DJ de EDM”

Cada vez mais produtores e DJs estão insatisfeitos com o atual cenário que se encontra a música eletrônica. O que mais está incomodando é a tal da EDM, Electronic dance music. Por mais que a EDM esteja em alta, ocupando cada vez mais espaço em grandes festivais e clubs do mundo inteiro. Para Zedd, a EDM está banalizando o que podemos chamar de música eletrônica, àquela que estávamos acostumados a ouvir há 10 anos atrás.

Esta não é a primeira vez que Zedd critica a EDM. Recentemente, ele falou que esta nova era não tinha nada a ver com seu perfil de produtor de música eletrônica. Conforme havia dito, “os novos produtores precisam criar músicas que todos possam apreciar”. Atitude esta que, segundo ele, pratíca em suas produções.

Desta vez, Zedd tornou a falar sobre a sua insatisfação com a EDM através de uma entrevista recente à Rolling Stone. Ele disse com todas as letras: “É importante para mim que os meus fãs saibam que eu sou Zedd o músico, não Zedd o DJ EDM”. Ou seja, Zedd falou que não dá para ser chamado de DJ/produtor que fica produzindo sempre as mesmas músicas, os mesmos ritmos, as mesmices de sempre, conforme muitos fazem atualmente.

Autor do álbum Clarity e True colors, Zedd sempre frisou que entrou para música eletrônica sem saber produzir, mas que após se aperfeiçoar, ele resolveu seguir fazendo músicas que realmente gosta (que possam ser apreciadas). Portanto, Ele é do tipo que não gosta de ser influenciado pelas forças externas, como por exemplo, se deixar levar pelo que está em alta no mercado, visto que, ele encara a EDM como sendo algo pouco surpreendente. Segundo ele, ao ouvir uma música desta categoria, ele não vai achar: “Uau, isso é realmente inspirador, eu quero fazer algo como isso.”

Ouça aqui a faixa Clarity, um dos maiores sucessos do russo:

MAIS LIDAS DA SEMANA