In a Pink Bubble

Cada vez mais em evidência no cenário internacional, a italiana Giorgia Angiuli (que recentemente esteve no Brasil e trocou uma ideia conosco) enfim lançou seu aguardado primeiro álbum. 

In a Pink Bubble saiu nesta sexta-feira pelo conceituado selo berlinense Stil vor Talent, e tem tudo pra ser um dos lançamentos do ano no universo eletrônico conceitual. O disco traz 13 faixas que abrangem uma mistura de techno melódico e indie eletrônico, como ela mesma descreve. Além disso, foi bastante inspirado por um dos momentos mais difíceis da vida da artista: a perda recente do “grande amor da sua vida”, sua mãe.

Ouça abaixo e não deixe de ler aqui nossa entrevista com a Giorgia pra saber mais sobre o álbum e sobre sua carreira.

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Bloco de música eletrônica terá seu próprio trio elétrico neste Carnaval

Unidos do BPM vai atuar em São Paulo e em Brasília

Ultra anuncia segunda fase do lineup de 2019

Festival vence imbróglio jurídico contra concorrente e está confirmado para Virginia Key

Confira mais 15 nomes anunciados para o Tomorrowland 2019

Do trance ao techno

ANNA estreia na conceituada série Essential Mix; ouça!

Brasileira atinge um novo patamar com mix para a BBC Radio 1

Expoente underground, L_cio encaminha 2º álbum

Sucessor de “Poema” virá em parceria com a produtora Sala28

Paul van Dyk é indenizado por queda no ASOT de 2016

Processo tramitou por quase três anos na justiça holandesa

Cena de Brasília se une para ajudar DJ com câncer

A DJ Daianne Monteiro precisa passar por tratamento intensivo contra um câncer grave de colo do útero

Valesuchi detona Dekmantel por não incluir artistas latino-americanos; festival responde

DJ enxerga relação de caráter exploratório entre festival e artistas da América Latina

David Guetta colabora com Brooks pela 2ª vez em “Better When You’re Gone”

Canção também traz a participação do duo americano Loote

Produtor brasileiro de tech house tem atraído holofotes com seu trabalho

Na ativa há mais de 15 anos, Gabriel Evoke tem crescido gradativamente