ref="">
Connect with us
Green Valley – Só Track Boa Leaderborder
Festa Acapulco – Leadborder
Sevenn – Its Always You

Notícia

King Festival é adiado para 2019

Phouse Staff

Publicado há

Foto: Reprodução
Produtora explica que não conseguiu fechar com os artistas desejados neste ano

Más notícias para quem planejava frequentar o King Festival em setembro: a edição foi adiada para o ano que vem. Em comunicado emitido para a imprensa nesta quarta-feira (16), a produtora Juliana Cavalcanti diz que “a cena EDM no Brasil não é mais a mesma”, justificando o adiamento na falta de viabilidade para conseguir fechar contratos com as atrações internacionais desejadas pelo público.

Cavalcanti explica que sua produtora, a Reality, lançará uma festa chamada Beat Plus para suprir a ausência do King neste ano. A empresária também prometeu revelar mais detalhes em uma live no Instagram nesta noite.

Inicialmente programado para o começo de maio, o King havia sido transferido para o dia 22 de setembro, depois de fechar uma parceria com a XXXPERIENCE, que rola em Itu no mesmo dia. Marcado para o Caxangá Golf Club, em Recife, a edição que celebra os cinco anos do evento ainda não tem uma data definida para 2019.

Confira a nota oficial:

Recife, 16 de maio de 2018.

 Infelizmente devido à falta de artistas estaremos ADIANDO a edição deste ano para 2019.

O King nasceu em 2013 com o propósito de ser o festival de musica eletrônica que representasse o Norte/Nordeste no Brasil, ele foi criado aqui e é nosso, de todos vocês! 

Sempre fazemos o festival em conjunto e este ano não seria diferente. Após uma pesquisa com mais de mil respostas sobre os artistas que vocês gostariam de ver na edição de cinco anos, fomos em busca de contratá-los, e como vocês sabem, muitos deles já tinham vindo no primeiro semestre ou estariam bloqueados para outros festivais. Unimos forças com a XXXPERIENCE, que não mediu forças para nos ajudar a fecharmos tours, mas infelizmente não obtivemos êxito :( A cena EDM no Brasil não é mais a mesma, e cada dia mais a dificuldade dos grandes artistas virem para nosso país aumenta, além da cotação do dólar que disparou nos últimos meses. O KING NAO ACABOU! Estamos dando um passo para trás para podermos dar dois para frente em 2019 e juntos voltarmos ainda maiores!

A Reality estará produzindo um outro evento dia 21 de setembro, a Beat Plus, totalmente repaginada, muito maior, para que os amantes da música eletrônica possam aproveitar este ano e aguentar a ausência do King até 2019.

Hoje estarei às 21hs no Instagram do @kingmusicfestival em uma live para contar tudo sobre o adiamento do festival e sobre a agenda futura de eventos da produtora.

Amamos vocês!

Ju Cavalcanti”.

+ King Festival fecha parceria com a XXX e anuncia data para sua 5ª edição

Deixe um comentário

Notícia

Defected celebra conquista do CamelPhat no topo da Tower Bridge

Phouse Staff

Publicado há

Tower Bridge
Foto: Reprodução
Sets do duo e de Sam Divine sobre o Rio Tamisa celebram sucesso do selo londrino

A Defected Records atualizou as definições de evento na última quarta-feira, 23, em Londres. A label produziu um show exclusivo do topo de um dos famosos cartões postais da cidade, a Tower Bridge. O som ficou por conta do duo CamelPhat e a DJ Sam Divine. A dupla tocou por 45 minutos, um de cada lado das torres a 60 metros de altura, antes de Sam comandar o set durante o pôr do sol.

O evento celebrou um dia de comemorações devido ao sucesso de “Cola”,  faixa de CamelPhat & Elderbrook com a Defected, que foi tocada por praticamente todos os DJs do mundo, esteve em incontáveis aftermovies e foi até indicada ao GRAMMY. A track vendeu mais de 1 milhão de cópias em todo o mundo, alcançando discos de platina em três países, e ouro em outros cinco.

