Fusão Plusnetwork DJcom

Entenda, na prática, o que muda com a fusão entre Plusnetwork e DJcom

Duas gigantes do mercado da música eletrônica anunciaram sua fusão na última semana — a Plusnetwork e a DJcom. Com essa operação, elas se tornam a maior agência de DJs da América Latina. Baseada em São Paulo, a Plus já possui uma estrutura bem completa, com bookings e gestão de carreira de artistas nacionais e internacionais, além de uma frente que trabalha com eventos e projetos especiais, como o Tomorrowland Brasil. Agora, se junta à consolidada DJcom, empresa de Sandro Horta e Felipe Fernandes, com sede em Curitiba, que foca no agenciamento de DJs.

A Phouse entrou em contato com os diretores das empresas para apurar mais informações. Segundo o diretor-geral da Plus, Luiz Eurico Klotz, as negociações foram rápidas — algo em torno de 45 dias —, pois houve uma convergência no pensamento de que esta era uma grande ocasião para os dois lados. “A iniciativa foi bilateral. Ambas as partes enxergaram a oportunidade e decidiram buscar uma forma de concretizá-la.” Sandro Horta complementou: “Identifiquei que a Plus tem um portfólio de negócios muito vasto e com um time super eficiente. A fusão será perfeita para os artistas nacionais e internacionais que a DJcom representava”. Atualmente, a DJcom possui contrato com 50 artistas internacionais e 15 artistas nacionais, entre os quais estão Kaskade, EDX, Nora en Pure, VINNE, Zerky e Evokings.

O diretor de marketing e estratégia da Plus, Mauricio Soares, também colocou sua visão sobre o tema. “Buscamos fortalecer nossa atuação no mercado, combinando o portfólio de clientes e artistas das duas empresas dentro de uma estrutura única, mais robusta”, disse, respondendo também sobre o que muda, na prática, a partir de agora. “Para os artistas, a fusão significa mais força na sua representação comercial; para a empresa, otimização de recursos e redução de custos, o que implica em melhores resultados; e para os contratantes, uma oferta mais completa e diversificada de artistas, nacionais e internacionais”.

+ Plusnetwork, Entourage, Lula, Bolsonaro e a guerra de egos na cena eletrônica

+ Solomun estreia novo evento de house music em São Paulo

Mauricio também explica que a DJcom possui forte atuação na região Sul do Brasil, um mercado estratégico para a Plus. Porém, por ainda estarem no andamento do processo de fusão, as empresas optaram por não revelar detalhes adicionais, como a definição do novo modelo organizacional e o remanejamento de cargos. “Antes da definição de títulos, é preciso entender na prática como aproveitar da melhor maneira possível as competências, habilidades e modelos legados das partes envolvidas. Para isso, ambas as equipes já estão sendo integradas no seu dia a dia, e o Sandro Horta já participa ativamente do grupo de diretores da Plusnetwork”, concluiu Klotz.

+ Da BASE ao Tomorrowland; a trajetória e a visão da “personalidade do ano”, Luiz Eurico Klotz

+ Warner compra Spinnin’ Records em acordo multimilionário

A partir de outubro, quando o processo será concluído, todos os profissionais e artistas da DJcom passarão a operar sob a bandeira da Plusnetwork.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS