Fyre Festival é processado em 100 milhões de dólares pelo fiasco da edição deste ano

Ontem, segunda-feira (1), noticiamos o fiasco envolvendo o Fyre Festival, que era para ser um luxuoso evento de música que ocorreria entre os dias 28 e 30 de abril e 5 e 7 de maio, em Exuma, nas Bahamas. Após ser bombardeado com críticas de seus participantes nas redes sociais, ele enfrenta agora um processo de US $ 100 milhões.

De acordo com informações da revista estadunidense Variety, o advogado de um dos participantes do festival entrou com uma ação judicial no dia 30 de abril buscando inicialmente US $ 5 milhões em danos por fraude, quebra de contato, entre outros prejuízos sofrido pelo seu cliente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
...

Mas tarde, Mark Geragos, o advogado, decidiu aumentar a representatividade da ação para 150 pessoas, buscando no mínimo US $ 100 milhões, devido à “falta de comida, água, abrigo e assistência médica ter criado uma situação perigosa e de pânico entre os participantes”.

Em nota divulgada na internet, Ja Rule, um dos organizadores do festival, pediu novamente desculpas pelo ocorrido, alegando que a culpa não é toda e exclusivamente sua, mas está assumindo a responsabilidade dela.

Billy McFarland, o outro organizador do Fyre Festival, detalhou em entrevista o motivo que levou o festival a fracassar. Em resumo, o empresário alegou que o mau planejamento e a infraestrutura de Exumas foram as principais causas do insucesso do evento.

 

Deixe um comentário

No Comments Yet

Comments are closed