Opinião

Faixa do ano? Jamie xx se supera em novo edit para The xx

Jamie xx On Hold

Ao remixar novamente sua própria banda, o produtor londrino mostra mais uma vez por que é um dos nomes mais conceituados da atualidade.

Pode soar um absurdo pretencioso falar em “música do ano” em um universo tão rico como o da música eletrônica, cheio de vertentes e ramificações que englobam da EDM de Martin Garrix e KSHMR à loucurada experimental de um Aphex Twin ou de um Four Tet. Mas confesso que é difícil não associar a expressão ao falar sobre o novo som do Jamie xx. O produtor britânico lançou na semana passada um edit para “On Hold” [single de 2016 da sua própria banda, The xx], e o resultado é uma das faixas mais brilhantes já feitas pelo artista — que teve, provavelmente, o seu ponto mais alto em 2015, com o lançamento do álbum In Colour.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
...

Aqui, em seu primeiro remix/edit lançado oficialmente nos últimos quatro anos, Jamie destrincha e picota a canção original, imprimindo a ela uma dinâmica intensa e super empolgante. E o mais bacana de tudo é que o som foi lançado com um remix também do videoclipe original, em que as imagens foram igualmente sampleadas e sincronizadas com a música.

O edit

A original

Esta não é a primeira vez que o artista remixa faixas da sua banda, mas é, sem dúvida, a que teve o resultado mais satisfatório — e também o mais adequado pra incendiar uma pista de dança. São trabalhos como este que, pouco a pouco, vêm justificando por que esse londrino é uma das figuras mais prestigiadas do cenário eletrônico. Seguindo nessa toada, a tendência é vermos o nome Jamie xx a cada ano com mais destaque.

Flávio Lerner é editor da Phouse; leia mais de suas colunas.

CONFIRA TAMBÉM:

O Four Tet mandou um remix pisteiro pra sua colaboração com o Jamie xx

Aclamada banda britânica, The xx revela planos para produzir techno

Lúdico, subversivo e impactante: conheça o universo de Carlos Capslock

Plusnetwork, Entourage, Lula, Bolsonaro e a guerra de egos na cena eletrônica

O Seth Troxler profanou o Templo com um loop de funk; queimem o herege!

Deixe um comentário

No Comments Yet

Comments are closed