DrugAbuse

O instituto americano DrugAbuse publicou um estudo recente feito com 976 pessoas (de idade média de 37 anos) para apurar quais gêneros musicais possuem um maior número de usuários de drogas em shows e eventos. A pesquisa levantou quais os tipos mais utilizados, a idade em que começaram a consumir as substâncias e o porquê.

O primeiro dado revelado é que a maioria das pessoas (57%) que foi a shows admitiu usar álcool ou drogas, sendo mais de 93% consumindo bebidas alcoólicas e quase 40% fazendo uso de maconha.

As drogas mais usadas pelos entrevistados. Foto: Reprodução/DrugAbuse.com

Quanto ao gênero musical, mais de dois terços (67.5%) das pessoas entrevistadas que participaram de uma festa de música eletrônica admitiram consumir drogas ou álcool, seguidos pelos metaleiros (62.2%), pela galera do som alternativo (60.6%), do indie rock (60.2%) e do reggae (60%).

Os gêneros com mais usuários de drogas. Foto: Reprodução/DrugAbuse.com

Porém a principal diferença entre os fãs de heavy metal e música eletrônica no consumo é o motivo. Dois em cada cinco “headbangers” informaram que consomem drogas ou álcool buscando reduzir a ansiedade social, enquanto que 77% dos fãs de música eletrônica relataram que o consumo é para tornar o rolê mais divertido ou para se conectarem mais com o artista.

Principais razões para o uso de drogas nos rolês. Foto: Reprodução/DrugAbuse.com

Outro dado mostra que, no cenário eletrônico, a droga mais consumida é o álcool (54,9%), seguido de maconha (29,3%) e ecstasy/MDMA (25,6%) — este com uma porcentagem bem maior quando comparado aos outros gêneros musicais.

As drogas mais populares em cada gênero musical. Foto: Reprodução/DrugAbuse.com

Já o primeiro contato com essas substâncias é relativamente parecido entre os roqueiros, baladeiros e regueiros. A maioria relatou ter consumido pela primeira vez entre os 19 e os 21 anos, bem diferente dos ouvintes de jazz, blues e música clássica, que gira em torno de 24 e 25 anos.

A idade em que os entrevistados experimentaram as drogas pela primeira vez. Foto: Reprodução/DrugAbuse.com

O estudo completo — em inglês — pode ser conferido aqui.

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Diplo faz ponta em filme live-action de Pokémon

O DJ brincou nas redes sociais sobre sua participação em “Detetive Pikachu”

PREMIÈRE: Audax – Flying (Acoustic Mix)

Trio brasileiro relança faixa em versão acústica

KSHMR lança single com Yves V e Krewella

“No Regrets” saiu nessa sexta-feira, via Spinnin’/Dharma Worldwide

Como viver de música eletrônica? Sócio da AIMEC responde em nova comunidade

Rafael Araujo fala sobre sua nova plataforma: a Music Business Brasil

Uma festa no céu: como foi a Cercle no Pão de Açúcar

Com Artbat, Luciano Scheffer e Paulo Foltz, a plataforma francesa encantou os brasileiros em tarde no Rio

David Guetta e Tom Staar misturam big room e tech house em “This Ain’t Techno”

Faixa foi lançada na última sexta-feira, via Spinnin’ Records

Get Physical solta 6 faixas que estarão na nova “Cocada”

Os releases são uma antecipação da coletânea completa, que sai em breve

Cercle chega ao Brasil trazendo duo ucraniano ao Pão de Açúcar

Performance no cartão postal do Rio terá ainda Luciano Scheffer e Paulo Foltz

Tijuca New Experience se consagra como grande festival de música eletrônica

Vintage Culture, KVSH, Santti, Chemical Surf, Victor Lou e Salla se apresentaram na 3ª edição do evento

Sónar entrega o lineup completo para 2019

O festival rola entre os dias 18 e 20 de julho, em Barcelona