fbpx
10659079_326934817487333_3347049668152269553_o

Em terras tupiniquins, os finais de semana são da música eletrônica.

10659079_326934817487333_3347049668152269553_o

Um resumo da invasão do Aoki e as melhores baladas do fim de semana. Com sucesso total de público.

Brasília, São Paulo, Santa Catarina, Porto Alegre e Rio de Janeiro receberam o DJ mais excêntrico de todos os tempos, Steve Aoki. O cara meio que criou uma marca para suas apresentações ao jogar bolo em fãs, champanhe no público e também pelo famoso “crowd surfing”, que nada mais é que o momento em que literalmente ele surfa na plateia a bordo de um bote. Mas todo esse lado showman do cara não mascara o virtuosismo enquanto DJ, porque seu set é impecável e conquista a galera nos primeiros 2, 3 minutos de execução. Aos 36 anos, o norte-americano já é mais que um produtor reconhecido, com indicação ao Grammy e tudo. E claro, conquista atualmente a oitava colocação no disputado ranking dos 100 melhores DJS do mundo da revista britânica DJ Mag.

Na Marina da Glória, por onde estivemos presente para o Neon Future Festival, notamos a força total que o DJ emprega na multidão. Com um set que mesclou seus grandes sucessos, tais esses que todo o público já sabia na ponta da língua e algumas faixas do seu novo e aguardado álbum “Neon Future I” que chega às lojas no final desse mês. Com mais de 6 bolos lançados na galera e vários “fuckers” e “motherfuckers”, Aoki deixou todo mundo querendo mais depois de uma apresentação que durou mais ou menos 1h e 30 min.

Mas o festival no Rio ainda trouxe outras ótimas apresentações, como a duo Felguk por exemplo, que subiram logo após de Aoki e mantiveram o ritmo até passar a bola para Mario Fischetti que fechou com o dia já amanhecendo. E outra atração à parte foi o bar suspenso que te dava uma visão panorâmica da Marina e do Aterro do Flamengo.

Voltando ao Aoki e ao fim de semana, o cara ainda arrebentou em São Paulo, onde rolou o Aokify Pool Party no Parque aquático Wet’n Wild (Com review feito pelo nosso jornalista Erick Faria). Em Brasília ele fez bonito no Fusion Stage e no Sul, ele passou pelo Green Valley em Santa Catarina e pelo Maori Sunset em Porto Alegre.

E se engana você, achando que o fim de semana foi ditado apenas pelo som do Top DJ. Ainda pelos lados do Sul, rolou diversos eventosem algum dos clubs mais badalados do brasil, entre eles o Warung ,P12 e Music Park, todos lotados.

Sem contar outros eventos que rolaram pelo Brasil a fora, mostrando que cada vez mais o ritmo ditado é realmente o da música eletrônica. Seja nas baladas mais conhecidas, nas festas mais disputadas ou até mesmo nas festas que toquem sets com outros estilos de música, o que a galera mais quer é os sucessos e as novidades da cena.

Ou seja, escolha uma próxima festa e aproveite. Porque a batida da cena EDM veio para dominar de vez. Ok?

Foto: I hate Flash.

 

 

 

 

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS