Connect with us
Banner Sundance Leaderborder
EOL Full Leader

Notícia

Um festival de trance na Chapada Diamantina; saiba mais sobre o Ressonar

Phouse Staff

Publicado em

30/11/2017 - 14:22
Ressonar
Voltada ao trance, décima edição do evento rola durante dez dias de janeiro

Entre os dias 2 e 11 de janeiro, no pico mais alto da Chapada Diamantina, vai rolar a décima edição do Festival Ressonar. Voltado ao trance, o evento acontece durante a primeira lua cheia do ano, mais precisamente em Piatã, na Bahia, onde se esperam quase duas mil pessoas que curtirão três pistas de dança, camping e uma praça de alimentação no local.

Neste ano, com o tema “Emancipação”, o festival busca trazer uma experiência diferenciada e distante dos grandes centros, dos smartphones e da enxurrada de informações diárias, para que os participantes aproveitem ao máximo esses primeiros dias do ano de maneira mais espiritual e integrada à natureza. Já estão confirmadas apresentações dos DJs alemães Naked Tourist e Aodioiboa, do israelense Nadav Nagon e do superstar australiano Kalya Scintilla, que também se apresentará no Universo Paralello.

Além da música, haverá outras atividades, como palestras sobre Bitcoins e economia alternativa, e exibição de filmes e jogos cooperativos — tudo em uma área florestal, e com o devido respeito à natureza. Uma das maiores preocupações da organização do evento é a interação com o meio-ambiente, e para isso haverá banheiros secos, cercas ecológicas, distribuição de canecas recicláveis e auxílio da Brigada de Resgate Ambiental de Lençóis.

Ressonar

Ainda há a “Lua”, moeda do Ressonar, que poderá ser adquirida nos caixas. Como o local é montanhoso e distante, compras com cartão podem se tornar um problema, então há a possibilidade de se adquirir “Luas” antecipadamente.

Ressonar

O organizador do evento, Uirá Meneses, falou via assessoria de imprensa sobre a ideia do festival e a expectativa para a próxima edição: “O Ressonar é inspirado no Fusion, um festival conceituado da Alemanha. Estamos nos consagrando como uma referência no universo dos festivais de música alternativos. Vamos receber um público com pessoas de mais de 20 nacionalidades, inclusive famílias”.

Ressonar

O festival acontece desde 2007 na cidade de Lençóis, na Bahia, mas desde o ano passado mudou-se para Piatã, que se encontra em um platô de 1,5 mil metros de altura. É nessas regiões distantes e cheias de belezas naturais que artistas, ambientalistas e realizadores juntam ideais e fantasias para criar uma experiência única na Chapada Diamantina.

Você pode conferir mais informações no site oficial do evento.

LEIA TAMBÉM:

Sunflower Festival confirma Armin van Buuren para o Carnaval em BH

Burning Man dá entrada em licença para mais 10 anos de festival

Universo Paralello: Veja em 1ª mão algumas das atrações do palco UP Club

Assista a um documentário sobre o Universo Paralello Festival

No 21º ano, XXX cumpre o seu papel: trazer muita música boa em estilos variados

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Notícia

Com Alternative Kasual, Lowderz e Enkode, Bhaskar lança “Lovin’ You”

Produtor explica como surgiu a collab e fala sobre seu papel na faixa

Phouse Staff

Publicado há

Lovin' You
Foto: Divulgação

Nessa sexta-feira, 19, Bhaskar reapareceu com mais uma collab — desta vez fugindo um pouco da sua proposta mais recente de casar seus beats com artistas brasileiros de outras vertentes, retornando à sua sonoridade mais clássica.

Pela Austro Music, o produtor lançou “Lovin’ You”, resultado da parceria com dois nomes em ascensão no cenário nacional: o brasiliense Alternative Kasual e o duo carioca Lowderz. Além deles, o DJ, produtor, multi-instrumentista, cantor e compositor mineiro Enkode emprestou sua voz à canção.

Em contato com a Phouse, Bhaskar explicou como escolhe com quem produzir: “Geralmente eu miro em artistas com quem tenho sincronia e admiração. Sempre curti o trabalho do Alternative Kasual e o do Lowderz, e o Enkode eu conheci através desta música. Mas sou muito cabeça aberta pra receber ideias de artistas. Se a proposta, letra ou melodia mexerem comigo, eu entro na collab!”.

O artista também falou sobre seu papel na faixa. “Eu recebi ela com o arranjo já bem encaminhado. Senti que precisávamos alterar algumas partes do vocal e o drop — em que coloquei um bass bem parecido com o da ‘Infinito Particular’. Então entrei nesses pontos”, concluiu.

  

LEIA TAMBÉM:

Bhaskar colabora com Hungria Hip Hop em “Abraço Forte”

Na elegância, Bhaskar remixa música de Silva e Anitta

Bhaskar e MOJJO remixam faixa de Lost Frequencies com James Blunt

Música eletrônica + rap brasileiro: ouça a collab entre Bhaskar e 3030

Assista aos primeiros episódios de “Extended”, nova série do Bhaskar 

Continue Lendo

Brand Channel

Alphabeat lança homenagem a hit country e primeiro remix da GR6

Kiko Franco (foto), Double Z e G Dom remixam “Amar Amei”, enquanto Dudu Linhares e Lipe Forbes trazem “Cotton Eye Joe”

Alphabeat Records

Publicado há

Kiko Franco e Woak
Kiko Franco. Foto: Divulgação

Os os dois lançamentos de hoje da Alphabeat Records trazem propostas e pegadas bem diferentes entre si. Dudu Linhares e Lipe Forbes vêm com “Cotton Eye Joe”, enquanto Kiko Franco, Double Z e G Dom pintam com um remix para “Amar Amei”, do MC Don Juan.

“Cotton Eye Joe” é uma homenagem à banda sueca Rednex, que em 1994 emplacou o hit country de mesmo nome. Amigos desde a infância, Lipe Forbes e Dudu Linhares se juntaram mais uma vez no estúdio, e a música acabou vindo meio por acaso.

Em uma de suas jams, quando estavam produzindo uma track, surgiu a ideia de homenagear “Cotton Eye Joe”, que marcou a infância dos dois produtores. Ao colocar o vocal da música original para tocar por cima da base em que estavam trabalhando, tiveram uma surpresa — as músicas encaixaram como uma luva.

   

Do outro lado, Kiko Franco se uniu com o duo Double Z e com o jovem produtor paulista G Dom para fazer o remix oficial de “Amar Amei”, faixa de sucesso do MC Don Juan, lançada no ano passado. Com isso, os três projetos emplacaram o primeiro remix autorizado pela GR6, famoso selo/produtora de funk brasileiro.

O remix já tem sido tocado pelo Brasil todo, presente já há um tempinho em sets de grandes artistas da música eletrônica nacional.

    

+ CLIQUE AQUI para conferir mais conteúdo da Alphabeat Records

Continue Lendo

Notícia

Cheio de brasilidade, DANNE lança collab com Brazyleros

Releitura do compositor baiano Carlinhos Cor das Águas traz a voz de Neila Kadhí

Phouse Staff

Publicado há

Não vá embora
DANNE. Foto: You've Got Flashed/Divulgação

Conhecido pelo estilo singular de suas produções, DANNE acaba de lançar “Não Vá Embora”, uma collab com o duo Brazyleros e a voz de Neila Kadhí. Trata-se de uma releitura da canção de Carlinhos Cor das Águas, lançada em 2001 no álbum Aldeia. Aqui, a tradicional música em voz e violão do cantor e compositor baiano virou um brazilian bass pesado, sem perder a sua essência verde e amarela.

Instrumentos musicais de percussão tipicamente brasileiros, como o reco-reco e o ganzá, ganham destaque na faixa, que mistura elementos da música popular brasileira com a música eletrônica — marca registrada do DANNE. A nova produção se destaca pela batida marcante, pela melodia e também pelo belo vocal de Neila Kadhí, que, imprime uma identidade incrível para a música.

+ “Ela é de SP” ganha EP de remixes

“A ideia de fazer essa versão eletrônica veio do Wallas, um dos integrantes do Brazyleros, e logo de cara já fiquei encantando pelo vocal da Neila. A composição é do baiano Carlinhos Cor das Águas e tem tudo a ver com o que proponho a fazer, de sempre valorizar a música brasileira nas minhas produções”, ressalta DANNE, em contato com a Phouse.

A música conta ainda com vários samples inusitados, como sons de trovão e fogos de artifício. O DANNE ainda deu uma saída da zona de conforto pra mandar um backing vocal inusitado em alguns momentos dos drops, e também no final do break.

 

Continue Lendo

Publicidade

Brazillian Bass 300×250
Sundance (300×250)

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Translate »
EOL Festival pop up