A gravadora elaborou a façanha também para celebrar o novo contrato com o CamelPhat e honrar a capital britânica onde foi fundada e se mantém há quase 20 anos. “Podemos ser um selo com raízes globais, mas esta será sempre a nossa casa. Vamos vê-los na pista de dança em algum lugar do mundo neste verão”, diz texto no site oficial, endossando as palavras do fundador da label, Simon Dunmore: “A música soa melhor com a vista!”.

Confira como foi o evento na íntegra:

+ CamelPhat lança remix de clássico do Fatboy Slim

Continue Lendo

Notícia

Escute a música oficial da Copa do Mundo da Rússia

Phouse Staff

Publicado há

Live it Up
Foto: Reprodução
Faixa foi produzida por Diplo, e traz vocais de Will Smith, Nicky Jam e Era Istrefi

Como informamos há dois dias, Diplo foi recrutado para produzir a música oficial desta Copa do Mundo de 2018, na Rússia; o lançamento foi anunciado para esta sexta-feira (25), com vocais de Will Smith, do cantor americano de reggaeton Nicky Jam e da jovem cantora pop albanesa Era Istrefi.

Agora, via Sony Music, a canção já está entre nós. Chamada “Live It Up”, tem a tradicional embalagem das faixas dos mundiais: pop, enérgica, bastante animada, remetendo à festa e empolgação, em um caldeirão de referências que vai do reggaeton à dance music. Curiosamente, entretanto, não percebemos nenhuma referência à música ou à cultura do país-sede da Copa — algo normalmente presente nos hinos anteriores do principal torneio da Fifa.

Além do lançamento, o canal do YouTube de Will Smith publicou um making of de cinco minutos com cenas dos bastidores no estúdio. Confira:

+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre futebol e música eletrônica

Continue Lendo

Notícia

“Enrolado”, Scorsi faz parceria vingar com Sandeville

Phouse Staff

Publicado há

Scorsi Sandeville
Scorsi. Foto: Divulgação
Produtores brincam com a demora da collab

Poucos dias depois de colaborar com o Alok em remix para “Ocean”, Scorsi já pintou com música nova. Através de nova colaboração com o colega Sandeville, “Something Better” é um electropop que mescla pitadas de “future bass, deep house, soulful e funky, em uma jornada musical vocalizada e pautada em 115 BPM”, como dizem os próprios artistas, que também alegam terem se inspirado na house music clássica para este single. Na esteira de “So Simple”, a letra fala sobre superar relacionamentos ruins com música.

“O Sandeville ficou meses me torrando pra ir no estúdio dele. A gente não se conhecia muito, eu tava sempre enrolado. Uma dia ele falou: ‘vem amanhã ou nem vem mais’. Fui pro estúdio dele sem muita pretensão, por nossos sons serem muito diferentes. No fim das contas, descobri que o cara era um ótimo produtor e passamos algumas horas ouvindo ideias e projetos um do outro. Ele me mostrou um riff bem house, melódico. Fiquei doido com aquilo, e criamos o resto. Beats mais inspirados nos anos 80, e BPM fora de todas fórmulas comuns, e depois fomos atrás de um vocalista que casasse com isso. Foi longo o processo, mas foi ótimo dividir o estúdio com ele”, diz Scorsi. O vocalista em questão é o americano Tempo Strokes.

Scorsi Sandeville

Sandeville. Foto: Divulgação

“Cara, o Scorsi é muito enrolado. Sério! Demorou muito para que ao menos fosse uma primeira vez no meu estúdio. Acabou dando certo. Processo criativo foi ótimo; depois que achamos um caminho, fluiu muito rápido. A cabeça dele funciona de um jeito diferente, não é tão fácil de entender a primeiro momento, mas vendo o resultado, não tem o que questionar. E de uma maneira bizarra, isso casou bem com o meu workflow”, complementa o parceiro de collab.

LEIA TAMBÉM:

Alok e Scorsi lançam remix “fora da caixa” para “Ocean”

Continue Lendo

Publicidade

Scorsi – Autograf 300×250
Acapulco 300×250
Green Valley So track Boa – 300×250

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse