Connect with us
Federal Leaderborder
XXX Leaderborder

Notícia

Réus são condenados por incêndio que matou 36 em festa nos EUA

Phouse Staff

Publicado em

09/07/2018 - 9:07
Ghost Ship
Foto: Reprodução
A tragédia ocorreu no final de 2016, durante showcase do selo 100% Silk

Duas pessoas foram presas pelo incêndio que causou a morte de 36 pessoas no armazém convertido em casa de shows chamado “Ghost Ship”, em 2016, nos Estados Unidos. Derick Almena, de 48 anos, e Max Harris, 28, enfrentaram acusações de homicídio culposo pelo ocorrido e pegaram nove e seis anos de prisão, respectivamente. O caso foi concluído na terça-feira passada, dia 03, pela procuradoria do Condado de Alameda, na Califórnia.

O julgamento seria em 16 de julho, mas durante a audiência preliminar o juiz leu as acusações e os réus não contestaram. De acordo com o jornal East Bay Times, Almena e Harris decidiram não apelar para julgamento e aceitar um acordo judicial para cumprirem penas mais leves. Eles foram condenados por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

+ Na cadeia, Tom Swoon pede perdão e encerra sua carreira

Almena era o chefe do coletivo de artistas Satya Yuga, que residia e atuava no local, enquanto Harris era o diretor executivo, responsável por cobrar o aluguel dos respectivos moradores. Segundo a promotoria estadual que cuidou do caso, ambos desempenharam papéis criminosos por negligência no acidente.

Se cumprirem as penas com bom comportamento, a lei americana ainda pode liberar ambos na metade do tempo para cumprir o resto em regime condicional. Essa decisão, segundo a imprensa internacional,não agradou as famílias das vítimas, que esperavam por penas mais rigorosas. Diante da frustração, a procuradora Mary Alexander, que representa 11 das vítimas no caso, afirmou ao East Bay Times que “o importante é que os dois sejam responsabilizados e cumpram pena por seus crimes”.

+ Produtor do Fyre Festival é denunciado por novos golpes

Conhecido como Ghost Ship, o local do incêndio era um armazém em Oakland, Califórnia, que foi convertido ilegalmente em uma casa de shows, além de servir também de moradia para os membros do Satya Yuga. Na ocasião do acidente, o selo de house music 100% Silk — fundado em Los Angeles em 2011, e que já contou com suporte de nomes importantes como Daniel Avery e Ben Pearce — promovia um showcase no segundo andar. Cerca de 50 pessoas ocupavam o local na hora do incidente.

Segundo as investigações, o incêndio pode ter sido causado por problemas no sistema elétrico do edifício, mas a causa não foi confirmada. Sabe-se que o fogo começou no primeiro andar, e o relatório das investigações junto ao Corpo de Bombeiros aponta que havia muitos objetos de madeira, ausência de detectores de fumaça e extintores e complicações nas saídas do prédio.

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Notícia

Na elegância, Bhaskar remixa música de Silva e Anitta

O remix conserva a beleza de “Fica Tudo Bem” enquanto a torna dançante

Phouse Staff

Publicado há

Fica Tudo Bem
Foto: Reprodução/Facebook

“Fica Tudo Bem”, dueto de Silva com Anitta lançado em junho pela Sony, ganhou hoje um remix do Bhaskar, via Austro Music.

Na elegância, o DJ e produtor brasileiro conservou a vibe de bossa nova da canção original, aproveitando para colocar uma batida 4×4 bem marcada. Assim, o remix de “Fica Tudo Bem” é belo, calmo e dançante ao mesmo tempo.

Esta não é a primeira vez que o Bhaskar remixa uma música do Silva — basta lembrar do remix de “Infinito Particular”, que alçou o produtor a outro patamar em sua carreira.

LEIA TAMBÉM:

Conquistando a Ásia: DJs brasileiros falam sobre o novo polo da música eletrônica

Escute o remix de Nato Medrado para “Memories of You”, do Bhaskar

Bhaskar e MOJJO remixam faixa de Lost Frequencies com James Blunt

Música eletrônica + rap brasileiro: ouça a collab entre Bhaskar e 3030

Assista aos primeiros episódios de “Extended”, nova série do Bhaskar

Continue Lendo

Notícia

Comunidade eletrônica presta homenagens a Aretha Franklin

David Guetta, Bruno Martini, DJ Marky, Meme e vários outros se manifestaram nas redes

Phouse Staff

Publicado há

Aretha Franklin
Foto: Reprodução

Lenda do soul e uma das vozes mais icônicas de todos os tempos, Aretha Franklin faleceu ontem, 16 de agosto, aos 76 anos. A cantora e compositora americana sofria de um câncer no pâncreas e morreu em casa, em Detroit. Vários artistas em todo o mundo prestaram homenagens nas mídias sociais para expressar suas condolências, e a Billboard garimpou alguns nomes da cena eletrônica que também lamentaram sua morte.

David Guetta dedicou algumas palavras de tributo a Aretha no Instagram. “Aretha Franklin foi provavelmente a minha artista feminina favorita, e ela se foi. Ela escreveu seu nome com letras douradas e sua música vai ficar conosco para sempre. Obrigado por me inspirar desde os meus anos de infância e por toda a minha vida #RIPArethaFranklin”, escreveu.

“Nunca haverá outra #QueenofSoul conhecida não apenas por sua voz inacreditável. #Aretha foi uma ativista sem igual, usando sua fama para chamar a atenção para muitas causas na comunidade negra e além dela”, lembrou Tommie Sunshine.

Várias labels também publicaram mensagens no Twitter. “Descanse em paz, rainha do soul Aretha Franklin. Uma das maiores vocalistas de todos os tempos… Sua música vai viver para sempre”, postou a Defected Records.

A Phouse ainda foi um pouco além e deu uma olhada em comentários de DJs brasileiros. O DJ Meme, grande fã de soul, deixou a seguinte mensagem: “Desde sua primeira aparição, Aretha Franklin definiu o padrão no qual cada cantora de soul feminino seria medida, e isso permanecerá para sempre! Salve a RAINHA DO SOUL. Seu legado viverá em nossos corações. ♥”

Since her firts appearence, Aretha Franklin set the bar upon which every female soul singer would be measured, and that will remains forever ! Hail the QUEEN OF SOUL. Your legacy will live in our hearts.♥️

Posted by Marcello Meme Mansur on Thursday, August 16, 2018

“Descanse em paz Queen 👑 Aretha Franklin. Todos nós vamos sentir sua falta aqui”, complementou Bruno Martini. Já o curitibano Gromma publicou uma faixa do Foorplan (projeto de Robert Hood), que sampleia Aretha Franklin, e brincou: “A melhor homenagem foi do Robert Hood anos atrás. Nem ousem fazer bootlegs bagaceiros!”. Enquanto isso, o DJ paulistano Leonardo Ruas fez uma playlist no Spotify só com músicas da cantora (confira abaixo).

Rest In Peace Queen 👑 Aretha Franklin. We all gonna miss you here.

A post shared by Bruno Martini (@brunomartinimusic) on

A melhor homenagem foi do Robert Hood anos atrás. Nem ousem fazer bootlegs bagaceiros! rssssssAretha Franklin + Robert Hood = ❤️ R.I.P

Posted by João Paulo Gromma on Thursday, August 16, 2018

Veja mais manifestações:

❤️ #arethafranklin

A post shared by DJ Marky (@djmarkym) on

Playlist do DJ Leonardo Ruas

Continue Lendo

Notícia

“We Go Together” é o novo single do ILLUSIONIZE

Faixa foi lançada nesta sexta-feira, via Armada Music

Phouse Staff

Publicado há

ILLUSIONIZE
Foto: Reprodução

Depois de pintar recentemente com “Down”, um dos DJs mais queridos da cena nacional, ILLUSIONIZE, lançou hoje seu novo single, “We Go Together”. Com a voz de Alex Joseph, a faixa é mais leve e melódica do que de o produtor costuma fazer, mas o característico baixo gordo e pegado está ali, como não poderia deixar de ser.

Diferentemente de “Down”, entretanto, “We Go Together” foi lançada pela Armada Music (com quem o artista fechou em outubro), e não fará parte do novo álbum do ILLUSIONIZE, que deve chegar pela Elevation em fevereiro, para celebrar seus dez anos como DJ.

+ CLIQUE AQUI para ler o que o ILLUSIONIZE nos contou sobre seu novo álbum

Continue Lendo

Publicidade

TM Festival (300×250)
XXXperience 300×250
Federal Music 300×250

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Translate »
TM Festival Pop UP