fbpx
Rock in Rio 2015

Empresário se diz desmotivado para continuar com o Rock in Rio no Brasil

A poucos meses da realização do Rock In Rio, seu idealizador Roberto Medina não vê muita motivação em continuar com o festival no país. Em entrevista à Veja Rio, o empresário diz que a crise no Rio de Janeiro vem se aprofundando cada vez mais, e os vários setores da sociedade que poderiam se mobilizar mais ativamente pela recuperação do Estado estão imóveis, fazendo com que ações positivas se tornem inócuas. Medina, junto com outros grandes empresários do setor de turismo e entretenimento, formatou um plano para salvar a economia carioca através do turismo, e disse se sentir desmotivado pela desistência de figuras como Boni (ex-diretor superintendente da TV Globo).

+ Maior e com nova cenografia: Rock in Rio revela projeto do palco eletrônico

Durante a conversa, ele também cita números expressivos, como o fato de que o Rock In Rio injetou R$ 1,2 bilhão na economia, e o aumento de um dia de carnaval, que aumentaria a receita da época em 20% — algo em torno de R$ 6,5 bilhões.

+ Rock in Rio Brasil terá muita música eletrônica; confira o lineup

Apesar de muitos reveses, Medina ainda acredita que é tempo de unir empresariado, sociedade civil e governo em torno de uma solução, e em sua visão as pessoas estão estagnadas discutindo as causas.

Você pode conferir a entrevista na íntegra aqui.

SIGA A PHOUSE:
INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | SPOTIFY

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS