Foto: Reprodução

Festivais brasileiros X Dubstep/Trance/Trap

Tribe Festival Brasil

O crescimento do movimento EDM em solo nacional é gigantesco. Muitos festivais com origens tupiniquins vêm marcando época e levando consigo uma gama de fãs, que estão presentes em todas as edições. Mas os festivais brasileiros, quando o assunto é line-up, lhe satisfaz e trazem tudo que a música eletrônica pode dar? A Phouse uniu os line-up dos grandes eventos do Brasil no ano passado, como Dream Valley, Xxxperience, Tribe, entre outros, e o que constatamos é: há uma boa variedade de artistas das vertentes Eletro e Big Room, os mais conhecidos do público, e há poucos produtores de outros gêneros, como o Trap, Dubstep, e o Trance.

A visibilidade de grandes nomes dessas vertentes ainda é pequena no Brasil, porém não é o que se vê em outros locais do mundo. Por exemplo, Skrillex é um dos melhores produtores do estilo dubstep e, em muitas das vezes, é atração principal de festivais conceituados do mundo, como Tomorrowland, Ultra Music Festival e Creamfields. Mas sua única apresentação no Brasil foi no Lollapalooza 2013, festival que tem raízes em Chicago, nos Estados Unidos.

Outros exemplos são as vertentes Trap and Bass e Trance, que tem artistas talentosos que são nomes certos em eventos internacionais, como Yellow Claw, Flosstradamus, Oliver Heldens e Andrew Rayel, mas em solo nacional não são cogitados para integrar um line-up. Fazendo a ressalva de Armin Van Burren, que era número 1 do mundo e esteve presente em festivais brasileiros recentemente.

Assim como a EDM nacional vem crescendo, a visão dos organizadores de eventos também há que se expandir. Afinal, sempre haverá coisas boas que não tocam nas rádios.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS