Connect with us
XXX Leaderborder
Federal Leaderborder

Notícia

Interior do Paraná ganhará nova opção para os amantes de techno

Phouse Staff

Publicado em

19/03/2018 - 15:09
Conhecida casa de Toledo vai hospedar periodicamente o Green House Club

A região Oeste do Paraná vai ganhar em breve um novo espaço para os fãs de techno. Em 12 de maio, o Green Hall — conhecida casa de eventos da cidade de Toledo — recebe pela primeira vez o Green House Club. Trata-se de um selo de festas que deve tomar conta do clube interiorano mais ou menos a cada três meses.

Com influências do underground europeu, a intenção do Green House Club é trazer grandes e conceituados nomes nacionais e globais, com o objetivo tanto de agradar os fãs de techno quanto de angariar novos adeptos para o estilo. Na primeira edição, o lineup traz DJs brasileiros renomados: BLANCAh, Any Mello, Eli Iwasa, Kalil e Renato Ratier.

A festa é organizada por três jovens amigos que cresceram compartilhando do mesmo gosto musical, indo à balada juntos e planejando realizar eventos do estilo. Após um período de amadurecimento e aprendizado, a ideia foi fortalecida, e agora está prestes a nascer.

Em suas andanças pela Holanda, o DJ e produtor Pedro Copini — também conhecido como Mantrah Live — explorou a fundo a música eletrônica, pegando referências importantes de ídolos do techno em Amsterdã. De volta ao Brasil, juntou-se aos amigos Lincoln Jr. e Danilo Gass. Lincoln também estudou música e carrega uma bagagem como DJ desde os 13 anos de idade, quando teve suas primeiras experiências ao lado da mãe. Compartilhando do mesmo amor pela estética do gênero, Danilo soma ao grupo graças ao seu know-how como administrador, a fim de qualificar a realização dos eventos.

+ 10 nomes do underground brasileiro para ficar de olho em 2018

“O Green House Cub irá trazer uma revolução para essa zona do Paraná, que ainda não tinha algo específico nessa linha, e com a qualidade que estamos nos dedicando em proporcionar. É uma grande oportunidade que o púbico da região terá para prestigiar esses grandes artistas de perto”, declarou Lincoln Jr. Copini completa: “A intenção é transmitir o amor que temos pela música, trazendo o movimento forte desse estilo que cresce muito no Brasil. Através da vibração sonora, vamos proporcionar inspiração, sentimento e criar uma atmosfera positiva de sorrisos inspirada em um universo Green”.

Green House Club #1

A primeira edição da Green House Club abre o Green Hall para a presença forte da música eletrônica, em um ambiente preparado para receber o público com conforto e qualidade. Como o nome sugere, a proposta visual do espaço será baseada na cor verde — o que, segundo os criadores do projeto, remete ao estilo “rave indoor”, “conceito dos grandes festivais europeus de energia positiva intensificada”.

Além da pista principal, em que prometem destaque na qualidade do soundsystem, o Green House contará com ambiente secundário para descanso, praça de alimentação e bar. “Esperamos o momento certo para criar o melhor evento da região e agora chegou a hora. A partir disso, daremos sequência a diversas edições, em uma média de três meses, sempre com a mesma intensidade e qualidade”, conclui Danilo Gass.

Os ingressos estão disponíveis aqui.

LEIA TAMBÉM:

Saiba todo sobre o Caos, novo clube do underground de Campinas

Nos passos de Boratto? Remix de Cattaneo indica que BLANCAh pode explodir globalmente

Voa alto, passarinho; como o primeiro álbum da BLANCAh pode ser um divisor de águas pra cena eletrônica nacional

Gui Boratto homenageia pioneiro do tango em show inusitado em Paris; assista!

Filme que mostra o início do techno na Alemanha é disponibilizado no YouTube

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Notícia

Avicii ganha prêmio no VMA

Vídeo para “Lonely Together” foi premiado na cerimônia da MTV

Phouse Staff

Publicado há

Avicii
Foto: Reprodução

A edição de 2018 do MTV Video Music Awards, que rolou na noite de ontem, em Nova Iorque, premiou apenas um nome da música eletrônica: Avicii. O falecido produtor ganhou a estatueta de “Melhor Vídeo de Dance Music” pelo videoclipe de “Lonely Together”, com Rita Ora

O vídeo ganhou a parada concorrendo com “One Kiss” (Calvin Harris e Dua Lipa), “Everybody Hates Me” (The Chainsmokers), “Flames” (David Guetta e Sia), “Silence” (marshmello) e “Get Low” (Zedd e Liam Payne). “Lonely Together” também concorreu na categoria Melhores Efeitos Visuais”, perdendo para “All the Starts”, de Kendrick Lamar.

Muitos fãs do sueco, entretanto, reclamaram da falta de uma homenagem maior ao músico, como tem sido praxe nas cerimônias do mundo da música desde o seu falecimento.

LEIA TAMBÉM:

Na Suécia, pai recebe prêmio em nome de Avicii

“One Kiss”, de Calvin Harris e Dua Lipa, ganha videoclipe

David Guetta vira vilão de filme de Kung Fu em novo videoclipe

Continue Lendo

Notícia

Em menos de 24 horas, Disclosure libera mais uma música

Dupla surpreende e revela uma das produções mais diferentonas que já fizeram

Phouse Staff

Publicado há

Disclosure
Foto: Reprodução

Se a nova do Disclosure depois de três meses já foi uma boa surpresa, o que dizer de mais uma música dos caras em menos de 24 horas? Os irmãos Lawrence pegaram geral no contrapé e vieram agora com “Where Angels Fear to Thread” — possivelmente uma das mais diferentonas do duo até hoje, bem suave e com vibe de bossa nova.

E lembram-se do que falamos ontem, sobre samples vocais parecerem ser a proposta dessa nova fase do Disclosure? Pois é, o novo som reforça a tese, com sample da música “Fools Rush In”, gravada em 1961 pelo quarteto The Four Freshman. No Twitter, eles explicaram: “Estamos completamente obcecados com grupos de jazz à capella, e então decidimos samplear alguns dos mestres — The Four Freshmen. Esperamos que vocês curtam.”

+ CLIQUE AQUI para conferir “Moonlight”, lançada nessa segunda-feira

Continue Lendo

Notícia

Calvin Harris afirma que não fará mais turnês: “Estou muito velho”

Produtor explica por que não pretende mais sair fazendo shows pelo planeta

Phouse Staff

Publicado há

Calvin Harris
Foto: Reprodução

Em um papo descontraído no programa Boogie in the Morning, que passa nas manhãs da Escócia na rádio Forth 1, Calvin Harris explicou por que têm feito poucas gigs. Convidado ao lado de Sam Smith para falar sobre o recém-lançado single “Promisses”, o produtor foi questionado se não faria mais turnês, e a resposta foi negativa.

“Já fiz turnês antes, não me entendam mal, mas acho que minha verdadeira força está no estúdio — é o que eu mais curto fazer. Gostaria muito de fazer alguns shows de novo, como eu fazia no Reino Unido. Mas uma turnê, nem pensar! Não consigo mais, estou muito velho”, brincou Harris, no auge dos seus 34 anos.

+ Calvin Harris, Afrojack, Hardwell… Confira 10 super lançamentos da sexta

Atualmente, os shows de Calvin Harris resumem-se às suas residências em Las Vegas e Ibiza. Em fevereiro, o escocês já tinha explicado por que não toca mais em festivais. Em papo com Zane Lowe, da rádio Beats 1, admitiu que não curtia essa vibe:

“Ficou muito impessoal. Você fica parado ali, com os fogos de artifício e tudo o mais, mas não têm conexão com ninguém. E é por isso que eu amo tocar em Vegas: eu consigo ver os rostos das pessoas, e posso vê-las curtindo a noite. Nos grandes festivais, eu só conseguia um pouco de dinheiro — e dinheiro é, você sabe, a origem de todo o mal”, brincou o DJ mais bem-pago da indústria na ocasião.

LEIA TAMBÉM:

Forbes lista DJs mais bem-pagos de 2018

Calvin Harris e The Chainsmokers estão entre as celebridades mais bem-pagas do ano

Artilheiro da Copa pede Calvin Harris no Fantástico

Em Nova Iorque, Calvin Harris ganha nova estátua de cera

Com Calvin Harris, programa de entrevistas do alter ego de Dillon Francis bomba no YouTube

Continue Lendo

Publicidade

Federal Music 300×250
XXXperience 300×250
TM Festival (300×250)

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Translate »
TM Festival Pop UP