Com remixes de HNQO e Andre Buljat, Solaris foi lançado nesta quarta-feira.

Um é um dos nomes mais conceituados da cena house/techno do Brasil, por um trabalho consistente de anos como DJ, produtor, label manager e curador do Rio Music Conference. Outro surgiu há pouco mais de dois anos, mas vem numa escalada vertiginosa, destacando-se com suas produções diferenciadas, que carregam uma bagagem de referências musicais poucas vezes vista na cena nacional — não à toa, o projeto foi eleito Produtor Revelação, no próprio RMC. Agora, com afinidades que vão muito além do fato de morarem na mesma cidade, Leo Janeiro e os rapazes do Mumbaata estão lançando mais uma empreitada musical juntos, com o EP Solaris.

+ Protagonista carioca, Leo Janeiro fala sobre RMC, Warung, D.O.C. e parcerias

+ Entrevista exclusiva com o projeto brasileiro Mumbaata

O disco tem quatro faixas: duas originais mais seus respectivos remixes, feitos por HNQO e o alemão/espanhol Andre Buljat. “Trabalhar com os meus brothers do Mumbaata sempre é legal. Eu e o Lenoxx [Hortale] temos muita coisa em comum, e o Pedro [Poyart] é um músico sensacional. União perfeita, por isso que sempre flui muito bem o trabalho”, contou Leo, em contato com a coluna. O trio responsável pelo EP deu um papo breve, mas minucioso, contando detalhes do processo de produção e como enxergam o resultado de cada faixa. Confira abaixo, enquanto curte o novo disco:

Solaris

“Essa faixa sempre teve algo bem especial. Eu sempre curti ela porque não tinha pretensão de ser algo para pista; ela tem um groove leve e uma linha de synths bem marcante. Me lembro que mudamos alguns pontos para justamente causar uma percepção diferente. Ela é bem mais orgânica e ficou na medida, possibilitando remixes incríveis” — Leo Janeiro.

“Começamos a produzi-la pela melodia ‘arabesca’ que dá o tema da música; em paralelo, compomos a bateria bem profunda para criar essa onda introspectiva. Gostamos muito do resultado final e de como ela funciona na pista” — Lennox Hortale.

House Feel

“Tem um pouco a ver com sunset mesmo, que é outra pegada diferente do Solaris. Eu já cheguei no estúdio com ela rolando, e disse: ‘tô dentro dessa’ [risos]! Ela tem um baixo mais marcante e segue uma proposta que eu curto muito, de ir crescendo, e tem muitos elementos interessantes — eu gosto da linha de baixo. Ela segue uma ideia de elementos de deep house clássicos. A programação de bateria é bacana com varias viradas que fazem ela ficar bem pista” — Leo Janeiro.

“Como o nome já diz, ela tem um pé forte na house music; usamos e abusamos de acordes e de alguns efeitos bem ressonantes que parecem assobios. Ela já tem uma pegada mais de pista e funciona muito bem no meio de um set. Foi a estreia do Moog Sub 37 aqui no estúdio — quem conhece vai identificar pela sonoridade” — Pedro Poyart.

Solaris (HNQO Remix)

“Um dos melhores remixes que escutei nos últimos tempos. Eu havia conversado com o Henrique [HNQO], e ele me disse que iria tentar algo, mas não garantiu nada. Um dia ele me manda o áudio perguntando se eu gostava; eu fiquei de cara! Tava no metrô, escutei aquele pedaço umas 15 vezes [risos], estava demais! Ela tem uma onda muito diferente da original; ele usou elementos que eu considero clássicos — a linha de baixo do moog ficou foda —, algumas percussões gravadas no próprio estúdio” — Leo Janeiro.

“Ficamos muito gratos pelo remix do Henrique, que fez uma versão bem diferente aproveitando o tema e o mood da original, fazendo um excelente deep house” — Lennox Hortale.

Solaris (Andre Buljat Remix)

“Esse remix foi algo que me deixou muito contente. O Andre é um grande amigo, ele mora em Barcelona e pedi para ele escutar o EP e o convidei para um remix, e prontamente ele disse que gostaria de fazer um para ‘Solaris’. Ele deu outra dinâmica à música; a programação de bateria ficou perfeita para qualquer warmup” — Leo Janeiro.

“Foi uma surpresa de última hora. A versão do Andre foi uma espécie de shuffle remix, usando os loops originais, porém em tempos diferentes criando novos grooves numa construção mais contínua” — Pedro Poyart.

Este EP não é a primeira collab entre Leo Janeiro e Mumbaata; no ano passado, assinaram em conjunto o EP Take Off, além de um remix para “Mind Games” [faixa do próprio Mumbaata]. Solaris foi lançado hoje, pela Warung Recordings, e está à venda no Beatport.

* Flávio Lerner é editor-assistente na Phouse; leia mais de suas colunas.

LEIA TAMBÉM:

EXCLUSIVO: Claudia Assef confirma nova edição de “Todo DJ Já Sambou”

Herói? Aparentemente, Chance The Rapper acaba de salvar o Soundcloud

“Cultura techno” de Zurique é nomeada “herança cultural intangível”

O Seth Troxler profanou o Templo com um loop de funk; queimem o herege!

Lúdico, subversivo e impactante: conheça o universo de Carlos Capslock

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Techno nacional: Paulo Foltz traz “ritual esotérico” em novo EP

“Esoteric Ritual” saiu nessa segunda-feira, via Prisma Techno

Remixes incríveis, pérolas brasileiras e vários estilos na nova seleção de singles da Phouse

Da EDM ao indie pop

Clássico da house music ganha data de relançamento

Remasterizada, “Music Sounds Better With You” terá novo repress em vinil e chegará às plataformas digitais

Em loja de discos italiana, Eli Iwasa toca set alternativo em vinil; assista!

Brasileira recebeu convite para tocar na famosa Serendeepity, em Milão

Tomorrowland terá show orquestrado como parte de seu 15º aniversário

No “OUR STORY”, astros da EDM e a Metropole Orkest reinterpretarão clássicos da história do festival

Fancy Inc revela os bastidores de collab com Vintage Culture

“My Girl” venceu obstáculos para poder ser lançada pela gravadora de Tiësto, em conjunto com a Spinnin’

Antigo parceiro de Zedd, Matthew Koma destrói o produtor em relato na web

Cantor e compositor quebrou o silêncio e mostrou Zedd como uma pessoa horrível

XXXPERIENCE anuncia edição principal de 2019

Tema deste ano fecha a “trilogia Nonsense Journey”

Tracklist e detalhes do álbum póstumo de Avicii são revelados

Disco terá participação de nomes como Chris Martin, Aloe Blacc e Imagine Dragons

Veterano do techno de volta ao Brasil: saiba mais sobre Paco Osuna

Em nova passagem pelo país, DJ espanhol toca no D-EDGE e no Warung Beach Club