fbpx
Templo

Burning Man anuncia conceito e design de seu templo em 2020

“Empyrean” foi elaborado pelos artistas Laurence “Renzo” Verbeck e Sylvia Adrienne Lisse

Na semana passada, em comunicado à imprensa, o Burning Man anunciou o templo selecionado para sua próxima edição: “Empyrean” (do grego antigo “empyrus”, ou “empíreo”, em português), conceito que representa, na cosmologia medieval, o ponto celestial mais alto onde a humanidade pode tocar as dimensões cósmicas.

Com 60 metros de diâmetro e 21 metros de altura, o “Empyrean Temple” terá o formato de uma estrela com oito pontas. Cada uma dessas pontas tem um ponto zero e vai ficando mais larga gradualmente até formar um dossel no eixo central. Juntos, os oito dosséis criam o santuário do templo. O design permite que a luz do sol entre nos painéis durante o dia, exibindo as artes de seu interior. À noite, eles serão iluminados artificialmente com luzes brancas.

Empyrean
Imagem: Reprodução

Acima da área central, haverá uma escultura de madeira representando uma chama. Ela poderá ser vista de toda a Black Rock City, de dia ou noite. A chama será iluminada por uma luz quente e trêmula para simular o fogo, até ser de fato incendiada. 

“O empíreo foi escolhido por sua adorável geometria e design inclusivo, bem como por seus fortes líderes e equipe que demonstraram a experiência, a integridade e a viabilidade necessárias para criar este espaço único”, diz o anúncio. O projeto foi desenvolvido pelos artistas Laurence “Renzo” Verbeck e Sylvia Adrienne Lisse.

Renzo é construtor, arquiteto, empreiteiro e escultor, com mais de 30 anos de experiência nessas áreas. Sylvia trabalha com artes interativas em larga escala, já tendo feito algumas destas na própria Black Rock City, em eventos regionais e em festivais. Eles se conheceram na construção do “Temple of Direction”, no ano passado, e se inspiraram para, juntos, elaborarem o próprio templo.

“No meu primeiro ‘burn’, em 2008, quando entrei no templo, sua energia transcendente me ajudou a curar a dor paralisante que eu estava carregando pela perda de meu irmão gêmeo. Isso me permitiu viver a vida com um maior senso de amor. Meu objetivo é criar um coração interativo, arte de dentro do coração, que sirva para ajudar os outros a encontrar sua própria cura”, disse Sylvia, ao blog do Burning Man.

LEIA TAMBÉM:

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS